sexta-feira, dezembro 16

Facebook e a Linha do Tempo

Facebook oferece opção de linha do tempo a todos os usuários

Internautas receberão notificação em seus perfis para ativar recurso

O Recurso já pode ser ativado pelos usuários cadastrados

O Facebook oferece aos usuários a partir desta quinta-feira a opção de criar uma linha do tempo, ferramenta anunciada em setembro. A partir de agora as pessoas começarão a receber uma notificação em seus perfis, convidando-os a ativar o novo recurso.

Para obter a linha do tempo, o usuário deve acessar a página de Introdução à Linha do Tempo e clicar "Get It Now". Ali também poderá obter mais informações sobre como funciona o recurso. O internauta também poderá esperar até ver o anúncio da novidade no topo do seu perfil para aderir. A opção também ficará disponível para o aplicativo do Facebook no Android e no m.facebook.com.

Segundo a empresa, o objetivo da linha do tempo é permitir ao usuário contar a história da sua vida em um único lugar, recuperando as postagens não tão recentes e reunindo os seus melhores momentos.

A primeira mudança perceptível é a foto de tamanho maior no topo da página. Essa imagem será a capa da linha do tempo e será selecionada pelo usuário.

Enquanto você rola a sua capa, verá os posts, fotos e eventos da vida na ordem que eles aconteceram no tempo e pode escolher qual aparece com destaque na linha. Também será possível marcar postagens como favoritas para duplicar o tamanho em que são apresentadas ou esconder outros posts. Se partes importantes da sua história não estão incluídas na sua timeline, também é possível voltar até o ponto em que elas ocorreram e adicioná-las.

A empresa informou ainda que, quando o usuário optar pela linha do tempo e montá-la, pode escolher publicá-la imediatamente ou esperar sete dias para revisar tudo o que aparece ali antes que alguém veja. Se você decidir esperar, a linha do tempo irá ao ar automaticamente depois desse período.

Ainda são muito poucos os usuários da Linha do Tempo, na minha opinião eu achei um pouco confuso.

Fonte de pesquisa: Facebook

sexta-feira, dezembro 9

Você Sabia Que a Aranha Copula 25 Vezes Por Dia???

Existe uma espécie de aranha que, para realizar a cópula, ele oferece o seu abdómen para a fêmea comer, e enquanto ela se farta, ele aproveita para a cópula. Geralmente morrem, a não ser que sejam rápidas e a fêmea não coma todo o seu abdómen.

Há mais possibilidades de se morrer com uma rolha de champanhe do que com uma aranha venenosa. As Viúvas Negras têm esse nome porque comem os parceiros com quem acasalam. Chegam a comer 25 parceiros por dia!!! Seriam elas ninfomaníacas???

As aranhas segregam um óleo das patas, por isso não ficam presas à teia.

A teia de aranha é tão forte que a própria aranha teria de ter 50 mil vezes o seu tamanho para conseguir rasgar a teia.

Cientistas Australianos identificaram uma espécie de aranhas bebés que arrancam os membros da progenitora e alimentam-se deles durante algumas semanas. Eles acreditam que este sacrifício materno previne as crias de se comerem umas às outras. As aranhas saltadoras costumam saltar para cima das costas das outras aranhas e comem-nas assim. Oo!!

As Tarântulas têm o corpo dividido em dois, o tórax e o cefalotórax (nenhuma das partes é considerada a cabeça, mas é no cerfalotórax que se encontram os olhos e as quelíceras). É por isso que elas precisam de 8 olhos. Sem uma cabeça que possam rodar, os 8 olhos ajudam-na a ver em todas as direcções.

A maior parte das pessoas pensa que as Tarântulas são animais perigosos. De fato, não há registo de alguma morte causada por uma Tarântula em toda a história. O veneno das Tarântulas é semelhante ao das abelhas.

Todas as aranhas são venenosas até certo ponto, mas apenas algumas são perigosas para os humanos.Há um tipo de aranha que só come as outras aranhas.

Um fio de teia de aranha com a espessura de um centímetro é mais forte que um cabo de ferro com a mesma espessura. Os peritos sugerem que um cabo de teia de aranha com a espessura de um lápis era capaz de parar um Boeing 747 em pleno voo.O veneno de uma Viúva Negra é mais potente que o de uma Cobra Cascavel.

Fonte de pesquisa: Turma 701

segunda-feira, dezembro 5

Não Estou Mais Afim De Você

Vocês não concordam que dizer a verdade é sempre melhor, por mais dfícil que seja??? Pois é, acontece que nem todos pensam assim, quando um relacionamento chega ao fim, a pessoa em questão deve dizer ao outro que não dá mais, por esse ou aquele motivo. Doa o quanto doer, é necessário conversar, explicar ao parceiro(a) o por que do relacionamento não estar mais dando certo e terminar numa boa.
Acontece, que infelizmente, tem gente que simplesmente desaparece, sem dizer uma palavra sequer, deixando de presente ao outro um silêncio angustiante e um vazio que ninguém merece! Isso é uma injustiça!
Ainda mais quando você liga procura, e a pessoa não atende as suas ligações, manda dizer que está em reunião, esse tipo de coisa... Coisa que eu acho uma covardia.

Na tentativa de não magoar ou de não ter de, necessariamente, dizer a verdade com todos os detalhes, as pessoas inventam as mais esdrúxulas expressões para botar um fim na relação. As mais conhecidas, e temidas, são aquelas do tipo o problema não é você, sou eu ou você merece alguém muito melhor do que eu, e por aí vai.

Não há momento melhor do que este para fazer valer aquele sábio dito popular: para um bom entendedor, meia palavra basta! Então, faça um favor a si mesmo: seja um bom entendedor! Claro que você tem o direito de querer saber os motivos que levaram a pessoa a não querer mais. Afinal, esta é uma oportunidade fantástica para você aprender mais sobre si mesmo, rever comportamentos, amadurecer e não repetir os mesmos erros num próximo relacionamento.

No entanto, veja bem: se a pessoa está insistindo em repetir que você não fez nada de errado, que não existe um motivo específico para terminar, que o problema é com ela, então esteja certo de que existe apenas uma tradução – certeira e pontual – para o que ela está evitando dizer para não te magoar.

A tradução é: Não estou mais a fim de você!

Todos nós sabemos que não é nada gostoso ouvir isso! Do mesmo modo, também não costuma ser nada gostoso ter de dizer isso a alguém com todas as letras! E é por isso, exatamente por isso, que as pessoas inventam as desculpas mais esfarrapadas do mundo!

Portanto, quando alguém começar a repetir comportamentos do tipo: te ligar cada vez menos, dizer que não apareceu porque teve de estudar, que não deu nenhuma satisfação porque o celular ficou sem bateria, que não quer sair porque está muito cansado, que não quer namorar porque está a fim de ficar sozinho por um tempo, que não , não, não... acredite: a única coisa que esta pessoa realmente quer dizer é: não estou a fim de você o suficiente para me comprometer!

Sei que, nesses momentos, a gente sente raiva, se sente rejeitado, enganado, trocado, enfim, os sentimentos mais desagradáveis vêm à tona. Mas tente ser razoável consigo mesmo. Coloque-se no lugar do outro e lembre-se de como você se sente quando alguém quer ficar com você e você não quer.

Por fim, não é porque esta pessoa não quis ficar com você que ninguém queira ou que tem algo de errado em você. Definitivamente, não! E embora sempre caiba uma reflexão de como você pode se tornar uma pessoa mais espontânea, mais segura e mais apaixonante, pare de se martirizar e destruir sua autoestima por causa de um fora, porque isso faz parte da vida de todos nós! Todos mesmo.

Agora, tome um banho demorado, vista-se como melhor se sentir, perfume-se, encha-se de amor por si mesmo e pela vida, e vá se divertir, porque é fato: o amor está no ar! E quanto mais você acreditar nisso, mais fácil será envolvido por ele...

Fonte de pesquisa: MSN e Lulucha

quinta-feira, novembro 24

Coisas Que Você Não Deve Comentar no FACEBOOK


É melhor deixar algumas coisas de sua vida particular em segredo... Especialmente no Facebook.

Não é legal você dizer tudo que vai fazer ou que está pensando fazer. Não esqueça que lá dentro há zilhões de pessoas ligadas em você

É bom conversar com as pessoas. Também é ótimo compartilhar posts, comentar e etc...; mas Internet é Internet, é bom não esquecermos disso. Fotos e atualizações de status são ótimos para manter a amizade com algumas pessoas pelo Facebook. O único problema é que alguns usuários não sabem os limites deste tipo de interação.

O Facebook possui, atualmente, mais de 500 milhões de usuários, e essas pessoas gastam mais de 700 bilhões de minutos por mês no site.

Infelizmente, é meio perturbador pensar que todas essas pessoas estão atentas, observando tudo que se passa na sua vida 'virtual', ainda mais se as suas opções de privacidade estão desligadas.

Com isso em mente, aqui estão algumas coisas que você nunca deve revelar nas redes sociais.

O Facebook é ótimo para organizar encontros entre amigos, mas listar a sua festinha de sexta à noite em casa para milhões de pessoas não é uma boa ideia. Para sermos honestos, esta é uma dica já batida, mas como as histórias de penetras e pessoas indesejadas em festas privadas continuam aparecendo, que fique aqui o registro: por favor, se sua festa é particular, deixe-a em segredo!

