sábado, março 21

Você é Muito Egoísta Sabia?

Quantas vezes na vida você já ouviu essa frase ?

A palavra egoísta é usada frequentemente por todos que nos conhecem. Quem é que ainda não foi chamado de egoísta pelo menos uma vez na vida?

Acontece nas melhores famílias, podes crer.! E o que mais nos deixa tristes ou irritados, é quando nos conhecemos intimamente e sabemos que não somos! Ou somos? Será que nascemos egoístas? Sim, nascemos egoístas e altruístas, alguns mais...,outros menos..., mas no fundo acho que todos nós temos o egoísmo dentro da gente. Assim como o altruísmo também.

O que é, na verdade ser egoísta? Ser egoísta é: olhar para o próprio umbigo sempre; é não participar da vida do próximo; é querer tudo para sí; é destruir a vida do próximo sem se dar conta disso... E outras coisas mais. Mas sendo assim, o mundo inteiro seria egoísta, certo? E não é?

Por exemplo, se uma pessoa chegasse para você e dissesse: “Ah, você é uma pessoa muito egoísta porque você deveria ter me ajudado a fazer tal coisa e nem ligou!” Qual seria a sua primeira resposta? Acho que você diria:”egoísta? Como é que você pode dizer que sou egoísta se já te ajudei em tantas outras coisas? Uma vez que não pude te ajudar então sou egoísta?”

Ou talvez, a pessoa nem ligue se foi ou não chamada de egoísta, mas é difícil alguém ser chamada de egoísta e não revidar. Mas tem um porém, as pessoas confundem muito o ser egoísta do ser ocupado, muitas vezes estamos ocupados demais para ver se fulano está ou não precisando da nossa ajuda; não que por isto sejamos egoístas, é que naquele dia, naquela hora, você não podia, então pronto! Você passa a ser egoísta. E todas as suas qualidades e virtudes deixam de existir. As pessoas esquecem que você também é humano, que você também tem o direito de esquecer um compromisso e não avisar por milhões de motivos ou problemas. Mas não é por isso que você é egoísta.

Há muitas maneiras de confundir a palavra egoísmo. Nem sempre o que fazemos é por egoísmo. E ninguém tem o direito de chamar ninguém de egoísta porque ela também de alguma forma já foi ou é. Que mania que as pessoas tem de colocar essa palavra em todos os problemas que ela própria não sabe resolver. É verdade ou não é???

Penso que muitas vezes, o egoísta é aquele que o acha egoísta. Já pensei sobre isso muitas vezes... Devemos pensar melhor, conhecer melhor o íntimo de uma pessoa antes de chamá-la de egoísta. Talvez ela seja uma criatura doce, terna, carinhosa, que dá tudo si para te fazer feliz e você nem percebe. Então: Quem é o egoísta agora???

Por Lulucha

----------------------------------------------------------

OBS.: Egoísmo (ego + ísmo) é o hábito ou a atitude de uma pessoa colocar seus interesses, opiniões, desejos, necessidades em primeiro lugar, em detrimento (ou não) do ambiente e das demais pessoas com que se relaciona. Neste sentido, é o antônimo de altruísmo. Egoísmo e egocentrismo O egocentrismo caracteriza-se pela fantasia de imaginar que o mundo gira em torno de si, tomando o eu como referência para todas as relações e fatos. Uma pessoa egoísta pode não ser egocêntrica, uma vez que luta para fazer com que os fatos se amoldem a seus interesses. A pessoa egocêntrica é egoísta, no sentido de que não consegue imaginar que não seja ela a prioridade no mundo em que vive. O egocentrismo é próprio da infância, como passagem para que a criança possa aprender a noção de referência a partir do eu e então aprender. Natural ou adquirido? Há controvérsia se o egoísmo é uma característica natural humana ou se é um hábito adquirido, como um vício moral da pessoa. A psicologia do desenvolvimento observa que a infância se caracteriza pela passagem de uma atitude naturalmente egocêntrica - em que a criança tem por referência seu organismo e suas necessidades - para uma atitude social e interativa. Deste modo, o egoísmo seria a recusa da pessoa em deixar essa fase infantil, uma luta por manter viva a fantasia do egocentrismo.

Fonte: Wikipedia

sexta-feira, março 20

Chromo Faz Bem à Saúde e Reduz 50% do Seu Apetite

  • Saiba quais os benefícios do Cromo em seu organismo

Essa ação ocorre por duas razões: o mineral afasta a vontade de comer guloseimas e impede que o carboidrato vire gordura Está comprovado: o cromo é capaz de reduzir a gordura corporal. E bem ali, onde é mais indesejada: no abdômen. Isso porque ajuda a diminuir drasticamente o desejo exagerado por doces, que viram moléculas que se concentram na barriga, e atua no controle do apetite -- duas façanhas que tornam o emagrecimento bem mais fácil. O cromo faz com que o carboidrato seja aproveitado como fonte de energia e não fique armazenado sob a forma de gordura, confirma a nutróloga Tamara Mazaracki, do Rio de Janeiro.

Vários estudos apontam nessa direção. Um deles, realizado pelo Health and Medical Research Foundation, em San Antonio, nos Estados Unidos, e publicado no Journal Current Therapeutic Research, analisou 122 pacientes gordinhos. Uma parte deles tomou 400 mcg de cromo diariamente por três meses e a outra, apenas placebo. Ao final do período, a primeira turma havia perdido 2,8 quilos de gordura corporal, enquanto o restante do grupo emagreceu 1,5 quilo.

Outra pesquisa americana mais recente, feita pela University of Vermont em parceria com a Louisiana State University, indica o mesmo resultado: a ingestão de cromo interfere positivamente na perda de peso. MINERAL EM BAIXA, PONTEIROS EM ALTA Quando há carência de cromo, o organismo entende que não há glicose suficiente em circulação. Daí dispara a mensagem para o hipotálamo, região do cérebro responsável pelo apetite, de que precisa de mais carboidratos para fazer a taxa de açúcar subir rapidamente. E onde eles estão? Nos doces, nos pães e nas massas. Só que, nesse caso, o nutriente que dá energia acaba se estocando já sabe aonde: bem ali, na linha da cintura. A menos que você capriche nos alimentos ricos no tal mineral. E investir em suas fontes é a única maneira de obtê-lo, já que o corpo não produz nada de cromo.

Uma de suas melhores fontes é o levedo de cerveja, que pode ser acrescentado no suco de sua preferência, por exemplo. Porém, o mineral antibarriga também é encontrado em carnes (como frango e fígado), ovos, ostras, grãos integrais, germe-de-trigo, queijo, pimentão verde, banana, espinafre e pimenta-do-reino.

DE OLHO NA DOSE Quem malha e transpira muito deve caprichar na quantidade de cromo, porque ele é eliminado pelo suor. Outro toque importante: o consumo exagerado de carboidratos simples (como balas, chocolate, batata, pão branco) reduz a cota de cromo disponível no organismo. E nada de tomar suplementos por conta própria. Em excesso, o cromo pode causar efeitos colaterais, como cansaço, perda de apetite, tendência a hematomas, náuseas, dores de cabeça, tonturas, alterações urinárias, sangramento nasal e reações cutâneas tipo urticária.

A suplementação só vale se o organismo de fato estiver carente de cromo, o que só um teste de sangue, solicitado por um especialista, poderá revelar. Saiba, porém, que o principal sinal de que ele está em baixa é a compulsão por doces. Se o teor estiver normal, uma dieta caprichada é suficiente para se obter todos os benefícios, afirma Tamara. OUTRAS BOAS RAZÕES PARA CAPRICHAR NO CROMO Ajuda a reduzir o nível de colesterol ruim, o LDL Reduz variações de humor, principalmente durante a TPM Alivia sintomas de depressão Melhora a fadiga Aumenta a capacidade de o corpo ganhar massa muscular Auxilia no tratamento do diabete tipo 2 Dá uma força no combate à celulite

Gostaria de dar a minha opinião sobre este medicamento, estou tomando 1 cáps. ao dia há um mes, e pasmem perdí totalmente a minha fome, verdade antes eu comia um prato de salada com uma posta de peixe brincando, hoje quando chego no meio do caminho, estou satisfeita como se tivesse comido uma feijoada. E à medida em que você for tomando, menos voce tem vontade de comer, acreditem eu tirei 4 kilos sem perceber, a unica coisa que vc percebe, é que muitas coisas que você comia antes, você não sente mais vontade de comer. E outra eu vivia lambiscando, batatinhas, biscoitinhos, etc... Parei total. Gente para quem quer jogar fora uns 5 kilinhos por exemplo este Chromo é fora de série. Não há contra-indicação, faz bem para a sua saúde e emagrece messssmo!!! O que mais você pode querer??? Eu amei perdí a minha barriguinha que eu precisava, e como o estritamente necessário. Eu recomendo. - Lulucha

Fonte de Pesquisa: Saúde.abril.com.br

quinta-feira, março 19

Saiba o que é Calorimetria.

