quinta-feira, agosto 20

Mulher

  • Quem te fez assim tão plena... Deitada ao sol... Sobre a areia quente... Tua boca, teus pés, tuas pernas, teu corpo... São patrimônios da natureza... Mas que beleza !!!
  • Ardo de desejo loucamente... Porque? Porque tu não tens artifícios... É toda mulher... Naturalmente...
  • Quando tu voltas do mar... Nua...Toda molhada... Sabor de sal... Sabor de mar... Toda bronzeada e linda... É assim que te quero...
  • Beijo a beijo percorro teu corpo inteiro... Teu pequeno infinito... Tuas margens... Teus rios... Tua beleza desconcertante...
  • Amar como te amo... É uma viagem sem fim... É um combate de relâmpagos... Uma tormenta dos sete mares... Onde dois corpos transformam-se em um...
  • O teu nome não sei... Chamo-te... Mulher... Tenho fome da tua boca... Da tua voz rouca... Do teu riso... Do teu cheiro... Da tua pele... Quero comer-te todinha... Como se fosses um doce de avelãs...
  • Lembrarás de mim pela manhã?
  • Talvez não ser é ser sem que tu sejas..
  • E desde então sou porque tu és...

Lulucha

4 comentários:

EAD/JOYCE disse...

Gostei, muito sensual.bjs

Sandra F. disse...

Linda! Perfeita! Sensual! Apaixonante!
Querida, esse final de semana não vou entrar no Dihitt. Nem no msn. Fiquei on line apenas para ler meus e-mails e ler essa sua poesia.
Parabéns, amei.

PS: Depois, me lembre de comentá-la via Dihitt também.

Beijos.

Ariana disse...

Ah, a mulher e os seus doces mistérios...
Quem há de desvendá-los...
Lindo texto!

Beijos e boa semana pra ti!

Rosana Ibanez disse...

Poxa, lindo poema!
Parabéns! Nós mulheres somos merecedoras desses elogios, com certeza.
Beijão