Vai pegar uma praia??? Ótimo! Você merece. Mas tente não publicar status do tipo 'Estou indo para Fortaleza, passar duas semanas na praia!' no Facebook. Ou ainda, estou indo para a praia agora tomar umas bebidinhas, tomar sol e depois vou não sei mais pra onde, não tenho hora pra chegar...Não é que as pessoas do Face sintam inveja sua, sério. O grande problema disso é que você deixa o mundo inteiro sabendo que a sua casa vai estar vazia por todo este tempo, dando espaço para ladrões e pessoas com más intenções se aproveitarem da situação. E mesmo que você seja cuidadoso o bastante para não deixar o seu endereço publicado online para o mundo ver, ainda é bem fácil descobrir este tipo de informação na internet.
Sabiam disso??? Eu não sabia.

Fazendeiros virtuais de plantão, prestem bastante atenção. Não ligamos para os seus ovos de ouro, ou para as colheitas fantásticas que você conseguiu. Para sermos sinceros, as pessoas desprezam tanto este tipo de mensagem no Facebook que até inventaram alguns plug-ins para browsers que conseguem desligar as atualizações de status do Farmville na rede social. Se você gosta deste jogo, ou de outros parecidos, tudo bem. Mas não incomode o mundo inteiro com isto. É muito desagradável e chato.

Na sua empresa, ou seu chefe, ou os seus clientes, não devem saber em hipótese nenhuma que você está dentro do Facebook. Se você vai usar a sua página no Facebook para reclamar do trabalho, é bom ter certeza de que suas opções de privacidade estejam ligadas no máximo. Isso, claro, se você não se importar de ser mandado embora quase que imediatamente. Há várias histórias de pessoas que reclamaram de seus locais de trabalho, empregados de companhias aéreas que falaram mal dos seus passageiros, funcionários que insultaram seus chefes descaradamente, e todas estas acabaram mal. Portanto, não faça como eles.

Algumas pessoas colecionam 'amigos' no Facebook com o mesmo desespero que elas tentam conseguir seguidores no Twitter. Mas isto é inútil, já que é cientificamente comprovado que nosso cérebro consegue lidar com apenas cerca de 150 amigos de verdade em nossas vidas. Qualquer número além deste e você provavelmente não irá lembrar nada do que estas pessoas te falam. Pessoal, lembrem-se disto: uma lista de amigos enorme não quer dizer que você é popular, apenas que você não sabe ou não tem um controle de qualidade muito bom para escolher amigos. Ou seja: é péssimo.

Piadas e pegadinhas são legais para dar uma risada com os amigos, mas algumas pessoas podem não achar certas coisas tão engraçadas assim. Duvida??? Então pergunte para a equipe médica do hospital Great Western, em Swindon, no Reino Unido. Eles foram suspensos por postar fotos na posição vista acima em diversas situações (em macas, mesas e até mesmo no heliponto do hospital). A prática é conhecida como 'planking' e é uma brincadeira muito popular na internet nos dias de hoje. Porém, os chefes do hospital não entraram na onda da equipe e todos foram suspensos de suas posições.

O Facebook virou um terreno fértil para advogados conjugais, que vasculham a rede à procura de fotos e status indiscretos de certo ex-marido ou ex-mulher para usá-los em julgamentos. Uma pesquisa da Academia Americana de Advogados Matrimoniais descobriu que 81% dos divórcios nos EUA são causados por uso indiscreto das redes sociais, especialmente o Facebook.

Nós entendemos aquele sentimento que você tem quando o seu despertador toca e você pensa 'não vou conseguir fazer absolutamente nada hoje'. Um dia ocasional de falsa doença pode ser um dos grandes prazeres da vida, mas é melhor você manter isto em segredo. Isso, se você quer manter o seu emprego. Um exemplo famoso envolve o atendente de call center australiano Kyle Doyle, que virou uma celebridade da web ao anunciar no Facebook que iria pular de paraquedas, enquanto que seus colegas de trabalho achavam que o pobre coitado estava muito doente, deitado na cama.

Portanto pessoal, muito cuidado, pois quando estamos dentro do Facebook nos empolgamos e começamos a falar disso e daquilo e esquecemos que estamos em uma rede social na Internet.

Fonte de pesquisa: MSN e Lulucha

segunda-feira, novembro 7

Smartphones de Pulso???

Sim, italianos apresentam smartphone de pulso.


Relógio inteligente vem com android 1.6 e modelo trabalhado em pedras preciosas
Previsão é de que o relógio chegue ao mercado em janeiro de 2012

Relógio de pulso é celular, câmera fotográfica e MP3-player



Chegou a hora do relógio acertar os ponteiros com a tecnologia. Pelo menos esta é a sugestão dos italianos da “I'm Watch”, que mostraram um novo modelo de relógio com funções de smartphone durante evento realizado na Califórnia recentemente.

O protótipo do produto usado para demonstração vinha equipado com uma versão do sistema operacional Android, a versão 1.6 no caso, e podia se comunicar via bluetooth com outros modelos de smartphone, como iPhone, BlackBerry, Windows Phone.

O smartphone de pulso também tinha recursos para fazer ligações, consultar a agenda, conferir a previsão do tempo, escutar músicas, ver filmes e imagens, visualizar notificações de e-mail, mensagens SMS e redes sociais, além de mostrar as horas, é claro.

Entre as especificações do relógio, o “I'm Watch” possui tela de 1.54 polegadas, com 240 x 240 pixels de resolução, 4 GB de armazenamento interna, 64 MB de memória RAM, conectividade Bluetooth 2.1 + EDR e bateria de Li-Po de 450 mAh, cuja duração varia de cerca de três horas com a função de viva-voz ligada até dois dias em standby.

A previsão é de que o modelo final do relógio chegue ao mercado em janeiro de 2012. Os preços variam de 299 euros para a versão mais simples até obscenos 10 mil euros para um modelo chamado “I'm Jewel”, todo trabalhado em ouro, titânio e outras pedras preciosas.

A empresa também está planejando um serviço de músicas chamado “I'music” com conteúdo de acesso para “um milhão de músicas”, estações de rádio e listas de reprodução personalizadas. E um “I'market”, que como o nome sugere, será uma loja de aplicativos adequados para o minusculo monitor do aparelho.

Fonte de pesquisa: MSN

domingo, novembro 6

Descubra os Segredos do Chanel nº 5

Coco Chanel costumava dizer que o mais misterioso, o mais humano dos sentidos, é o cheiro. "Pelo cheiro um corpo se comunica com o outro", disse. O olfato era tão importante para ela que transformou sua paixão em fragrância: o Chanel nº 5.

A história do famoso perfume vai além do passado de sua criadora que está ao alcance de todos. Por isso, a escritora americana Tilar J. Mazzeo publicou "O segredo de Chanel nº 5", uma obra que esmiúça em detalhes a vida da estilista e de seu perfume.

História by Chanel

Chanel nº 5 sempre foi um perfume sinônimo de luxo e feminilidade por excelência. Inventado em 1920, entrou para a história como um ícone cultural que foi capaz de gerar longas filas de soldados em plena escassez da Segunda Guerra Mundial que queriam levar para suas mulheres gotas desse elixir para deixá-las ainda mais belas.

Também como símbolo de poder e feminilidade, ele foi o preferido da mulher mais sedutora do século 20, Marylin Monroe, quem chegou a afirmar que dormia completamente nua e a única coisa que colocava no corpo antes de ir para cama eram algumas gotas do seu cobiçado perfume.

Mas além das vendas, do marketing e do glamour, o cheiro imaginado por uma criadora como Gabrielle Bonheur Coco Chanel, o cheiro que define uma mulher com um olfato excepcional, guarda um grande segredo. Como se perpetuou e sobreviveu como o perfume mais valorizado pelas mulheres em quase cem anos de história???

Chanel Nº 5 na visão de Andy Warhol

A magia do cheiro

Os cheiros estão intrinsecamente relacionados com o cérebro e a memória em um grau extremo. É impossível esquecer alguns cheiros. A da chaminé acesa no início no inverno e o do jasmim fresco do jardim da infância, por exemplo. Cheiros que marcam a vida e permanecem para sempre na memória.

Os cheiros de Chanel são os de sua história. Apesar de que Coco Chanel sempre ter tentado tapar as feridas do passado inventando uma infância que não teve, com tios distantes, sua história é a de uma órfã.

Ela perdeu a mãe aos 12 anos. Sozinho com cinco filhos, o pai ficou com os dois meninos e entregou as três meninas aos cuidados das freiras no orfanato de Aubazine. Lá, Chanel foi educada, passou a adolescência e saiu ao completar 18 anos.

As feridas da perda e do abandono, relacionadas com a pureza e o cheiro de limpeza da abadia, foram os ingredientes do registro emocional que moldou a história de Chanel nº 5 e a relação complicada de Coco Chanel com sua criação.

Já fora do convento, ela trabalhou como costureira por alguns anos. Tentou também se transformar em uma estrela do vaudeville e atuou em vários palcos seduzindo homens. Uma de suas canções foi a que levou a ganhar o apelido de Coco.

Para muitas mulheres a fragrância mais famosa do século 20, é a do Chanel nº 5.