Você controla o apetite, faz exercícios e, ainda assim, não emagrece. Será que seu metabolismo anda trapaceando sua dieta? Para ter certeza disso, o teste de calorimetria é a melhor opção. A partir de um aparelho, o médico consegue calcular com precisão se a quantidade de calorias que você consome é adequada ao seu perfil. Com os resultados, podemos fazer ajustes e equilibrar o consumo e carboidratos, proteínas e gorduras, afirma o nutrólogo Leandro Vaz.

Na entrevista que você lê abaixo, ele conta como funciona este exame ainda pouco conhecido no Brasil e mostra como usar a medição para alcançar o peso ideal.

1. Para que serve um teste de calorimetria? A calorimetria indireta é um exame utilizado para medir a taxa metabólica basal (quantidade mínima de calorias de que seu organismo precisa para funcionar). O organismo consome uma quantidade fixa de oxigênio a cada caloria oxidada. Pela diferença entre a quantidade de oxigênio no ar inspirado e expirado, o aparelho calcula com precisão quantas calorias o corpo está queimando naquele momento.

2. E existe um padrão de queima? Não, cada pessoa tem a sua própria taxa metabólica basal. Duas pessoas com mesma idade, sexo, peso e altura provavelmente terão metabolismos energéticos diferentes.

3. Como é feito o teste? O exame é realizado em consultório, dura aproximadamente 15 minutos, e é totalmente indolor. É necessário que o paciente esteja em repouso, em ambiente calmo e completamente relaxado. Consumo de alimentos, atividade física intensa, situações estressantes e uso de estimulantes (cafeína, por exemplo) podem elevar o metabolismo e devem ser evitados nas 3 horas que antecedem exame. Este processo dura de 10 a 15 minutos. Os dados são inseridos em um programa de computador, que irá fornecer a taxa metabólica basal do paciente em Kcal/dia.

4. Como ocorre a análise dos resultados? A taxa metabólica basal do paciente, obtida no exame, é comparada com a taxa metabólica que seria esperada para uma pessoa de mesmo sexo, idade, peso e altura. Uma variação de até 10% para mais ou para menos é considerada normal.

5. E de que forma o resultado pode ser usado para o controle de peso? Pessoas com metabolismo lento (abaixo da variação normal) têm mais facilidade de ganhar peso, pois necessitam de menor quantidade de alimentos para suas funções orgânicas. Nestes casos, várias estratégias de tratamento como o tipo de dieta, uso de suplementos e algumas mudanças de estilo de vida podem ser utilizadas para promover um aumento do metabolismo basal e conseqüente melhora dos resultados. Por outro lado, em pessoas com metabolismo normal ou aumentado, o tratamento do excesso de peso será direcionado para a quantidade de calorias ingeridas e, em alguns casos, no controle do apetite ou compulsão. Dessa forma, através dos gases da respiração, é mensurado o gasto calórico gasto em repouso absoluto.

6. O teste precisa ser refeito com que intervalo? É interessante que o exame seja feito a cada seis meses. O metabolismo é trabalhado através de atividade física, de uma dieta balanceada e uma boa suplementação, ou seja, à medida que ajustamos nosso organismo, o metabolismo tende a se regular.

7. Há alguma restrição para fazer o teste? Sim, o paciente não deve: a) Freqüentar saunas 12 horas antes; b) Consumir bebidas alcoólicas no dia do exame; c) Consumir bebidas a base de cafeína (café, chocolate, chá, bebidas energéticas, refrigerantes, dentre outros) no dia do exame; d) Realizar refeições e/ou ingerir líquidos 3-4 horas antes.

8. Existe uma graduação que indique se o resultado foi satisfatório ou insuficiente?Existe um parâmetro que mostra a situação real comparada à ideal de cada organismo. Todos deveriam ter um gasto calórico de 50% de carboidratos, 30% de gorduras e 20% de proteínas, isto é o ideal e que não acontece na maioria dos casos de pessoas que têm sobrepeso. A maioria deles tem déficit na queima de um dos três elementos (carboidrato, gordura ou proteína).

9. O que é entendido por metabolismo lento? Metabolismo lento = Organismo preguiçoso. A calorimetria detecta a quantidade de calorias que o organismo necessita para se manter vivo (metabolismo basal). È a energia necessária para o coração bater, para os rins funcionarem e assim por diante. Cada indivíduo, dependendo da sua idade, peso, altura, qualidade de vida (se pratica ou não atividade física e variedade/qualidade de alimentação) tem uma expectativa de gasto metabólico.

10. Por que ele é prejudicial? Um metabolismo lento gasta menos calorias para se manter, simplesmente isso. Por isso, ele precisa de menos alimento para se manter vivo. Então, se você ingere uma quantidade superior, começa a sofrer com o sobrepeso.

O exame custa em média uns... R$ 350,00. Você deve ficar em jejum absoluto, sem tomar água durante 3:00 antes e não fazer atividade física também durante 3:00 antes do exame.É um exame simples e rápido. Deitada e bem relaxada. É colocada uma máscara , tipo uma máscarade oxigênio, e a única coisa que você tem que fazer é respirar durante 15 minutinhos. O resultado é obtido na hora, depois basta você passar pela nutricionista e ela irá indicar qual a melhor dieta para você seguir. E muitos exercícios também. Fonte de Pesquisa: minha vida

Você Sabe O Que É "PageRank"?

PageRank

PageRank™ é uma família de algoritmos de análise de rede que dá pesos numéricos a cada elemento de uma coleção de documentos hiperligados, como as páginas da Internet, com o propósito de medir a sua importância nesse grupo por meio de um motor de busca. O algoritmo pode ser aplicado a qualquer coleção de objetos com ligações recíprocas e referências. O peso numérico dado a cada elemento E é chamado PageRank de E e notado como PR(E). Suas propriedades são muito discutidas por especialistas em optimização dos motores de busca (SEO, sigla em inglês para search engine optimization). O processo do PageRank™ foi patenteado pela Universidade de Stanford nos Estados Unidos da América sob o número 6.285.999[1]. Somente o nome PageRank™ é uma marca registrada do Google.

Google e o PageRank O sistema PageRank é usado pelo motor de busca Google para ajudar a determinar a relevância ou importância de uma página. Foi desenvolvida pelos fundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin enquanto cursavam a Universidade de Stanford em 1998. O Google mantém uma lista de bilhões de páginas em ordem de importância, isto é, cada página tem sua importância na Internet como um todo; esse Banco de Páginas mantém desde a página mais importante do mundo até a menos importante. Essa importância se dá pelo número de votos que uma página recebe. Um voto é um link em qualquer lugar da Internet para aquela página. Votos de páginas mais importantes valem mais do que votos de páginas menos importantes.

Esse critério de ordenação das páginas, de acordo com várias pessoas, é bastante democrático, reflectindo o que a "Internet pensa" sobre determinado termo. Lembre-se que cerca de dez bilhões de páginas são levadas em conta. A qualidade das páginas mais importantes são naturalmente garantidas, classificadas e eleitas pela própria Internet. Além de todas as páginas terem a mesma condição de subir nessa lista, conquistando votos pela Internet afora. Uma boa unidade de medida para definir o PageRank™ de uma página pode ser a percentagem (%) de páginas que ela é mais importante. Por exemplo, se uma página tem PageRank™ de 33% significa que ela é mais importante que um terço de toda a Internet. Se o seu PageRank™ é 99% significa que ela é superior a quase todas as páginas da Internet.

No entanto, é possível manipular o PageRank™ atribuindo links descontextualizados com o objectivo da página, modificando a ordenação de resultados na pesquisa pelo Google e induzindo a resultados pouco relevantes ou tendenciosos. Um exemplo recente disso é a pesquisa por failure ou miserable failure que retornava como primeiro site a biografia oficial da Casa Branca para o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush e em sequência a página de Michael Moore, inimigo declarado do presidente dos EUA. Este processo ficou conhecido por Googlebombing. Apesar disso, o Google tem removido alguns resultados decorrentes de "Googlebombing"[2].

Animação do funcionamento simplificado e didáctico do GoogleBot que varre as páginas calculando o PageRank™.

A Wikipédia e o PageRank™ do Google Em 2007 o Google decidiu que os links externos da Wikipédia não devem influenciar mais a relevância dos sites para o Google [3].

Determinar o PageRank™ Para verificar o PageRank™ de uma determinada página existem duas opções: Instalar a Google Toolbar que a cada página visitada apresenta imediatamente o PageRank™ do site na própria barra. Visitar sites que fornecem a cotação do site digitado. Fonte: Wikipedia

quarta-feira, março 18

Como Fazer para ter uma Pele Sedosa e Brilhante?

Você gostaria de ter um corpo com uma pele macia como seda e brilhante como as atrizes de hollywood?Não, não é sonho, é realidade mesmo. Basta você anotar as dicas que darei a seguir e "voilà", sua pele vai ficar igualzinha a das estrelas de Hollywood.

Anote:

  • Antes de terminar o seu banho, passe um óleo para banho em todo o corpo, entre no chuveiro novamente, mas não esfregue e nem retire o óleo, deixe apenas a água escorrer sobre o seu corpo, um pouco, e saia do banho.

  • Não se enxugue, apenas retire o excesso de água, apalpando a toalha sobre o corpo.

  • Passe um bom creme hidrantante e veja o resultado.

  • Sua pele vai estar com um brilho de dar inveja em qualquer pessoa, e macia como seda e dura o dia inteiro, viu?

  • Não, não tenha medo, pois não vai manchar a sua roupicha, eu faço isso todos os dias e as pessoas notam o brilho. Pode passar sem medo, você vai ficar linda. O unico problema, são as pessoas pararem você na rua e perguntarem: que hidratante você usa? Mas você não vai contar o seu segredinho, vai?

  • Então tá esperando o quê???

Lulucha

Alcoolismo nas Mulheres é mais Grave do que nos Homens

O que há na química do organismo da mulher que a faça merecer tratamento diferenciado?O alcoolismo sempre foi considerado uma doença de homem e os métodos de tratamento foram projetados para eles. Só recentemente as pesquisas revelaram que as mulheres são diferentes nos aspectos biológicos, psicológicos e sociais.

O estômago das mulheres tem menor quantidade de uma enzima, chamada álcool desidrogenase, que quebra o efeito da bebida. Portanto, absorve uma parcela maior do álcool ingerido. Isso, combinado ao peso e ao mais baixo índice de água no corpo, em comparação aos homens, significa que nelas os níveis de álcool no sangue, ao tomarem a mesma dose da bebida, atingem patamares mais elevados.

As mulheres ficam mais rapidamente embriagadas. Como costumo dizer, o alcoolismo em mulheres é como 'locomotiva em alta velocidade numa ponte que acaba no meio'. O estômago das mulheres tem menos quantidade de uma enzima que quebra o efeito da bebida Como assim?Bem, além de desenvolverem alcoolismo mais rápido que os homens, as mulheres têm uma taxa mais elevada de mortalidade que eles. E, se ficarem grávidas, podem prejudicar seus filhos de forma permanente.

Aproximadamente 5% das mulheres nos Estados Unidos sofrem de dependência de álcool durante um ano. Estima-se que 8% das americanas vão passar por um período de dependência de álcool em algum período da vida. Pelas informações que tenho, a taxa no Brasil é similar. O problema é que a maioria das mulheres alcoólatras não busca o socorro de que precisa. Há alguma predisposição genética?Sim, como nos homens. Mas não é uma doença genética. Sejam quais forem seus genes, se você nunca tomar uma bebida, nunca contrairá a doença.

Há também os fatores ambientais e psicológicos que devem ser levados em conta. Os fatores de risco incluem histórico familiar, em especial, de abuso sexual na infância. Também transtornos de depressão e ansiedade, stress pós-traumático, exposição à cultura da bebida pesada, além de mudanças na vida, tais como sair de casa, iniciar um trabalho não-tradicional, casamento, principalmente com um homem que bebe muito, divórcio ou mágoas de amor. É difícil aceitar na sociedade alcoolismo em uma mãe, irmã ou na esposa?O estigma social é poderoso. Mesmo as famílias costumam negar a existência do alcoolismo pela mesma razão. Pensam defender a parente, dizendo que talvez ela esteja deprimida. Só que, infelizmente, os dois problemas costumam caminhar juntos.

O complicador é que mulheres alcoólatras freqüentemente negam seus problemas. A melhor maneira de identificar o alcoolismo é estar atento aos sintomas dos pacientes em todas as práticas médicas. Aqueles em que se verifica uma tendência devem ser inquiridos sobre sua forma de beber e sobre sintomas relacionados. Por exemplo, algumas mulheres alcoólatras (mas não todas) terão apagões (perdas de memória). Não conseguem lembrar como foram parar na cama depois de beber, ou coisas que disseram ou fizeram. ''Elas pensam que o álcool pode ajudá-las a ter sexo melhor. Continuam a beber. Mas não são avisadas de que o álcool em excesso atua como fator depressivo''

É verdade que o álcool faz despertar mais facilmente o apetite sexual nas mulheres?Na verdade, é o contrário. E ainda interfere no alcance do orgasmo, dificultando-o. Pensam que o álcool pode ajudá-las a ter um sexo melhor. Continuam a beber. Daí, acham que seus problemas sexuais são coisa da cabeça delas ou do corpo. Em geral, não são alertadas de que o álcool em excesso atuará como fator depressivo sexualmente. Há ainda o problema de que a mulher que bebe muito é menos conscienciosa. Ela pode se sentir mais atraente, mas pode também ser imprudente nos riscos com o sexo, por exemplo não praticá-lo seguramente, com o uso de camisinha, e acabar contraindo uma doença sexualmente transmissível como Aids.

Como é o tratamento para mulheres?Nos Estados Unidos e na Europa, mulheres são tratadas por equipes médicas. Há os clínicos, freqüentemente os psiquiatras, assistentes sociais, psicólogos e conselheiros treinados. Tratamentos individuais, em grupo e familiares são adotados. Elas são também encorajadas a freqüentar os grupos de ajuda mútua, como o AA. Para ter uma idéia, cerca de um terço de seus membros nos Estados Unidos é de mulheres. Como disse, as mulheres aceitam rapidamente ajudar outras na mesma situação. E essa procura por ajudar é parte de sua própria recuperação. Tudo leva um tempo. Até porque ser alcoólatra não é como estar numa festa e não voltar para casa. É uma doença dolorosa.

Fonte de Pesquisa: G1.com

Você Sabe o que é um Chrome?

Em teste de velocidade, Chrome mostra que é o mais rápido IE ainda é o mais popular Firefox tem mais recursos extras Chrome é o mais rápido Safari é integrado iPhone e iPod Opera, o melhor navegador CONFIRA COMPARATIVOItens como riqueza em recursos, facilidade de uso, navegação segura, sempre importantes quando o assunto é browser, ficam relegadas a segundo plano na cabeça dos usuários. O "top of mind" no quesito "o que eu quero em um navegador Web" é rapidez ao exibir as páginas.

Prova disso é que todos os entrevistados pela reportagem —executivos do Google, da Mozilla, do Opera, do Safari e da Microsoft— afirmaram que tornar a navegação mais rápida é uma das grandes preocupações deles. Outro ponto que comprova a preocupação é que, com exceção de IE e FF, Opera, Safari e Chrome se vendem como os mais rápidos da Internet —e se eles não fazem isso diretamente, seus usuários, sim.

Para avaliar a velocidade dos navegadores, o UOL Tecnologia realizou um teste prático com todos eles, nas mesmas condições. Durante sete dias seguidos, com o cache dos navegadores e demais dados temporário completamente limpos, a velocidade dos browsers foi aferida. A idéia era medir a abertura inicial do browser. E, depois de fechado, a reabertura dele pela quinta vez e a navegação por alguns sites de conteúdo distinto —que mesclassem conteúdo multimídia, tabelas e necessitassem de agilidade na renderização (os sites escolhidos foram Ign.com, Toyota.com.br, eBay.com, UOL.com.br e YouTube.com).