O Jasmim do sexo

Ela conviveu nesse ambiente com cantoras, atrizes e prostitutas que usavam o doce cheiro do jasmim para atrair os homens. Mas também sabia da preferência das mulheres de classe alta por fragrâncias florais, de rosas e de violetas. Essa diferença distinguia os dois extremos.

De um lado, as prostitutas, explica Tilar, tinham cheiro de sedução, a essência de jasmim, fragrâncias que a classe alta da época não se permitia usar. Coco Chanel tinha criado um cheiro limpo impecável, e não entendia por que as mulheres tinham de cheirar a plantas, ela queria encontrar um cheiro de mulher.

Por isso passou grande parte de sua vida estudando as combinações, queria um perfume que traduzisse a mulher, a sensualidade, não a prostituição, mas a independência, a limpeza.

Apesar da fama de estilista, durante anos ela não foi bem recebida nos altos círculos sociais devido ao seu passado, mas ela sempre lutou. Primeiro com uma pequena loja de chapéus, depois com outra de roupas e mais tarde com seu perfume.

No verão de 1920, Chanel tinha como amante o príncipe russo Dimitri Pavlovich, que a apresentou ao perfumista dos Romanov, Ernest Beaux.

Em uma rua estreita de Paris, a estilista, o príncipe e o perfumista, três personagens muito diferentes, deram de cara com a mistura exata de jasmim, rosas e aldeídos que, sem eles sequer imaginassem, se transformaria no famoso Chanel nº 5.

Fonte de pesquisa: MSN

terça-feira, novembro 1

Você Quer Mesmo Um Relacionamento Sério???

Quem tem medo de relacionamento sério?

Hoje em dia, existem inúmeras pessoas que estão em busca de um relacionamento sério. Enquanto algumas delas, mais cedo ou mais tarde, acabam conseguindo achando seu par, outras parecem ter menos sorte, e encontrar um amor parece ser uma missão quase impossível. Qual será a diferença entre aqueles que conseguem e outros que têm maiores dificuldades??? Será mesmo uma questão de “sorte”??? Creio que não seja exatamente isso.

Se observarmos um pouco mais, veremos que algumas destas pessoas que “parecem ter menos sorte” querem muito ter um relacionamento. Até terem! O que quero dizer é que, quando estão solteiras, se queixam de não ter uma companhia, desejam ter alguém, chegam a se lamentar pensando que seu destino é a solidão. Quando finalmente encontram um par e iniciam um relacionamento sério, encontram uma infinidade de defeitos na outra pessoa e na própria situação de ter um compromisso. O outro é muito implicante, muito ciumento, pouco divertido, mal-humorado... Surge a saudade de não ter compromisso com ninguém, de poder decidir sozinho (a) o que fazer em uma sexta-feira à noite... Nestes casos, é fácil termos a impressão de que a pessoa na realidade não queria um relacionamento sério, ou pelo menos não queria tanto assim. Será que é isso mesmo???

Qualquer escolha que façamos em nossas vidas nos fará abrir mão de certas coisas. Se escolhemos ser solteiros(as), perdemos a companhia de um(a) namorado(a). Se escolhemos ter alguém, perdemos a liberdade de não precisar dar satisfação sobre o que fazemos. Antes de qualquer escolha, é preciso, então, avaliar os ganhos que compensarão as perdas. Se ter uma companhia for mais importante do que não precisar dar satisfação a ninguém, aí sim vale a pena namorar. Caso contrário, estar solteiro(a) é a melhor opção. O que não se pode é pensar que é possível ter todas as vantagens em todas as situações. Temos que perder algo bom em prol de algo melhor ainda.

Existem também outros casos em que a dificuldade não está em abrir mão de certas vantagens, mas no motivo que leva uma pessoa a querer ter uma relação séria. Há quem queira encontrar um amor somente para preencher um vazio. Quando isso acontece, o outro passa a ter uma imensa responsabilidade, a de ocupar um espaço que foi deixado por algo ou alguém no passado. O (a) companheiro (a) sofre, assim, a pressão da expectativa de que se encaixe com perfeição naquele lugar que lhe foi destinado. Mesmo quando o outro se adapta ao tal lugar, seria um engano acreditar que vazios internos podem ser preenchidos dessa maneira. O vazio continua lá, apenas fica disfarçado, camuflado. Nesse caso, a tendência é a de surgir a decepção pelo fato da outra pessoa não ter atendido determinadas expectativas.

Tudo isso nos mostra que encontrar um par é um processo que começa muito antes da busca efetiva por ele. O mais adequado é que a reflexão seja o primeiro passo, devendo vir antes das atitudes. Antes de sair à procura de um par, o ideal seria que cada pessoa perguntasse a si mesma exatamente o que ela deseja. A intenção é ter alguém apenas para preencher um vazio, ou para realmente viver um grande amor??? A ideia é ter um (a) companheiro (a) de verdade ou encaixá-lo (a) nas próprias necessidades??? É importante avaliar ainda a disponibilidade para abrir mão de certas coisas em prol de outras. Vale a pena mesmo??? Os ganhos serão maiores do que as perdas???

Pense nisso...

Fonte de pesquisa: MSN e Lulucha

segunda-feira, outubro 31

Veja os Esmaltes do Verão

Veja os esmaltes que irão brilhar neste verão:



Gostaram??? Agora só falta vc escolher a sua cor preferida.
Fonte de pesquisa: Bolsa de Mulher e Lulucha

domingo, outubro 30

O Amor Está Além da Beleza

Feche os olhos e tente listar, sem pensar muito, 5 características que você gostaria que seu(sua) próximo(a) namorado(a) tivesse. Aposto que uma das características que você pensou foi “beleza”, certo??? Minha dedução não tem nada de mágica e não é nem um pouco surpreendente, já que a maioria das pessoas gostaria de ter a seu lado alguém bonito. Mas você já parou para pensar o quê exatamente é beleza???

Gisele Bündchen e tantas outras modelos cuja beleza é inquestionável hoje em dia seriam, tempos atrás, consideradas absolutamente sem graça. Isso porque houve uma época em que a beleza feminina estava associada às curvas corporais. Em outras palavras, bonito era ser gordinha. A beleza masculina também já sofreu muitas transformações. Se hoje os homens usam cremes para a pele, gel nos cabelos e fazem diversos tratamentos para acabar com indesejáveis gordurinhas, ser um belo homem antigamente significava não cuidar muito da aparência e sim ter um aspecto mais rude.

Beleza, então, está diretamente relacionada aos padrões vigentes em uma determinada época e cultura. Estes padrões, no entanto, quase sempre são bastante injustos com a maioria da população. Quem tem um corpo de modelo, fora as próprias modelos??? Você conta nos dedos. Que mulher está livre das tão odiadas celulites??? Que homem tem o corpo escultural em um Deus grego??? Se as pessoas comuns quase sempre estão fora dos padrões idealizados, por que desejamos nos relacionar com aqueles que estejam dentro destes padrões???
Realmente, é complicado...

Uma mulher inteligente, segura, carinhosa e bem-humorada, porém fora dos padrões estéticos vigentes, é bonita ou feia??? Um homem fiel, competente, amoroso e culto, porém fora dos padrões estéticos vigentes, é bonito ou feio??? O que quero dizer é que muitas vezes focamos demais em uma característica e nos esquecemos de todas as outras. Valorizamos o que está na superfície e deixamos em segundo plano o que realmente importa. O que está dentro de nós, do nosso caráter.

E isso evidentemente ainda dificulta a busca por um par, afinal de contas muitas pessoas encontram alguém que lhes parece perfeito, porém sua aparência física não é o que idealizaram. Muitos chegam a optar por simplesmente não se relacionar com o(a) tal pretendente, e seguem em uma busca desesperada por alguém que talvez só exista em sonhos.

Há situações ainda mais delicadas, como aquelas em que duas pessoas se conhecem e começam a se envolver, mas na hora de assumirem uma relação mais séria, uma hesita por causa da aparência física da outra. O fato de o par não estar dentro dos padrões de beleza gera o medo de críticas alheias e pode surgir até mesmo a vergonha de assumir o outro como namorado(a).

Motivo de vergonha, em minha humilde opinião, seria não enxergar além das aparências e ficar preso(a) a padrões inatingíveis. Motivo de vergonha seria deixar de ser feliz e passar a vida perseguindo um ideal de perfeição que definitivamente não é humano.

Fonte de pesquisa: MSN e Lulucha

terça-feira, outubro 25

Dê Mais Valor a Sí Mesmo

Você vive com aquela sensação de que está sempre disponível quando precisam de você??? Sempre dá atenção, oferece sua ajuda, é super legal com os outros, mas quando é você quem precisa de algo, dificilmente encontra reciprocidade???

E nos relacionamentos, então??? Parece que é sempre você quem tem de ir atrás, procurar, agradar, tentar marcar algo??? E fica a impressão de que se você não fizer nada, não ligar, nada vai acontecer???

Em primeiro lugar, é bom deixar bem claro que não existe um aparelho para medir quem faz mais numa relação. Aliás, a intenção nem deve ser esta, já que não se trata de competição e sim de entrega, cumplicidade, vontade. Depois, vale lembrar também que o objetivo não é igualar comportamentos ou maneiras de se envolver. Cada um tem seu jeito e se doa de um modo particular. São essas diferenças que, geralmente, enriquecem  muito a relação.