Os tempos foram marcados com cronômetros e os números apresentados são médias calculadas depois dos sete tempos marcados. As versões dos softwares avaliados foram as últimas disponíveis de cada um até outubro. Assim, foram mescladas edições ainda em beta com softwares finalizados —o que, em tese, poderia beneficiar os softwares lançados de forma estável. Internet Explorer 8 beta 2, Firefox 3.1b, Chrome 0.3.154.9 Beta, Opera 9.62 e Safari 3.2 foram colocados lado a lado e avaliados em um PC dotado de Windows Vista, com processador Dual Core, 3 GB de RAM e conectado à Internet com velocidade presumida de 6 MB.O testeNa abertura inicial, o Opera se saiu melhor que os concorrentes, com 2,1 segundos cravados. O browser foi seguido por Firefox (3,6), IE (3,9), Chrome (4,6) e Safari (5,2). Entretanto, a coisa muda sensivelmente de figura quando o navegador já está aquecido.

Optamos por cronometrar o tempo de abertura depois exatamente na quinta vez seguida. Desta forma, quem se destacou foi o Chrome, com tempo de abertura de 0,8 segundos. Na esteira surgem Opera e Safari, com idênticos 0,86 para abrir. Internet Explorer e Firefox complementam a lista com, respectivamente, 1,0 e 1,4 segundos para abrir.Na parte de navegação, já com o browser aberto, quem se saiu sensivelmente melhor foi o Chrome. A média de tempo para abrir completamente as páginas escolhidas para o teste foi de 10,52. O Opera segue na esteira, com 12,40 segundos. Firefox e Internet Explorer, mais uma vez, dividem terceiro e quarto lugares, com, respectivamente, 13,44 e 13,65. Por último, ficou o Safari, com 14,4.O teste não tem valor científico e apenas mostra o conjunto de determinadas situações, de acordo com as características nativas dos navegadores. Outro ponto que é importante ressaltar é que programas de código-aberto ou que aceitam plugins, como Firefox ou Opera, permitem ao usuários ajustes para tornar a navegação mais rápida. Fonte: Uol Tecnologia

O que é um "Tunado"?

"Tunado", com diamante ou vibrador, mouse pode custar até US$ 25 mil

No terreno vasto dos mouses "tunados", destacam-se aqueles que levam a interação usuário-máquina para um outro nível. Exemplo disso é o aparelho criado pela empresa japonesa Gekishin Mouse-Kun que, além das funções tradicionais, possui um estimulador clitoriano que vibra e emite calor.

  • Da mesma companhia vem um mouse com sistema de vibração destinado, a princípio, a ser usado no relaxamento dos músculos durante o expediente. O nome: "Vibrating Mouse for Those Lonely Nights", algo como Mouse Vibrador Para Aquelas Noites Solitárias.

Divulgação Site apresenta mouse mais caro do mundo, que possui um corpo cravado por algumas pedras de diamante e custa US$ 25 mil Ainda no campo do erotismo aparecem mouses que possuem o formato de corpos femininos nus ou trajando lingeries. O site de presentes que os comercializa (needapresent.com) estimula seus visitantes com a seguinte frase promocional: "He won't be able to keep his hands off", ou "Ele não será capaz de manter suas mãos afastadas".

Já o designer norte-americano Chris Lomaka criou um mouse que mais parece ter saído de um filme B hi-tech. O Body Mouse --ainda sem previsão de venda-- é metade mão, metade boca. Os botões de comando são dois dedos e suas respectivas unhas, seu corpo tem pêlos e a parte inferior tem lábios e dentes, sem contar a esfera do sensor em forma de globo ocular. Há ainda os mouses que somente os mais abastados podem ter em seus PCs. O site fabstuff.net apresenta o mouse mais caro do mundo, que possui um corpo cravado por algumas pedras de diamante.

Não são mais rápidos ou precisos que os demais do mercado, mas se você puder desembolsar US$ 25 mil, o site disponibiliza para compra modelos que podem levar nomes e desenhos diversos. Fonte: Folha Online

terça-feira, março 17

Dicas de Paquera

Paquerar não é uma ciência exata, e por isso não existe uma fórmula mágica que te transforme de um dia para outro. Paquerar é um ato comum a todos nós, e que se for feito com bom senso e seguindo as dicas abaixo, poderá trazer resultados melhores!

Sinceridade sempre: não tente ser alguém que não combina com sua personalidade e estilo. As pessoas conseguem detectar grandes mentiras à distância. Converse sobre assuntos que você se sinta confortável e que goste sobre sua vida. Não concorde com tudo que o outro diz, apenas para fazer o encontro ser interessante e a pessoa achar que você combina muito com ela. Autenticidade é uma característica muito valorizada e pensar diferente não significa que vocês não poderão dar certo.

Sorria: sorriso é uma das armas mais poderosas, seja de felicidade, de concordância, de algo engraçado que escutou, ou até de vergonha. O sorriso mostra que você está aberta(o) e interessada(o) na outra pessoa. Uma cara séria apenas afasta o outro e ele(a) vai pensar que não está agradando. Só faça isso se for realmente o que quer que a pessoa perceba.

Toque: utilize sempre que possível, mas de maneira moderada. Não saia tocando qualquer parte do corpo do outro e tente perceber sempre a abertura que a pessoa te dá. Coloque a mão no ombro ao caminharem juntos, toque no joelho ao falar, encoste na mão do outro e sinta a reação. Só tome muito cuidado para não passar sinais de abuso ou que suas intenções são apenas sexuais.

Olhe: a maneira mais simples de chamar a atenção, demonstrar seu interesse e descobrir se é correspondida(o). Normalmente, em ambientes meramente sociais e se não estiver conversando, o olhar dura até 1 segundo. Mais do que isso pode constranger alguém. Mas, quando o intuito é a paquera, use essa arma. Perceba se a pessoa corresponde seu olhar e se fixa à você o tempo todo que está fixado(a) nela(e). Um olhar profundo e sincero é capaz de deixar alguém tremendo. O olhar transmite muito mais do que mil palavras mal ditas.

Mostre interesse: seja um(a) bom(boa) ouvinte. Isso é essencial em qualquer relacionamento e ainda mais quando o assunto é paquera e amor. Todos gostam de perceber que o outro escuta e presta atenção no que está falando. Não olhe para outros locais ou demonstre não estar interessado(a). A mensagem que você transmitirá é que está cansado(a) de escutá-lo(a). Olhe sempre, ria em alguns momentos, mostre preocupação, responda com caras distintas e pergunte sobre o assunto, mostre que está interessado(a).

Agradeça: sempre agradeça a pessoa pelo encontro. Diga como você teve um momento agradável e que nem sentiu o tempo passar, se for isso mesmo que esteja sentindo.

Fonte: Portal do Amor

Como Surgiu o Batom?

Batom, eu não vivo sem ele, claros ou escuros sempre estão ali, decorando os lábios femininos.Ele é mais que uma maquiagem é como se fosse um patuá da sorte, tem poder transformador, sua energia é fortíssima, quem nunca disse: Vou passar um batom para mudar meu astral?É passar o batom, e em um piscar de olhos sentir-se poderosa.

Na idade média recorriam às alternativas naturais para se embelezar, vários eram os maquiadores, o açafrão servia para colorir os lábios, o negro da fuligem era usado para escurecer os cílios, a sálvia para branquiar os dentes, a clara de ovo e o vinagre para aveludar a pele.Para enfeitar a boca em busca da sensualidade, as mulheres do Mundo Antigo recorriam às alternativas naturais. Já no Egito Antigo, dos Faraós, as mulheres usavam “púrpura de Tyr”, enquanto as gregas aplicavam uma raiz vermelha chamada “polderos” com cerato de mel para dar um aspecto mais saudável e úmido aos lábios.Esse é um dos hábitos mais antigos na história da vaidade, em busca da sensualidade, as mulheres colorem a boca. No decorrer de 2 mil anos, a finalidade primordial do batom tem sido a de realçar a aparência.Vale lembrar, que nem sempre foi artigo só de mulheres, a história mostra que no mundo antigo, os homens também usavam decorar os lábios.