E também, não se trata de exigir garantia de retorno ou como se diz no popular, “só fazer por interesse”. No entanto, a questão é: se você vive fazendo, doando e se oferecendo para sustentar a relação, vai chegar uma hora em que essa dinâmica vai pesar! E você vai se sentir cansado, exausto, com a sensação de que está carregando sozinho o que deveria ser carregado a dois. É evidente que há um desequilíbrio aí.

Bom, este deve ser considerado um momento fantástico: aquele em que você se sente incomodado, frustrado e decide que não quer mais. Que assim não dá! É hora de mudar, fazer diferente. É preciso explicar sobre fazer diferente porque, por incrível que pareça, tem muita gente que deseja obter novos resultados e, ainda assim, continua tendo as mesmas atitudes de antes. Ou seja, ela mesma não muda, mas quer que os acontecimentos mudem.

Isso significa de que  nada vai adiantar você ficar cobrando uma postura diferente das pessoas com quem se relaciona, seja no trabalho, com os amigos ou com a pessoa amada. Se você não está satisfeito com os resultados que vem obtendo com essas pessoas, mude você. Seja diferente você! Até porque, no final das contas, mudar a si mesmo é a única mudança possível. Ninguém muda o outro.

Um ótimo começo é ganhar consciência de seus atos, de suas escolhas e do modo como você se comporta em suas relações. Muito provavelmente, se o outro não se mexe, é porque você se mexe antes, se mexe muito, se mexe rápido demais. Se o outro está acomodado, só no “venha a nós”, certamente você está se precipitando e o deixando mal acostumado.

O exercício é o seguinte: a partir de agora, você vai observar seu próprio comportamento e não vai oferecer, fazer ou ajudar ninguém sem que seja solicitado. Nada de tentar ser o queridinho, o indispensável, o faz-tudo. Fique quietinho e espere ser chamado. E, ainda assim, preste atenção! Quando alguém te pedir algo, antes de dizer rapidamente que “sim, claro”, questione-se: você quer realmente fazer isso??? Pode fazer??? Está disponível para tal??? Se houver qualquer dificuldade ou falta de vontade de sua parte, respeite-se e diga que sente muito, mas que desta vez não vai poder ajudar.

A ideia é aprender a valorizar a si mesmo, aprender a respeitar suas vontades e antes, aprender a reconhecê-las. É ganhar consciência de si e de seu lugar no mundo e nas relações. É perceber o quanto você é bacana e merece ser bem tratado, assim como você trata bem a quem você ama.

E lembre-se: quando sua ajuda é fácil demais, simples demais, sempre disponível, a tendência é que pareça ao outro, mesmo não sendo proposital, exatamente assim: fácil, simples e aos montes. Mais ou menos como a lei da oferta e da procura: se tem muito, é barato e em alguns casos, até desvalorizado; se tem pouco, é caro, é valioso. Eu partiria do princípio de que você, meu caro, tem valor! E você o que acha???


Fonte de pesquisa: MSN e Lulucha

segunda-feira, outubro 24

Kaftas no Espeto com Molho de Iogurte

Kafta ao molho de iogurte


Ficou com água na boca? Então confira todos os detalhes da receita ...

Kafta no espeto ao molho de iogurte

Ingredientes:


½ kg de carne moída
1 cebola grande picada
200g de salsinha
200g de hortelã
1 colher rasa de sal
Pimenta síria a gosto
Pimenta do reino a gosto
Azeite a gosto

Molho de Iogurte:

170 g de iogurte
Sal
1 colher de chá de suco de limão

Modo de Preparo Kafta:

- Coloque a carne moída em um recepiente e acrescente a cebola , hortelã, salsinha, pimenta do reino, pimenta síria e sal.

- Misture bem os ingredientes, amassando com as mãos, por mais ou menos 2 min para dar liga. Quando chegar a uma consistência homogênea, acrescente azeite para a massa não ficar seca.

-Faça bolinhos em forma de salsicha, enfie o palito de madeira e leve a churrasqueira, chapa ou frigideira.


Modo de Preparo Molho:

- Misture iogurte natural, com limão, orégano e sal. Regue as kaftas com este molho.

Agora é só saborear, bom apetite!

Ô delícia!!!

Fonte de pesquisa: MSN e Lulucha

Você Se Considera Um Workaholic???

Para um número cada vez maior de pessoas, quando chegam as férias, bate um dilema que não consiste em escolher entre ir à praia, ao campo ou à montanha. Também não se perde o sono para decidir entre ofertas ou pacotes turísticos, viagens de trem, avião, ônibus ou no próprio veículo ou ainda como passar o melhor tempo possível com o cônjuge, família ou amigos. O que realmente preocupa essas pessoas é como continuar trabalhando durante as férias, período que para eles não significa um momento para relaxar, mas um amargo remédio que não querem tomar.

Para trabalhar quando não devem, os maiores aliados são: os laptops, tablets eletrônicos, smartphones e outros aparelhos tecnológicos que os permitem armazenar documentos, aplicativos e programas, buscar informações na internet, estar conectados ao escritório e a outras pessoas, fazer ligações e trocar mensagens.
Quanto mais conectados estão com seus aparelhos eletrônicos e seu trabalho, e menos conectados ficam com suas férias e mundo interior, mais aumenta o estresse, mal-estar e ansiedade dos que sofrem a chamada síndrome do workaholic, mas esta dependência laboral afeta trabalhadores de todos os níveis e profissionais independentes.

Diferente daquilo que pensam, agir dessa forma não traz benefícios, porque os submete a um desgaste físico, psicológico e emocional, que faz com que, ao retornar à rotina laboral, fiquem cansados, sejam menos eficazes e produtivos, cometam mais erros e tenham maior falta de concentração no trabalho.
Aqueles que sofrem dessa síndrome apresentam grande vontade de superação e nível de perfeccionismo, resistem a descansar e temem se ausentar de seu trabalho porque, caso o fizessem, se sentiriam menos importantes do que acham que são. Também lhes falta confiança de que seus colegas de trabalho possam agir tão bem quanto eles durante sua ausência.

São pessoas que, durante as férias, tendem a realizar atividades estressantes. Em vez de relaxar e aproveitar, transformam o trabalho em seu principal assunto de conversa, passam o dia falando ao telefone celular e recebendo, enviando e respondendo mensagens.

Eu hein??? Tô fora!!!

Fonte de pesquisa: MSN e Lulucha

domingo, outubro 23

Cheesecake Com Frutas Silvestres

CHEESECAKE COM FRUTAS SILVESTRES

Ingredientes


1 Unidade(s) de pacote de biscoito de baunilha
50 Grama(s) de margarina mole
600 Grama(s) de cream cheese
150 Grama(s) de açúcar
4 Unidade(s) de claras
1 Unidade(s) de raspas de 2 limões
Frutas Vermelhas

Modo de Preparo

1. Para a base, processe os biscoitos com a margarina. Quando obtiver uma mistura úmida que ao pressioná-la, fica uniforme, está pronta. Cubra bem a base da forma e esfrie.
 
2. Para o recheio, misture o cream cheese com o açúcar. Adicione as raspas de limão. Acrescente as claras e misture com uma batedeira manual.
 
3. Coloque a preparação na forma, sobre a base de biscoito. Dê golpes suaves para tirar o ar e assentar bem o recheio. Cubra a base da forma com papel alumínio para evitar a entrada de água.
 
4. Coloque numa travessa para forno com os lados altos e papel na base, e adicione água até a metade. Asse no forno a 170º até as claras endurecerem. O centro deve ficar um pouco mole. Serão aproximadamente 45 minutos. Retire do forno e deixe na mesma forma, cubra o centro do doce com frutas vermelhas (amora, mirtilo, framboesa, morango...) 
 
Fonte de pesquisa: MSN

Você Sabe o Que É Carcinicultura???

Carcinicultura é a técnica de criação de camarões em viveiros, muito desenvolvida, atualmente, no litoral brasileiro do Rio Grande do Norte.


A Carcinicultura Marinha, além de representar a única alternativa para o atendimento da crescente demanda mundial por camarões, vem se constituindo numa importante atividade sócio econômica, cujos reflexos positivos, têm favorecido sobremaneira as suas regiões de intervenções.

Dentre os crustáceos, os camarões destacam-se não só pelo valor nutritivo que possuem, mas por constituírem iguarias finas tendo consumo em larga escala, principalmente entre as nações mais desenvolvidas. Aliado ao seu excelente sabor, demonstra grande resistência na criação em cativeiro, permitindo a criação em altas densidades e, além disso, trata-se de um produto que tem um mercado crescente, uma vez que a cada dia aumenta no mundo a preferência dos consumidores por esse alimento.

Neste contexto, a carcinicultura apresenta excelente potencial de crescimento com duas características notáveis: ser uma produção do setor primário que não depende de chuvas (encontra-se nas águas do mar, principalmente da costa do Nordeste brasileiro, condições ideais para o seu crescimento) e gerar emprego permanente para trabalhadores rurais das pequenas comunidades costeiras.