No século XIX, quando qualquer tipo de maquiagem era tabu, as mulheres que usassem batom eram consideradas sexualmente disponíveis. Uma mulher com a boca carmesim era uma sereia; a que escolhia um batom mais claro, de um rosa mais discreto, era uma boa moça. Batom e sua história No século XIII, um monge de Piza descobriu o carmim de Cochinella (Coccus Cactis), pigmento vermelho insolúvel em água, iniciando-se uma nova moda na arte de pintar os lábios. Mais tarde, na corte francesa de Luiz XVI, substituiram as gorduras animais, de odor desagradável pelo óleo de oliva e de amêndoas doces.

Em 1886, os óleos vegetais foram substituídos por óleo de vaselina, diminuindo assim, os problemas de durabilidade do produto.Rhocopis, um perfumista francês, foi o responsável pela revolução que definitivamente trouxe o batom para a vida das mulheres no século XX. Seu invento, o “bàton serviteur”, era uma massa co mposta de talco, óleo de amêndoas, essências de bergamota e limão, de cor vermelha, cuja textura se devia ao acréscimo de gordura de cervo. Envolvido em papel de seda, daí o nome batom, que significa bastão, em francês o pequeno instrumento conquistou rapidamente as mulheres.O produto seguiu conquistando atrizes e prostitutas do mundo inteiro.

Foi só durante a Primeira Guerra Mundial que as donas de casa perderam o preconceito e aderiram à moda do batom vermelho.Em 1915, nos salões de beleza dos EUA, surgiram os primeiros batons, fixados numa base de metal dourada e protegidos por uma tampa.Em 1921, Paris é palco de uma verdadeira revolução na história do batom; é a primeira vez que um produto desta categoria é embalado num tubo e vendido em cartucho.

O sucesso é tal que em 1930 os estojos de batom dominam o mercado americano (lipstick), trazendo uma nova fase para o desenvolvimento destas formulações.O batom que conhecemos hoje, em forma de pequeno bastão sólido, surgiu a partir de 1935. Paris promoveu uma verdadeira revolução na história do batom, quando este passou a ser vendido embalado num tubo e vendido em cartucho.A fórmula básica do produto não mudou muito, a indústria procura cada vez mais melhorá-lo, oferecendo cuidados especiais aos lábios, uns com filtros solar outros com hidratantes, as cores são variadas, basta escolher a preferida.Arma de sedução A boca vermelha é considerada uma arma de sedução.

Especialmente em Hollywood, onde estrelas do cinema como Marlene Dietrich, Rita Hayworth e Mae West conseguiram tirar a fama de vulgar do vermelho que até então era usada por prostitutas e mulheres da noite que trabalhavam em bares e cabarés. Mais tarde, já nos anos 50 e 60, o vermelho virou, de fato, a cor da sedução. Marilyn Monroe, o ícone do, e sua boca carnuda e vermelha transformaram-se em sinônimos de sensualidade feminina. Hoje em dia usar batom vermelho para alguns é considerado um estilo retro. Fonte : mulhercriativa

segunda-feira, março 16

Será que Cupido Funciona

  • Será que amigo Cupido funciona? Você é tímida, introvertida e está cansada de fazer promessas para Santo Antônio te arrumar um parceiro? Não se desespere, amiga! Descubra o que esse "anjinho" pode fazer por você “Você anda em busca de um grande amor, olha em volta e não acha ninguém interessante. Ou pior, acha todo mundo interessante, mas ninguém percebe a sua existência? Já freqüentou astrólogos, tarólogos, fez amarração do amor com a mãe de santo, tentou de tudo nos sites de relacionamento da Internet e nada disso adiantou? Eu tenho a solução! Eu posso acabar com o seu problema com uma só flechada. Meu nome é Cupido!” (trecho do texto da comédia Terça Insana)
  • Bem longe de ser o modelo ideal, o Cupido da comédia Terça Insana não tem uma pontaria muito boa, se recusa a ir a determinados lugares e odeia Internet. Já pensou se só existissem cupidos assim? No mínimo, os últimos relacionamentos da publicitária Carla Souza* entrariam para a história do faz-de-conta. “Tive três namorados indicados por amigos”, conta ela.E você, já teve ou tem um amigo Cupido? Será que esse “facilitador” realmente ajuda os solitários de plantão? Duas psicólogas, Silvia Pedrosa e Andrea Pavlovitsch, de São Paulo (SP), foram contratadas para saber a eficácia dessas flechadas e descobriram: nem sempre a relação dá certo, mas ter um amigo Cupido funciona mesmo!“Reconheço que não sou o melhor Cupido do mundo, mas faço o possível. Guardo na gaveta uma pasta com uma lista de amigas e amigos solteiros. A cada amiga que me liga chorando com aquele papinho ‘acabei de terminar o namoro’, saco a lista e apresento uma série de possíveis candidatos. Não escondo de ninguém que o meu objetivo é formar um batalhão de casaizinhos, todos marchando pelas ruas da cidade em direção a salas de teatro e restaurantes descolados”, disse o jornalista e músico Felipe Machado, em seu blog Palavra de Homem.

E Felipe não é o único. A publicitária Carla também se dedica a essa profissão, se assim posso chamar. “Tenho um amigo de 37 anos que está muito a fim de ter um relacionamento sério. Talvez não tenha conseguido ainda por ser um pouco tímido. Aí, sem falar com ele antes, decidi abrir uma conta num site de relacionamentos. Coloquei uma fotografia e um perfil maravilhoso dele. Durante um mês, "paquerei" algumas mulheres e, das 6 pretendentes, escolhi uma. Depois, contei para ele a verdade e dei o perfil e o email da moça para ele continuar o papo. Que loucura, né? Como é bem recente, eles ainda estão conversando e torço para que dê certo”, conta ela.Mas o verdadeiro Cupido coleciona histórias e não pára nunca. “No começo do ano casei minha melhor amiga com o melhor amigo de meu namorado. Eles ficaram juntos durante um tempo, durante o namoro, mas se separaram. Ela ficou arrasada e resolvi falar com ele. Liguei para o cara chorando as pitangas e disse que ele não poderia deixá-la. Um tempo depois eles reataram o namoro e, há nove meses, moram juntos”, diz Carla Souza.Será que você tem um amigo Cupido? Descubra já.

Possuidor de uma personalidade ardilosa e traquina, o deus romano Cupido, também conhecido como Amor, é extrovertido, observador e sensível. “Acredito que existam pessoas com mais sensibilidade para Cupido. Eles percebem quando duas pessoas são parecidas e, se ambas estiverem solteiras, apresentam”, diz a psicóloga Andrea Pavlovitsch.Mas existem alguns que só se fazem de Cupido para não entrarem, eles mesmos, em situações amorosas. Assim, “eles se preocupam mais com a vida e a felicidade dos outros do que com as suas próprias. São aqueles Cupidos de pares que nunca dão certo e a pessoa fica insistindo, sabe?”, completa ela. Mas, por que recorremos a um amigo?Principalmente por causa da confiança. “Como foi alguém que apresentou é como se a pessoa já viesse com o aval do Cupido: ‘eu analisei antes’. Então é menos trabalhoso. É um pouco mais fácil e todo mundo adora facilidades”, diz Andrea. Veja outros motivos segundo a psicóloga Silvia Pedrosa: Você é tímida, introvertida, tem medo e dificuldades na interação social? O amigo Cupido vai, normalemente, representar um elemento facilitador de um encontro* Seu amigo Cupido tem todas as características que você gosta em um homem? Você provavelmente pensa que os amigos dele terão o mesmo perfil e, assim, serão candidatos interessantesSou Cupido porque...Ela: “Tenho horror de ficar sem namorado. Projeto minha história nas outras solitárias. Acho que elas sofrem tanto quanto eu, mas não necessariamente isso acontece”, desabafa a publicitária Carla Souza.Ele: “Tenho prazer em ajudar. Sempre pergunto se posso ou não falar com a outra pessoa. Não faço nada que não me peçam, acho errado e pode ser constrangedor para ambas as partes”, conta o Cupido e estudante Márllon Mota. Fique de olho, às vezes é preciso dar limites ao seu Cupido! Não é porque ele te conhece muito bem, sabe seus gostos, sua personalidade, seus anseios, que sempre vai acertar. Não fique pensando que é tão simples assim. A psicóloga Silvia Pedrosa, por exemplo, disse nunca ter conhecido um caso de relacionamento arranjado bem sucedido, mas acredita ser possível. “Desde que o encontro proporcione interesse de ambas as partes, por que não?”, questiona ela.O problema é quando ele se torna invasivo. “Sempre pergunto se posso ou não falar com a outra pessoa. Não faço nada que não me peçam, acho errado e pode ser constrangedor para os dois. Não ligo de falar, pelo contrário, ajudo com prazer”, conta Márllon. “Ter uma amiga ou amigo Cupido não deixa de ser bom. Acho importante e necessário, até porque ele sempre sabe quando você está a fim de alguém ou quando estamos a procura de um relacionamento sério”, completa ele. Afinal, é com ele que você compartilha seus segredos, não é mesmo? De Cupido para Cupido