A experiência acumulada nos países onde a carcinicultura vem apresentando crescimento acelerado, tem revelado os seguintes aspectos positivos:

a) econômico, no sentido de que a exploração da atividade de cultivo de camarão pode ser conduzida com bom nível de eficiência de emprego de capital, tanto por pequenos, como por médios e grandes produtores;

b) social, através do emprego maciço de mão-de-obra não especializada, representada pelos próprios pescadores artesanais, que apresentam alto índice de marginalização, com a sensível diminuição, via predação e poluição dos estoques naturais;

c) ecológico, diretamente relacionado com a conservação do meio ambiente, uma vez que essa atividade prima e exige excepcionais condições hidrobiológicas, sendo, portanto, uma grande aliada no efetivo controle das condições ambientais, especialmente quando se leva em consideração que o verdadeiro conceito do desenvolvimento sustentável, passa prioritariamente por uma administração responsável dos recursos hídricos, que deve levar em consideração a função produtiva desses ambientes, a geração de emprego e renda, e a conservação ambiental.

Fonte de pesquisa: Wikipedia e Lulucha

Qual Animal Possui o Maior Olho do Mundo???

A Lula Gigante.

Cientistas que analisaram a carcaça de uma rara lula gigante de cerca de 8 m de comprimento disseram que seu olho mede 27 cm de diâmetro, maior que um prato de comida, sendo assim o maior olho animal do mundo.


Um dos dois olhos da lula permaneceu intacto, com uma lente do tamanho de uma laranja, descobriram os pesquisadores enquanto o corpo do animal degelava lentamente no Museu Nacional da Nova Zelândia, Te Papa Tongarewa.
"Esse é o único olho intacto (de uma lula gigante) que já foi achado. É espetacular", disse o especialista em lulas da Universidade de Tecnologia de Auckland, Kat Bolstad, membro da equipe internacional de cientistas montada para examinar o animal.

"É o maior olho conhecido do reino animal", disse Bolstad. A lula é o maior espécime capturado da espécie rara e misteriosa Mesonychoteuthis hamiltoni, de águas profundas.

Fonte de pesquisa: Terra

sábado, outubro 22

Vejam Este Vídeo

Você Sabe Como Nasceu o Perfume Chanel Nº 5 ???

“Quero dar às mulheres um perfume artificial”, dizia Chanel. “Sim, quero mesmo dizer artificial, como um vestido, algo que tenha sido fabricado. Não quero qualquer rosa ou lírio do campo, quero um perfume que seja uma composição”.

Pela primeira vez, grandes quantidades de aldeídos e substâncias sintéticas foram usadas em um perfume para suavizar as notas florais intensas e para obter uma sedução sofisticada.

Diz-se que Ernest Beaux encontrou a inspiração olfativa para Nº5 por volta de 1920, quando regressava de uma campanha militar que o tinha levado ate o Círculo Polar Ártico.

Durante o sol da meia-noite, os lagos e os rios emanam uma fragrância fresca muito especial que o perfumista ficou empenhado em recriar. Em uma entrevista concedida no aeroporto, no Japão, Marilyn Monroe disse a um jornalista que tudo o que usava para dormir eram algumas gotas de Nº5.

Essa história teve um papel muito importante para sustentar a reputação lendária da fragrância. O Nº5 ficou imortalizado como um ícone do século XX em uma série de nove telas de seda de autoria de Andy Warhol.

Em 1959, a embalagem garantiu ao N°5 um lugar nas coleções permanentes do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque.

Família de fragrâncias

Floral aldeído. Um buquê de flores abstratas com uma feminilidade indefinível.

Lançamento com notas de ylang-ylang e neroli, com Jasmim de Grasse e Rosa de Maio. A madeira de sândalo e a baunilha conferem à composição inesquecíveis notas amadeiradas.

Obs.: O perfume Chanel nº5, continua na moda até hoje, sendo considerado um dos melhores perfumes do mundo.

Fonte de pesquisa: Sacks

quarta-feira, outubro 19

Veja Como Foi Criado o Tecido "Gabardine"

Em 1856 o jovem Thomas Burberry abriu sua primeira loja em Hampshire, a T. Burberry & Sons. Mais tarde, associado a uma tecelagem de algodão, Burberry inventou o Gabardine, um casaco que se tornaria um padrão para os produtos do gênero. Feito à prova d’água e largo o suficiente para ser usado sobre costumes e vestidos, o Gabardine foi um grande sucesso devido a sensibilidade e criatividade de Thomas Burberry. A empresa também ficou famosa por produzir os capotes dos pilotos da Força Aérea Britânica durante a 1ª Guerra Mundial. Os capotes da Burberry se tornaram clássicos e até hoje são moda em todo o mundo.


A Burberry é uma marca super famosa inglesa. O xadrez dessa marca é um clássico e sempre está na moda.

Fonte de pesquisa: Sacks

domingo, outubro 16

Frutas Secas Engordam

A variedade de frutas secas recheia as prateleiras dos supermercados e a despensa de quem quer dar uma adoçada no cardápio, sem descascar um abacaxi. Mas será que elas são tão indicadas à dieta quanto as frutas in natura, que devem participar de, pelo menos, duas refeições do dia???

A principal diferença entre os dois tipos de fruta é a quantidade de água na composição. Se considerarmos 100 gramas dos dois alimentos, por exemplo, as frutas secas vão apresentar mais nutrientes que as frutas in natura, por serem mais concentradas.

Porém, a quantidade de calorias também aumenta.

O alerta vale para as pessoas que seguem um menu voltado para a perda de peso. Como as frutas secas são mais leves, a tendência é consumir uma quantidade maior em relação à ingestão de frutas frescas. E caso as frutas desidratadas não sejam consumidas moderadamente, elas podem, sim, prejudicar a dieta. As frutas frescas também devem ser consumidas com moderação, o ideal é consumir no máximo duas frutas ao dia, e de preferência as que contenham menos açucar.

(Engana-se quem pensa que passar o dia inteiro comendo só frutas emagrece, ou desidrata, muito pelo contrário engorda e muito).

Além disso, muitas frutas desidratadas recebem açúcar refinado para aumentar o tempo de conservação. Não precisa estender muito o pensamento para perceber que, conseqüentemente, o valor calórico aumenta bastante.

Pese os prós e contras

O processo de desidratação apresenta pontos positivos e negativos em relação ao aproveitamento dos nutrientes. Segundo a especialista do Minha Vida, carboidratos, fibras, vitaminas e minerais ficam mais concentrados e, por isso, são fornecidos em abundância pelas frutas secas. Por outro lado, alguns nutrientes termo sensíveis, como a vitamina C, são perdidos durante o procedimento de retirada da água .
Entre as vantagens das frutas desidratadas, elas são excelentes alternativas para os lanches que antecedem e também os que são feitos depois dos exercícios físicos.

Como são boas fontes de carboidratos, as frutas secas evitam a hipoglicemia durante a prática de atividade física e repõem as energias depois do esforço .

Se você sofre com a constipação intestinal, as frutas desidratadas podem se transformar em aliadas. De acordo com a nutricionista, a concentração de fibras nestes alimentos faz com que a recomendação diária de 30 gramas seja atingida mais facilmente. A dose certa de fibras auxilia na eliminação do bolo fecal.

Compare, a seguir, as variações de calorias em 100 gramas das duas versões de frutas. (Ler os rótulos alimentícios).

Abacaxi: 58 kcal
Abacaxi seco: 150 kcal

Ameixa: 55 kcal
Ameixa seca: 233 kcal

Banana: 92 kcal
Banana seca: 347 kcal

Damasco: 131 kcal
Damasco seco: 204 kcal

Maçã: 65 kcal
Maçã seca: 343 kcal

Manga: 65 kcal
Manga seca: 317 kcal

Tâmara: 178 kcal
Tâmara seca: 280 kcal

Uva: 76 kcal
Uva passa: 299 kcal

Fonte de pesquisa: Minha Vida e Lulucha

Entre Tapas & Beijos

Entre tapas e beijos.

Estranho paradoxo o que a maioria dos casais experimenta: ao mesmo tempo em que desejam sinceramente serem felizes e fazer com que o relacionamento dê certo, sem se darem conta vão agindo no sentido de armar uma verdadeira guerra um contra o outro. Ou seja, buscam a alegria, mas pelo caminho da tirania. Resultado??? Não dá certo!

Alegria é resultado de atitudes leves, que incluem compreensão, ponderação, reflexão, paciência, capacidade de colocar-se no lugar do outro, aprender a relevar, desculpar, não endurecer tanto, não acusar tanto, olhar para si mesmo e buscar um comportamento mais equilibrado... Ao passo que a tirania é a conduta arrogante e prepotente de quem sempre tem razão e é incapaz de aceitar as diferenças, de concordar que o outro pode pensar e sentir de modo adverso e, ainda assim, ambos terem razão. As suas razões.

Claro que muitas pessoas imediatamente reagem a esse tipo de acusação dizendo que não são assim, que não se consideram sempre certos. Porém, pergunto: se você está brigando e discutindo com alguém, o que mais está fazendo senão tentando provar que ele está equivocado e que você está certo??? Afinal, esta é a base de qualquer crise – um descordar do outro!

Não estou querendo insinuar que num relacionamento nunca haverá discordâncias. Isto é impossível. O que proponho é uma reflexão sobre o quanto elas são recorrentes e o quanto têm se tornado um jeito de exercitar o amor. Sim, porque muitas pessoas terminam considerando as constantes brigas e discussões como “normais”. E embora sintam o peso deste clima, a tensão e a falta de alegria, continuam presas nesta dinâmica doentia e destrutiva.

Como mudar??? Como sair deste círculo vicioso??? Como para a maior parte das perguntas sobre relacionamentos, começaria dizendo que a solução é simples, mas nem por isso fácil! Aliás, por ser tão simples, mas tão profunda e exigir tanta autenticidade, não é mesmo nada fácil. Mas é possível e, sobretudo, vale muito a pena!

Comece considerando a única verdade sobre relacionar-se: é preciso que você faça a sua parte e se responsabilize por ser o melhor que pode, a cada dia. Isso quer dizer que enquanto você continuar discutindo, gritando e tentando convencer o outro de que está com a razão, bem pouco vai adiantar e dificilmente vão se entender!

Pare e ouça. Sim, ouça o que o outro está dizendo. Se não entender, pergunte! Interesse-se por descobrir o que ele está sentindo, o que está pedindo, do que sente falta, o que quer, como quer, quanto quer! Nenhuma solução pode ser encontrada se você não souber e compreender exatamente o que está acontecendo no seu relacionamento.

E acredite: não se trata de submissão ou de fazer o que você não quer. Não se trata de se desrespeitar ou ignorar seus limites. Não! Trata-se de flexibilizar, crescer, rever conceitos e crenças. Trata-se de aprender e evoluir! Isto é relacionar-se de verdade.

Cada vez que você se disponibiliza a pelo menos tentar (mas tentar de verdade, com todo seu coração) a conciliação, em vez de se desgastar apontando os erros e as limitações do outro, você está, de fato, praticando o exercício de amar! E como é prazerozo amar...!!!

Fonte de pesquisa; MSN e Lulucha

sábado, outubro 15

Você Sofre Com Algum Destes Vícios???

VÍCIOS

Você bebe muito café??? Passa muito tempo na internet??? Se sente exausto todo o tempo??? Se sim, você pode estar sofrendo com o mal da modernidade. O que causa nossa dependência e o que fazer para vencê-la???

INTERNET
Em seu manifesto 'Você não é um aplicativo', o escritor, cientista e filósofo Jaron Lanier escreveu: "O que é um ser humano??? Se eu soubesse a resposta para essa pergunta, seria capaz de programar alguém por meio do computador. Mas não sou. Ser humano não é uma fórmula, é um mistério".
Infelizmente essa consciência está se perdendo para muitas pessoas, que fazem do meio virtual uma constante obsessão. Isso vem acompanhado por altos níveis de ansiedade quando não ficam próximos às telas de seus computadores por muito tempo.
Os profissionais da saúde reconhecem esse sintomas como uma obsessão pela Internet e advertem que ela pode estar relacionado a outros sintomas, como deixar de dormir e comer, sentir-se cansado, irritado e à margem da sociedade.

SEXO
Uma em cada 20 pessoas sofrem com obsessão por sexo. A obsessão por sexo é extremamente prejudicial em alguns relacionamentos e a saúde mental e profissional também podem ser abaladas por isso. O mundo moderno é culpado por estimular o sexo: a grande disponibilidade de material pornográfico na Internet e a sexualização de mulheres e homens na televisão faz com que aumentem as pessoas com problemas psicológicos relacionados a isso.

CELULARES
Os telefones celulares foram criados com o objetivo de tornar a vida dos seres humanos mais prática e utilitária. Mas hoje o uso excessivo dos aparelhos celulares se tornou um sério problema social, pois coloca obstáculos ao relacionamento pessoal e transforma a noção de realidade dos seres humanos. Os telefones celulares podem, ironicamente, conectar você a alguém do outro lado do mundo, mas ao mesmo tempo, deixar você longe de quem senta ao seu lado na mesa de jantar.




CAFÉ
O café é tão consumido pelos seres humanos que hoje a Inglaterra, por exemplo, é um país em que cada cidadão consome, anualmente, cerca de 2,8 kg do pó marrom. Os especialistas acreditam que igual a outras drogas, a cafeína provoca dependência. Pessoas ficaram com fortes dores de cabeça, irritadas e cansadas quando não consumiam sua dose matinal de cafeína.

GINÁSTICA
A extrema pressão para parecer bonito pode explicar por que algumas pessoas praticam atividades físicas obsessivamente. Um estudo publicado pelo Jornal de Neurociência descobriu semelhanças entre os efeitos gerados por exercícios exaustivos e pelo abusos de drogas. Outra pesquisa da Universidade de Wisconsin descobriu que quando o exercício foi negado para alguns animais, equipamentos detectaram atividades cerebrais idênticas à de abstinência por substâncias químicas

TV
A primeira coisa que muitos de nós gostamos de fazer depois de um dia de trabalho é cair no sofá e ligar a televisão. O aparelho de TV se tornou parte integrante de nossas vidas e alguém que não tiver um é considerado anormal. Os britânicos assistem à TV cerca de quatro horas por dia, o que significa que aos 65 anos eles terão gasto nove anos apenas vendo televisão. Estabeleça um limite de tempo para ver a televisão. Você deve aproveitar a tecnologia e o entretenimento que ela proporciona, mas não deixe que ela torne você obcecado.

TRABALHO
Embora pareça exagero, há fortes evidências que a obsessão por trabalho é um transtorno de comportamento que pode se tornar uma doença séria. De acordo com pesquisas, trabalhar mais de 12 horas por dia faz com que o risco de desenvolver doenças graves aumente em 37%. Os especialistas diferenciam o excesso de trabalho com a obsessão por trabalhar: se você trabalha duro mas ainda encontra tempo para se divertir, ótimo. Mas se mesmo de férias na praia você continua se preocupando com o trabalho, você pode estar com problemas.

COMIDA
Cortar alimentos calóricos de sua dieta pode ser tão difícil quanto parar de fumar. Comer compulsivamente é um dos vícios da modernidade. A abundância de comida barata significa que quase todos nós nos habituemos a ingerir mais do que precisamos. O jeito que a comida é feita não nos ajuda também. O corpo reúne uma combinação de gordura, açúcar e sal e faz dessas substâncias um verdadeiro vício.


COMPRAS
Com os adventos da Internet, gastar dinheiro nunca foi tão fácil. O velho estereótipo de que as mulheres é que são compradoras compulsivas está caindo por terra, já que pesquisas mostram que esse transtorno afeta um em cada 20 adultos, sendo os homens a maioria. E não é apenas o prazer em gastar que nos faz comprar. Compradores compulsivos tentam eliminar o estresse e a ansiedade das pressões do dia a da por meio da compra. No entanto, comprar compulsivamente pode ser perigoso para a mente e para o físico, já que o transtorno está relacionado à depressão.

Fonte de pesquisa: MSN e Lulucha

segunda-feira, outubro 10

Veja o Que Representa a Placa do Seu Carro

A nossa vida, a minha vida, a sua, a de todos nós é colorida pelos números. Desde quando acordamos até a hora de dormir, cada atividade do dia tem algum número ou sequência numérica a ela associado. O exemplo mais evidente que ocorre na nossa primeira experiência do dia são as horas. Acordamos em determinado horário, temos os números de nossa casa, de nosso apartamento, do prédio onde trabalhamos. Sem contar CPF, Carteira de Identidade, de Habilitação. Enfim, os números nos acompanham fielmente a cada instante da vida. Mas o que eles representam sobre nós?

Hoje iremos abordar especificamente a Numerologia da placa dos automóveis. Como uma placa é formada por letras e números, para descobrir sua simbologia precisamos somar o valor numérico das letras com o de cada algarismo. Para fazer essa soma, precisamos nos orientar pela Tabela Pitagória, veja no box.

Tabela Pitagórica



A/J/S  = 1
B/T     = 2
K = 11
C/L/U = 3
D/M   = 4
V = 22
E/N/W = 5
F/O/X  = 6
G/P/Y  = 7
H/Q/Z  = 8
I/R       = 9

Repare que a letra K e a letra V, por terem os números mestres 11 e 22 como valor simbólico, não são reduzidas para 2 e 4, respectivamente, quando aparecem na placa de um carro. Então, como exemplo, vamos supor que a placa de um carro seja KMN 2345. Somaremos o 11+4+5 +2+3+4+5 = 34. Somamos os algarismos 3+4 = 7. A Numerologia dessa placa tem como símbolo o Número 7. São as características desse número que marcarão a sua circulação pelas ruas que transitar.

Veja a seguir os significados básicos da Numerologia das Placas:

Carros de Numerologia 1
Podem predispor o motorista a ser bem competitivo no trânsito. Afinal, o 1 quer ser o primeiro, o mais rápido. Também pode ser um carro diferente, com um toque bem original, que reflita um traço peculiar de seu condutor, tal como um adesivo ou um acessório que seja a "cara" de seu dono.

Carros de Numerologia 2
São carros excelentes para casais. Ou para quem divide o automóvel com outra pessoa. Muitos taxistas dividem o preço de um carro e também o uso do mesmo, com cada dono dirigindo em determinado turno do dia. São carros também que podem dar constantes problemas técnicos em certos detalhes ou ter uma potência diminuída.

Carros de Numerologia 3
Muito apropriados para transportar crianças, pois o 3 é o símbolo da criança, da jovialidade. Escolares voltados para o transporte infantil estarão mais propícios de ser requisitados por alunos se tiverem o 3 como soma do valor numérico das letras e algarismos da placa. São carros que andam com mais facilidade, fluindo por aí. Carros de mensagem falada, telegramas cantados ou mesmo de festas infantis se dão bem com essa simbologia.