Antes de você sair acertando flechadas para todos os lados, estude o perfil das pessoas que vai querer ajudar, ok! É muito importante, como diz a publicitária Carla Souza, fazer um brifieng antes. “Quando você avalia o perfil das pessoas antes, a chance de dar certo é muito maior. Você sabe se os dois querem ou não namorar, o que eles esperam de um relacionamento e, claro, tem mais sensibilidade para ver quem se enquadra no perfil de quem”, explica. Mas nem sempre a flechada é certeira. “Tem casais que você acha que darão super certo, mas, aí, entra o fator sabotagem afetiva e tudo acaba de repente. Bom, nesse caso não há nada que possamos fazer”, desabafa Carla.Minha amiga Cupido armou tudo!Mas e o outro lado da história? Como é possível falar dos ‘namorideiros’ e ‘casamenteiros’ de plantão sem perguntar para quem já viveu essa situação o que acha de ter alguém arranjando outro alguém por aí. Você se sentiria confortável se sua amiga ou amigo saísse perguntando quem está afim de você? Rebeca Nogueira*, por exemplo, relutou bastante no começo.“Não estava muito afim de namorar. Minha amiga armou um encontro com um amigo dela. Eu fiquei nervosa, mas fui. Ficamos conversando a noite inteira e ele até me deixou em casa. Trocamos alguns telefonemas e marcamos de sair de novo. Nos primeiros encontros eu preferia que minha amiga fosse junto. Me sentia mais segura com ela por perto. Era como um apoio, principalmente porque o conhecia a pouco tempo”, conta Rebeca que garante: “Ela me ajudou bastante”.A seguir, algumas dicas valiosas dadas pelas psicólogas para você, Amigo Cupido, nunca mais errar o alvo:

Dicas, dicas e mais dicas...

* Analise bem o que as pessoas que você quer “arranjar” estão querendo fazer e o porquê* Converse com ambas as partes, para saber se é isso mesmo que a pessoa quer* Só apresente os dois quando você tiver certeza de que eles poderiam combinar e não force mais nada. Dali para frente é com eles

* Não se torne o Cupido chato que fica jogando na cara da pessoa “não gostou dele? por isso que tá sozinha e encalhada” pode ser que não tenha gostado mesmo“Acho muito válido se o amigo Cupido tiver como única intenção ajudar, mas sempre com o devido consentimento, respeitando assim a individualidade e os sentimentos de quem ele está ajudando. Nessas circunstâncias não vejo problema algum”, diz Silvia Pedrosa. E para finalizar: Eis que flechadas trocadas também funcionam“Minha mãe conheceu o meu pai através de uma amiga que serviu de Cupido sem querer. Ela (a amiga) iria sair com meu pai e a minha mãe com outra pessoa arranjada. Só que, na hora em que meu pai viu a minha mãe, trocou de amiga na hora. Estão casados há 33 anos”, se diverte Andrea Pavlovitsch.

Fonte de Pesquisa: Uol.com

Relógios-Telefones???

Sim, estamos anunciando um Hyundai na seção de Gadgets. Mas até onde sabemos este relógio não pode te transportar fisicamente para outro lugar. E com a chegada dele, um novo mercado se abre: o de relógios-telefone. Seu maior concorrente deve ser o aguardado LG Touch Watch Phone, já descrito por aqui.

Assim como seu concorrente, o Hyundai MB-910 navega em tri-banda GSM e tem tela sensível ao toque de aproximadamente 1,5 polegadas. A resolução da mesma é de 132 x 176 pixels com um relógio analógico, e em seu interior cabem 128 MB de arquivos de mídia. Eles podem ser transferidos por Bluetooth ou USB 2.0. Boa sacada.

O usuário também poderá conferir seus e-mails, navegar por WAP 2.0 e realizar outras aplicações como calculadora, bússola e telefone por três horas seguidas – tempo que dura sua pequena bateria de 400 mAh em uso; ou três dias em standby.

Tanta funcionalidade pesa apenas 58 gramas – cerca de duas vezes mais que um relógio masculino comum. Suas medidas também são convencionais para um relógio de pulso. Para míopes. São 58 x 44 x 16mm. Ainda assim, é um relógio que causa fascínio pela multifuncionalidade. A peça deve chegar à Europa até o fim de junho. Quase seis meses antes de seu principal concorrente. E agora LG? Fonte de Pesquisa: Abril.com

Como Surgiram os Sobrenomes?

Outro dia, eu comecei a pensar em uma coisa que me deixou curiosa, pensei em como surgiram os nossos sobrenomes? Talvez isto não seja novidade para alguns de vocês, mas para mim é, pois eu não sei de onde surgiu o meu.

Então, comecei a pesquisar na Internet daqui e de lá, e achei coisas do “arco da velha”, mas tão interessantes tão inimagináveis, que resolvi escrever uma matéria sobre este tema.

Os sobrenomes datam de mais ou menos, 600 ou 700 anos atrás. Vocês não calculam as quantidades de classificações que deram origem aos nossos sobrenomes.

Os sobrenomes nasceram para distinguir as pessoas, até aí tudo bem. Por ex.: Rates, Ratty, Ratz (Portugal, Itália, Alemanha...).

Naquela época as aldeias eram minúsculas, portanto bastava chamar pelo 1º nome. À medida que a população foi crescendo, foi necessário acrescentar algo mais para se distinguir as pessoas assim se adicionaram ao 1º nome, o nome do pai. Ex.: nome do pai: Lorenzo, nome do filho: João. E se tornou: João de Lorenzo.

Só que as aldeias continuavam crescendo, e percebeu-se que já não era suficiente apenas chamar o nome do filho mais o nome do pai, porque já havia muitos Joãos filhos de muitos Lorenzos. Foi nesse período, que surgiram as tais classificações. Inúmeras classificações, eu diria. Vejam só:

A) PATRONÍMICO: São os sobrenomes que têm origem no nome do patriarca da família (capostípite), ou do grupo, da tribo ou clã. Ex.: Lorenzo = filhos de Lorenzo.

B) MATRONÍMICOS: São os que têm origem na matriarca da família. Igual ao anterior só que se referindo às mulheres. Ex.: Silvina = filhos de Silvina.

C) TOPONÍMICOS: São sobrenomes que têm origem em lugares, povos, etc... Ex.: Oliveira, Germano, Palermo, Capri...

D) ANTROPOMÓRFICOS: Referem-se às características físicas, tais como: branco, negro, moreno. Como também: cabelos, comportamentos,... Ex.: Bianco, Neri, Morano, Capelli, Gentile, Vero, Penteado, e assim por diante.

E) CRONOLÓGICOS: São os que indicam uma sequência de nascimentos. Ex.: Primus, Ottavo, Sétimo...

F) CIRCUNSTÂNCIAS: São os sobrenomes que definem o nascimento em alguma circunstância que merece ser lembrada. Ex.: Lucius (que nasceu à luz do dia ou ao amanhecer), Domingos (que nasceu em um domingo). Nascimentos próximos ao Natal e ao Ano Novo. Ex.: Genaro, Januário (por nascerem em Janeiro).

G) TEÓFOROS: Que definem vocação votiva ou religiosa. Ex.: Santos, Santini, Tomé. Outra possibilidade é a adoção de crianças órfãs, abandonadas em conventos, que também receberam nomes invocativos de santos do dia. Ex.: Francisco, Bento, Rita de Cássia, ...

H) PROFISSÕES: São os que tem origem nos ofícios. Ex.: Carpenters, Pedreiro, e outros.

I) DOIS OU MAIS SOBRENOMES: Os romanos utilizavam: o nomen, o cognomen e o agnomen. Ex.: Gains Julius Caesar. Gains = ao nomen, que indica bonito, belo, charmoso. Julius = ao cognomem, que indica linhagem ou família (Julia) e Caesar = ao agnomen, que significa uma pessoa de cabelos longos (em latim).