Carros de Numerologia 4
Favoráveis para empresas, principalmente aquelas cujos funcionários precisam se locomover para resolver negócios. O Número 4, sugere produtividade e desempenho profissional. Essa simbologia de placa também é positiva para coletivos (ônibus).

Carros de Numerologia 5
São aqueles carros sempre em movimento, que rodam o dia todo: seus condutores o utilizam para trabalhar, levar crianças à escola e atividades extracurriculares. As quilometragens dos carros de simbologia 5 tendem a atingir altos valores rapidamente. Podem zerar o marcador com mais facilidade que outros carros. No quesito velocidade, são equivalentes aos carros de numerologia 1.

Carros de Numerologia 6
Apropriados para serviços sociais, burocráticos e médicos. Placa favorável para ambulâncias, carros de emergência, de reboque ou do governo. E ainda para empresas da área de saúde, tais como da indústria farmacêutica ou mesmo de laboratórios que vão até os pacientes coletar sangue e fazer exames. Também podem ser carros de empresas de nutrição, que fazem e entregam refeições, bolos, lanches.

Carros de Numerologia 7
Excelentes para centro de formações de condutores, as famosas auto-escolas. Porque o 7 representa o ensino, a especialização técnica. Portanto, placas com essa simbologia são excelentes para aqueles que estão aprendendo a dirigir. Ou mesmo a serviço de faculdades ou de empresas que fazem serviços bem técnicos, como as floriculturas, por exemplo. Placas indicadas também para carros que demandam discrição, silêncio ou mesmo segredos, tais como de certos órgãos do governo que transportam documentos altamente secretos.

Carros de Numerologia 8
Quem trabalha com seu próprio veículo pode ser auxiliado a ter mais lucro se a placa possuir essa simbologia. Também carros que transportam valores, como carro forte. Ou de empresas estatais, governamentais. Esses carros se assemelham com os de Numerologia 4. Portanto, carros que envolvem uma acentuada responsabilidade em sua locomoção, como os coletivos (ônibus) estão em harmonia com placas de número 8.

Carros de Numerologia 9
Voltados para o bem-estar social. Assim, aqueles que transportam idosos para atividades culturais e lúdicas se dão bem com essa placa. Carros que são utilizados para longas viagens, inclusive de estado para estado, estão apropriados com esse simbolismo do 9. Ou a serviço de alguma causa, ideologia - como os automóveis de partidos políticos e instituições de caridade.

Vale ressaltar:

Compare a placa de seu carro com os Números em destaque (que se repetem duas ou mais vezes nas posições de seu Mapa Numerológico) e com os seus ciclos atuais (principalmente Ano Pessoal e Trimestres Pessoais).

Por exemplo: um carro de Numerologia 5 e o condutor vivendo um Ano Pessoal ou Trimestre 5 pode representar uma forte possibilidade de acidentes. Já é um carro mais propenso a se envolver em colisões, pois o simbolismo desse número representa uma inconstância, distração e excesso de velocidades. Se a pessoa está num ciclo de tal simbologia, ela vive um momento na vida de muita eletricidade, pressa e dispersão. E essa combinação poderá se mostrar bem arriscada. Daí a importância de um condutor nessas condições numerológicas redobrar a atenção e a concentração quando dirigir.

Fonte de pesquisa: Google

O Cabelo da Vez

Prepare-se pra brincar com seu cabelo na primavera-verão 2011/12! As tendências para esta estação no Hair Fashion Show 2011, em SP, foram: textura, é ela quem dá o tom pra estação mais quente do ano, seja nos cachos, nos fios lisos reluzentes, frisados, e até numa mistura de vários tipos. Vale tudo que deixe o cabelo diferente sem precisar passar por processos químicos. Você pode, por exemplo, fazer uma trança, colocar bastante spray e depois soltar, pra dar aquele efeito ondulado.

O cabelo da vez exige dedicação: É o cabelo das divas dos anos 40 e 50, da mulher que se produz, que ondula os fios. Pode incluir como referência o cabelo de Josephine Baker, direto dos anos 20, que também está com tudo pro verão. O topete volta junto com uma estranheza que é chic – e é tudo muito feminino.Ou seja: quanto mais trabalhado, melhor!

Quer arriscar??? Pra fazer em casa você vai precisar de:

. Um aparelho: O baby-liss sem haste, porque dá um efeito mais natural. O triondas, que é uma versão do baby-liss com 3 pontas, ou o modelador duplo, fazendo um formato de 8 nas mechas. Os 2 ajudam a bagunçar os fios e deixá-los mais crespos. Há quem prefira a boa e velha chapinha, porque com ela dá pra fazer de tudo um pouco.

. Um produto: Um finalizador, pra ajudar a segurar o cabelo no clima tropical brasileiro. O leave-in Brilliance, da Wella, e o Spray Wax, da Paul Mitchell, porque eles ajudam nas texturas, do liso ao ondulado.

. Uma cor: Os tons acobreados são unanimidade.

Fonte de pesquisa: MSN e Lulucha

quarta-feira, outubro 5

Escondidinho de Carne Seca Especial

Receita de Escondidinho de Carne Seca

Ingredientes

- 3 colheres (sopa) de azeite
- 1 cebola media
- 3 dentes de alho
- 1 pitada de colorau (urucum)
- 1 molho de coentro
- 400g de carne seca
- 180g de requeijão
- 400g de purê de aipim
- Queijo coalho ralado ou parmesão à gosto


Modo de fazer

Recheio: coloque azeite na frigideira e doure a cebola e o alho. Depois, acrescente uma pitada de colorau e um pouco de coentro (ou outro tempero de sua preferência).

Purê de aipim: bata no liquidificador (com cuidado, aos poucos!) o aipim cozido com aipim, acrescentando aos poucos o leite. Depois coloque um pouco de manteiga.

Para montar: coloque num refratário uma camada do purê de aipim e por cima uma camada de requeijão. Depois, coloque o recheio de carne seca e espalhe bem. Cubra com outra camada de purê, coloque um pouco de requeijão e o queijo coalho ralado por cima.

Leve ao forno durante 5 minutos para gratinar.

Dica do chef: Um aipim de qualidade é essencial para que o escondidinho fique bem gostoso. Para verificar se o aipim está bom, tente quebrá-lo ao meio. Se ele quebrar com facilidade, significa que está bom!

E bom apetite!

Fonte de pesquisa: MSN

quarta-feira, setembro 28

O Que Acontece Por Dentro dos Pet Shops???

Hoje, gostaria de abordar um tema que é muito pouco divulgado e para quem tem animais de estimação, esse assunto deveria ser muito mais comentado, inclusive com os nomes dos Pets e endereços, para que se saiba aonde ou não levar o seu filhote de estimação.

As barbáries que acontecem nesses Pets Shops são inúmeras, mas ninguém comenta, ninguém sabe, ninguém viu nada. Eu ainda não sei qual é o problema de não abrir esse problema publicamente.

Os donos dos animais saem prejudicados e deixam por isso mesmo??? Por exemplo, quantas vezes você ouviu a notícia sobre uma cachorrinha que morreu em um Pet de Curitiba nesta semana??? Uma vez??? Várias vezes??? Saiu em todas as mídias??? Não. Por que??? Por que o povo abafa o caso, tem medo de não sei o quê. Um caso desses, minha gente, era para ser publicado abertamente em todas as mídias, e divulgado sim. Só porque é cachorro não há necessidade de fazer alarde???

Essa cachorrinha, para quem não sabe, morreu decorrente de um traumatismo craniano, causado pelo rapaz (monstro) que estava dando banho e escovando a cachorrinha, êle simplesmente estava nervoso, e como a cachorrinha latia muito ele bateu com o cabo da escova na cabecinha dela, e a pobrezinha veio a falecer.

O Pet Shop despediu o rapaz e deu de presente uma cachorrinha nova para os donos. E eles saíram com o rabinho entre as pernas, agradecidos pela nova cachorrinha. Agora eu pergunto: se fosse com você, você deixaria essa estória passar em branco???

Outras estórias que eu soube: o dono de um cachorrinho, deixou o bichinho no Pet para tomar banho, e quando foi buscar haviam cortado o rabo do animal...

A cachorra de uma amiga minha, foi ao Pet para cortar as unhas, quando voltou não parava de chorar, sabe o que fizeram??? Arrancaram duas unhas dela...

Então minha gente, eu deixo aqui um alerta: NÃO LEVEM OS SEUS BICHINHOS DE ESTIMAÇÃO EM QUALQUER PET, procurem se informar quem são os donos do local, se o local é limpo, se os veterinários são eficientes, quem são as pessoas que dão banho e tosam os animais, isso é importantíssimo, pois esses bichinhos são delicados e são parte da nossa família também. O amor que temos por eles, eles também tem por nós, se não cuidarmos deles quem vai cuidar???

As doenças que alguns Pets transmitem aos seus animais são muitas, a começar pelo carrapato, que quase sempre mata o animal e que é muito frequente ter em Pets Shops aonde a limpeza não é nota dez. Portanto, deixe o seu filhote sempre tratado e use mensalmente um preventivo contra esta e outras doenças transmissíveis. A minha filhotinha, visita o veterinário dela, desde que nasceu, uma vez por mes, sempre. Para olhar as orelhas e ver se não há infecção, olhar a pele para ver se não tem marcas vermelhas, e etc...