Este sistema foi adotado por lei em todo o Império Romano e Hispânia, que compreendia toda a Península Ibérica. Com o tempo, as vogais foram se juntando, se abreviando, e surgiram milhões, zilhões de outro sobrenomes, como o seu por exemplo. Lulucha

Quem São os Golfinhos?

Existem alguns animais que por razões meramente sentimentais são considerados mais atraentes que outros e acabam assim se beneficiando mais facilmente das campanhas de conservação e da participação da população em sua defesa. O golfinho, ao lado do urso panda e do mico-leão-dourado, com certeza faz parte dessa lista de fauna carismática. Ainda que sejam igualmente importantes para a natureza, animais como o tubarão e o morcego, que estão fora dessa lista, não têm a mesma sorte.Há séculos os golfinhos chamam a atenção dos seres humanos e na maioria das vezes apresentam uma relação de admiração, curiosidade, simpatia e respeito conosco.

Falante, amistoso, carinhoso com os seus congéneres e voraz contra os seus inimigos, o golfinho já foi definido como o primo ideal para o homem. Gentil com as crianças e forte o suficiente para derrotar tubarões, eles tem atributos que o aproximam daquilo que os humanos sonham para si próprios. Heróico, capaz de salvar afogados empurrando-os docemente para a praia, como registram inúmeros relatos ao redor do mundo, o golfinho vem sendo cantado em prosa e verso.Os golfinhos sempre despertaram o interesse e a imaginação das pessoa e estão presentes nos folclores e lendas muito antigas de diversas culturas.

Por milhares de anos eles têm sido considerados deuses e mitos além de celebrados em obras de artes. Golfinhos foram retratados em afrescos, esculturas, mosaicos, moedas e vasos. Muitas culturas, tanto ancestrais quanto recentes, reverenciam as baleias e os golfinhos acreditando que eles sejam mensageiros de Deus. Na Grécia Antiga, os golfinhos eram honrados como os próprios deuses e os gregos mantinham um santuário que eles consideravam ser o Deus Golfinho. Atualmente, os golfinhos sofrem fortes pressões devido à degradação humana na Terra, mas ainda assim mexem com os seres humanos e atraem sua atenção de uma maneira muito positiva em todos os cantos do Planeta. Não é a toa, que são atração especial nos passeios de barcos e aquários pelo mundo. São também, até nos dias atuais, objeto de mitos na Amazônia e utilizados em terapias pelo mundo afora.Há centenas de anos, a ciência tenta desvendar os mistérios que os envolvem, sua complexa comunicação e inteligência, que, por muitos é considerada mais evoluída do que a de nossos ancestrais mais próximos, os primatas.

Quem são os golfinhos? Golfinhos são animais exclusivamente aquáticos, de corpo hidrodinâmico complemente adaptado a água. Ao contrário do que algumas pessoas pensam eles não são peixes, mas sim mamíferos aquáticos (veja quadro comparativo na página ao lado). Pertencem à subordem dos Cetáceos (baleias, golfinhos e botos) e são membros da família Delphinidae, sendo assim "primos" próximos das baleias. São animais que como nós respiram ar atmosférico por meio de pulmões, indo a superfície em intervalos regulares para realizar as trocas gasosas, têm sangue quente, amamentam seus filhotes através de glândulas mamarias e cuidam deles por alguns anos até estarem preparados para a vida no mar. Possuem um relacionamento social muito complexo, com diversas categorias de comportamento, que vêm sendo alvo de vários estudos. Costumam formar grandes grupos. Algumas espécies, como o boto cinza (Sotalia guianensis), chegam a formar grupos de 80 indivíduos.

Quadro Comparativo - Peixes x Golfinhos Peixes - Sem glândulas mamarias.- Pele com escamas e glândulas de muco.- Em geral, respiram o oxigênio da água através de branquias.- Temperatura corpórea regulada pelo ambiente.- Podem apresentar varias dentições.- Nadadeiras caudal orientada verticalmente, que realiza movimentos para os lados durante a locomoção. Golfinhos - Com glândulas mamarias.- Pele lisa, sem escamas ou glândulas.- Respiram o oxigênio do ar através de pulmões.- Temperatura corpórea regulada pelo próprio corpo.- Apresentam uma única dentição.- Nadadeira caudal orientada horizontalmente, que realiza movimentos para cima e para baixo durante a locomoção.

Esses animais habitam todos os oceanos, mares, estuários e alguns são adaptados para viverem em água doce. A maioria das espécies são marinhas apresentando poucos representantes na água doce. Existem apenas 5 espécies de golfinhos encontrados em rios na China, Índia, Paquistão e América do Sul, e todas elas estão ameaçadas pela ações antrópicas que crescem a cada dia nas margens dos rios. Na China, por exemplo, o golfinho-lacustre-chines (Lipotes veixillifer), provavelmente estará extinto até a próxima década, devido às barragens e à poluição das águas doces chinesas.

No Brasil temos o boto-cor-de rosa (Inia geoffrensis) na Amazônia, que sofre também com a degradação, mas ainda encontra áreas prístinas para sobreviver. Esses golfinhos apresentam características bem primitivas e pouca visão devido às águas turvas, mas em compensação possuem um excelente sistema de eco-localização (veja quadro na página 6) e apresentam-se como excelentes nadadores na mata alagada, devido à mobilidade do pescoço, o que facilita a movimentação entre troncos submersos, característica não existente em seus primos marinhos. Esses golfinhos apesar de habitarem diferentes rios em cantos bem diferentes do mundo, são respeitados e temidos devido a inúmeras lendas e presságios sobre eles. ComunicaçãoGolfinhos são conhecidos por apresentarem uma característica bem incomum no Reino Animal; produzem sons de vocalização distintos. Esses sons, conhecidos como assobios, são produzidos nas freqüências raras entre 5 e 20kHz com duração de 1 segundo. São dotados de um sistema complexo de comunicação e habilidade de imitação de sons, quando comparado com outros animais. Alguns especialistas dizem que são até mais desenvolvidos do que aquelas apresentados por alguns pássaros e primatas. Varias pesquisas sobre a comunicação entres golfinhos constataram que eles são capazes de reconhecer individualmente os membros de seu grupo através de um assobio emitido por eles, que é peculiar a cada indivíduo como se fosse uma "assinatura" pessoal.

Acredita-se que eles associam também diferentes tipos de assobios para diferentes atividades, tais como: deslocamento, alimentação, socialização, reprodução e alarme. Alguns estudos feitos no Havaí comprovaram que estes animais apresentam capacidade cognitivas bastante evoluídas. Através de um teste realizado foi comprovado que um golfinho, previamente treinado, conseguia armazenar suficiente informação em sua memória para repassá-la para outro indivíduo, como a informação de ausência ou presença um objeto dentro da piscina.

Os sons produzidos pelos golfinhos apresentam uma freqüência acima da nossa capacidade de audição, o que dificulta a nossa percepção. Interessante são alguns relatos de golfinhos em cativeiro que quando perceberam que a sua freqüência era demasiada elevada para a captação dos ouvidos humanos baixaram-nas para níveis perceptíveis humanos. Inúmeros são os estudos realizdos sobre esse assunto, que é realmente fonte de inspiração para muitos especialistas em mamíferos aquáticos. A maioria das experiências demonstram que os golfinhos, como os homens, apresentam uma memória auditiva bastante desenvolvida, com grande capacidade para imitação (vocal e gestual) e aprendizado através de observação e uma boa capacidade para formar, generalizar e aprender regras de aprendizado com símbolos.

Seriam então os golfinhos tão inteligentes quanto os seres humanos ?Alguns autores, convencidos da grande inteligência desses cetáceos, afirmam que eles possuem uma verdadeira e elaborada linguagem, tão elevada quanto a humana, porém muito diferente, pois não é constituída por vocalização, mas sim por modulação de freqüência por assobios que são dez vezes mais rápidos e dez vezes mais altos em freqüência do que nossa fala.

Inteligência Dizem que os golfinhos são tão ou mais inteligentes que os seres humanos. Existem vários debates sobre este assunto. Que os golfinhos apresentam um grau de inteligência similar ao dos primatas não é mais nenhuma novidade, mas, ainda assim, existem diversos estudos sobre o assunto e tentativas frustadas de comprovar e quantificar esses níveis. Estes simpáticos representantes dos Cetáceos apresentam um grande desenvolvimento psíquico e a observação de um encéfalo de golfinho leva qualquer neurologista a concordar com este fato. O cérebro dos golfinhos supera o cérebro humano em muitos aspectos. A complexidade do córtex cerebral é enorme.

O número de circunvoluções cerebrais é, no mínimo, duas vezes maior do que o do cérebro humano e o número de neurônios do córtex é 50% maior que o do homem. O cérebro humano adulto pesa cerca de 1.450 gramas e o do golfinho cerca de 1.700 gramas.Na verdade temos que ser cautelosos quando comparamos inteligência. O cérebro aparentemente grande e evoluído dos golfinhos pode ser devido a necessidade de comunicação em baixo d´água e para usarem o sonar com precisão. Já o grande cérebro humano contribui para a capacidade de fala, escrita, manipulação corporal e outros. Portanto, a inteligência dos golfinhos adapta-se às suas necessidades tal como a inteligência humana se adapta às nossas.

Sistema de Eco-localizaçãoA eco-localização, como o próprio nome diz, é a localização através de ecos, ou seja, de ondas sonoras. Esse é o mesmo sistema utilizado por sondas de navios oceanográficos para estudar a geografia dos fundos oceânicos. Esses navios emitem ondas sonoras que vão ao fundo e retornam ao navio em um determinado tempo fornecendo assim através de cálculos informações sobre o fundo marinho. Desta mesma forma os golfinhos emitem ondas e através do eco retornado são capazes de reconhecer tudo que está em seu redor, até mesmo identificar sua presa favorita, peixes.

Terapia Os golfinhos são úteis na terapia de crianças com comportamentos autistas, síndrome de down e com atrasos psicomotores. Várias crianças já recorreram a este tratamento em diversas partes do mundo, como na Espanha, Irlanda; Estados Unidos e mais recentemente em Portugal, no estuário do Sado. Os resultados são visíveis, embora não cientificamente comprovados. A maioria dos terapeutas e biólogos concordam que a interação com os golfinhos favorece pessoas com problemas de saúde mental, depressão ou stress, mas os progressos têm de ser documentados e analisados individualmente. Alguns cientistas ficaram perplexos quando um dos golfinhos utilizados para a terapia na Florida, sempre identificava o ponto do corpo do paciente na piscina que precisava de atenção.

Outro relato impressionante foi sobre uma senhora que se encontrava numa piscina com golfinhos e era continuamente empurrada para fora da piscina. Alguns minutos mais tarde, ela entrou emcolapso, com dores. No hospital descobriu-se que ela tinha uma hemorragia interna, que os golfinhos muito provavelmente haviam detectado. Como não tinha mais ninguém por perto na piscina e a distância entre a linha de água e a borda da piscina era grande, os golfinhos tentaram a todo custo impedi-la de ficar na piscina e assim salvaram-lhe a vida. O ponto mais polêmico entre biólogos e terapeutas incide no benefício do sonar no tratamento das crianças com deficiências.O sonar é um feixe de energia que os golfinhos utilizam para localizar comida ao fornecer-lhes uma imagem mental de tudo o que existe ao seu redor. Sabe-se que o sonar é quatro vezes superior aquele utilizado na eliminação de cálculos renais e que pode alterar ou mesmo remover lesões do corpo. onclui-se sem discórdia que ao sermos atingidos por esta energia algo mudará, pois são cento e cinqüenta mil vibrações por segundo. É neste ponto que as opiniões se dividem.

Cientístas russos afirmam que o sonar dos golfinhos tem respostas curativas e que tiveram sucesso no tratamento de pessoas com cancro. Outros especialistas rejeitam que os sons emitidos pelos golfinhos sejam benéficos para a saúde humana. Fundamentam-se na atividade social dos golfinhos, que evitam emitir esses sons na direção do corpo dos outros golfinhos. Supõe-se que seja uma regra de boas maneiras, principalmente quando esses sons têm intensidade elevada.

Procedimentos recomendados em caso de encalhe de Cetáceos - A primeira atitude a tomar quando se encontrar cetáceos encalhados, estejam vivos ou mortos, é avisar os pesquisadores, procurando imediatamente a instituição local envolvida com a conservação de cetáceos. - Não se deve tocar ou mexer em animais encalhados para não colocar a própria saúde em risco.Agentes infecciosos podem ser transmitidos mesmo por animais aparentemente sadios. Além disso, o animal poderia machucar involuntariamente alguém ao bater as nadadadeiras ou tentar movimentar-se. -

Tentar empurrar um cetáceo de volta para a água é inútil e arriscado. Amarrar ou puxar o animal pela cauda ou pelas nadadeiras poderia matá-lo ou machucá-lo. - Se possível, fazer um abrigo simples para mantê-lo à sombra, usando por exemplo lonas ou lençóis apoiados em algumas estacas.- Manter o corpo do animal úmido, jogando água do mar ou aplicando toalhas de cor clara molhadas, sempre tendo o cuidado de não jogar água ou tapar o orifício respiratório e os olhos.- Controlar o barulho e o tumulto perto do animal.- Evitar o uso de flashes ou luzes diretamente sobre os olhos do animal.

Curiosidades A Lenda do Boto-cor-de-rosaEm todos os cantos da Amazônia acredita-se que o boto-cor-de-rosa se transforma, em dias de bailes nas comunidades ribeirinhas, em um homem muito atraente. Este homem sempre encanta as moças mais bonitas da comunidade e as conquistam. Alguns dias depois o encantador moço desaparece e volta as águas turvas amazonenses e a moça aparece grávida do boto. Os ribeirinhos raramente comem um Boto, pois acreditam que ficarão enfeitiçados por ele pelo resto da vida e contam relatos de pessoas que comeram e ficaram loucas. Essas são as histórias mais comum contadas na margens dos rios, mas existem outras lendas envolvendo este animal misterioso e encantador.

Quanto anos vive um golfinho?Existem poucos estudos sobre esse assunto mas há relatos que os golfinhos podem viver cerca de 20 a 80 anos. O que os golfinhos comem?Se alimentam de uma grande variedade peixes, lulas e crustaceos. Os golfinhos dormem?Na verdade os golfinhos nunca dormem, pois precisam sempre subir a superfície para respirar mesmo à noite. Apenas metade do cérebro deles adormece enquanto a outra parte permanece atenta. Quanto tempo dura sua gestação?A gestação varia de 9 a 16 meses, resultando em um ou, mais raramente, dois filhotes. Quanto tempo amamentam seus filhotes ?O período de amamentação varia de 1 a 3 anos dependendo da especie e é nessa fase que aprendem a pescar com o seu grupo. Quantas espécies de golfinhos existe no mundo?37 espécies de golfinhos e botos já foram descritas, tanto para a água salgada (oceanos), como para a água doce (rios). Qual a diferença entre Botos e Golfinhos?Apesar de muitas pessoas acharem, botos e golfinhos não são diferentes. São apenas diferentes nomes vulgares e dependem da região em que são empregados. Um bom exemplo é o da espécie Sotalia fluviatillis que apresenta diferentes populações nos rios e nos mares e a mesma espécie é conhecida na Amazônia como Tucuxi e no oceano como Boto cinza. A mesma confusão acontece com os nomes vulgares cação e tubarão, que podem ser usados para qualquer espécie, mas alguns pescadores chamam de cação o animal de menor porte e de tubarão os animais de grande porte. A Orca é uma baleia ou um golfinho?A Orca é um golfinho e apesar de levar a má fama de ser a “baleia assassina” ela não apresenta nenhum risco ao ser humano e não há nenhum caso de orcas atacando e comendo seres humanos. Como os tubarões a orca é mais uma vítima da indústria do cinema internacional. Qual a velocidade que um golfinho nada?Os golfinhos são extremamente rápidos ao nadar, sendo possível para algumas espécies atingir 60 Km/h e saltar até 5 metros acima da água. Levam, assim, vantagem sobre os seus predadores e suas presas. Ameaças aos Golfinhos- Caça comercial;- Utilização de suas partes para venda e crendices populares: - Interação com atividades pesqueiras; - Degradação do ambiente marinho pelo rápido crescimento das áreas costeiras; - Super-exploração dos estoques pesqueiros, o qual reduz o suprimento de alimentos; - Efluentes industriais carregando seus produtos químicos; - Aumento do número de embarcações, resultando na mortalidade de cetáceos devido às colisões Fonte: http://www.lbm.com.br/mama/mama3.html