E outra coisa que na minha opinião é muito importante, evitar de deixar seus filhotes sózinhos nos Pets para tomarem banho. Não pode, gente, tem que ficar de olho, por mais que você conheça o seu Pet, não  deixe o bichinho sozinho, depois acontecem os acidentes e ninguém sabe... Ninguém viu!!! E aí ??? Vai reclamar do quê???


segunda-feira, setembro 26

Fobias - Será Que Você Tem Alguma???

Existem tantos tipos de fobias que às vezes nem sabemos se temos uma, várias ou nenhuma. Eu, por exemplo, lendo esta listagem já descobrí umas 5 mais ou menos, e você???

São três, os tipos de fobias:


Agorofobia - Medo de estar em lugares públicos concorridos, onde o indivíduo não possa retirar-se de uma forma fácil ou despercebida.
Fobia Social - Medo perante situações em que a pessoa possa estar exposta a observação dos outros, ser vitima de comentários ou passar perante uma situação de humilhação em público.
Fobia Simples - Medo circunscrito diante objectos ou situações concretas.

O DSM IV divide as fobias simples em 5 tipos:

Animais (aranhas, cobras, etc.)
Aspectos do ambiente natural (trovoadas, terramotos, etc.)
Sangue injecções ou feridas
Situações (alturas, andar de avião, andar de elevador, etc.)
Outros tipos (medo de vomitar, contrair uma doença, etc.)

Lista de fobias

Esta lista traz a relação das fobias, ou seja, dos medos mórbidos, identificados pela Psiquiatria.

A
Abissofobia - medo de abismos, precipícios.

Ablepsifobia - medo de ficar cego

Ablutofobia - medo de tomar banho.

Acarofobia - medo de ter a pele infestada por pequenos organismos (ácaros).

Acerofobia - medo a produtos ácidos.

Acluofobia - medo ou horror exagerado à escuridão.

Acrofobia - medo de altura.

Acusticofobia - medo relacionado aos ruídos de alta intensidade.

Aeroacrofobia - medo de lugar aberto e alto.

Aerodromofobia - medo de viagens aéreas.

Aerofobia - medo de ventos, engolir ar ou aspirar substâncias tóxicas.

Aeronausifobia - medo de vomitar (quando viaja de avião).

Afobia - medo da falta de fobias

Agliofobia - medo de sentir dor.

Afefobia - medo de ser tocado.

Agorafobia - medo de lugares abertos, de estar na multidão, lugares públicos (mercados, * shopping, supermercados) ou deixar lugar seguro.

Agrafobia - medo de abuso sexual.

Agrizoofobia - medo de animais selvagens.

Agirofobia - medo de ruas ou cruzamento de ruas.

Aicmofobia - medo de agulhas de injeção ou objetos pontudos.

Ailurofobia - medo de gatos.

Algofobia - medo de dor.

Altofobia - medo de alturas

Amatofobia - medo de poeiras

Amaxofobia - medo mórbido de se encontrar ou viajar dentro de qualquer veículo de transporte.

Ambulofobia - medo de andar

Amnesifobia - medo de perder a memória.

Ancraofobia ou Anemofobia - medo de correntes de ar

Androfobia - medo de homens

Analofobia - medo de buracos escuros

Anemofobia - medo de ventos

Anginofobia - medo de engasgar

Antropofobia - medo de pessoas ou da sociedade

Antlofobia - medo de enchentes

Anuptafobia - medo de ficar solteiro (a)

Apeirofobia - medo de infinito

Apifobia - medo de abelhas

Aracnefobia ou Aracnofobia - medo de aranhas

Aritmofobia - medo de números

Arrenfobia - medo de homens

Assimetrofobia - medo de coisas assimétricas

Astenofobia - medo de desmaiar ou ter fraqueza

Astrafobia ou astrapofobia - medo de trovões e relâmpagos

Ataxiofobia - medo de ataxia (descoordenação muscular)

Ataxofobia - medo de desleixo

Atazagorafobia - medo de ficar esquecido ou ignorado

Atelofobia - medo de imperfeições

Atefobia - medo de ruínas

Atomosofobia - medo de explosões atômicas

Atiquifobia - medo do fracasso

Aurofobia - medo de ouro

Autofobia Medo de ficar só ou sozinho

Automatonofobia medo de boneco do ventríloquo, criaturas animatrônicas, estátuas de cera (qualquer coisa que represente falsamente um ser sensível)

Automisofobia Medo de ficar sujo

Aviofobia ou aviatofobia - Medo de voar de avião

Azinofobia medo de apanhar do pai

B
Bacilofobia ou Bacteriofobia - medo de bactérias

Balistofobia - medo de mísseis

Basofobia ou basifobia - medo de andar ou cair (inabilidade de ficar em pé)

Batofobia - medo de profundidade

Botanofobia - medo de plantas

Batofobia - medo de alturas ou ficar fechado em edifícios altos

Batracnofobia - medo de anfíbios (como sapos, salamandras, rãs, etc.)

Belonofobia - medo de alfinetes e agulhas (aiquimofobia)

Blennofobia - medo de limo ou coisas viscosas

Brontofobia - medo de trovões e relâmpagos

Biofobia - medo da vida

C
Cacorrafiofobia - medo de fracasso ou falhar

Caetofobia - medo de pêlos

Cainofobia ou cainotofobia - medo de novidades

Claustrofobia - medo de lugares fechados ou seja, o oposto da agorafobia

Catagelofobia - medo do ridículo (estar ou ser)

Catapedafobia - medo de saltar de lugares baixos ou altos

Catoptrofobia - medo de espelhos

Cenofobia ou centofobia - medo que caracteriza-se pela aversão e medo mórbido de sentir inquietação de grandes espaços abertos.

Cimofobia - medo de ondas ou de movimentos parecidos com ondas

Cinetofobia ou cinesofobia - medo de movimento

Cinofobia - medo de cães

Cipridofobia, ciprifobia, ciprianofobia, ou ciprinofobia - medo de prostitutas ou doença venéreas

Ceraunofobia - medo de trovão

Copofobia - medo da fadiga

Corofobia - medo de dançar

Coniofobia - medo de poeira (amatofobia)

Cosmicofobia - medo de fenômenos cósmicos

Crometofobia ou crematofobia - medo de dinheiro

Cromofobia ou cromatofobia - medo de cores

Cronofobia - medo do tempo

Cronomentrofobia - medo de relógios

Claustrofobia - medo de espaços confinados

Cleitrofobia ou cleisiofobia - medo de ficar trancado em lugares fechados

Cleptofobia - medo de ser roubado

Climacofobia - medo de degraus (subir ou cair de degraus)

Clinofobia - medo de ir para cama

Clitrofobia ou cleitrofobia - medo de ficar fechado

Cnidofobia - medo de cordas

Cometofobia - medo de cometas

Coimetrofobia - medo de cemitérios

Contreltofobia - medo de abuso sexual

Coprofobia - medo de fezes

Coulrofobia - medo de palhaços

Cremnofobia - medo de precipícios

Criofobia - medo de frio intenso, gelo ou congelamento

D
Deipnofobia - medo de jantar e conversas do jantar

Demonofobia ou demonofobia - medo de demônios

Demofobia - medo de multidão (Agorafobia)

Dendrofobia - medo de árvores

Dermatosiofobia, dermatofobia ou dermatopatofobia - medo de doenças de pele

Dextrofobia - medo de objetos do lado direito do corpo

Diabetofobia - medo de diabetes

Dinofobia - medo de vertigens ou redemoinho

Diplofobia - medo de visão dupla

Dipsofobia - medo de beber

Disabiliofobia - medo de se vestir na frente de alguém

Dismorfofobia - medo de deformidade

Distiquifobia - medo de acidentes

Domatofobia ou oiquofobia - Medo de casas ou estar em casa

Dorafobia - medo de pele de animais

Dromofobia - medo de cruzar ruas

E
Eisoptrofobia - medo de espelhos ou de se ver no espelho

Electrofobia - medo de eletricidade

Eleuterofobia - medo da liberdade

Elurofobia - medo de gatos (ailurofobia)

Emetofobia - medo de vomitar

Enoclofobia - medo de multidão

Enosiofobia ou enissofobia - medo de ter cometido um pecado ou crítica imperdoável

Entomofobia - medo de insetos

Epistaxiofobia - medo de sangrar do nariz

Epistemofobia - medo do conhecimento

Equinofobia - medo de cavalos

Eremofobia - medo de ficar só

Ereutrofobia - medo de ficar vermelho

Ergasiofobia - medo de trabalhar ou de operar (cirurgião)

Ergofobia - medo do trabalho

Eritrofobia, eritofobia ou ereutofobia - medo de luz vermelha ou do vermelho

Eretofobia - medo do ato sexual propriamente dito.

Esciofobia ou esciafobia - medo de sombras

Escolecifobia - medo de vermes

Escopofobia ou escoptofobia - medo de estar sendo olhado

Escotofobia - medo de escuro

Escotomafobia - medo de cegueira

Esfecsofobia - medo de marimbondos

Espectrofobia - medo de fantasmas ou espectros

Estasibasifobia ou estasifobia - medo de ficar de pé ou andar (ambulofobia)

Estaurofobia - medo de cruz ou crucifixo

Estenofobia - medo de lugares ou coisas estreitas

Estigiofobia - medo do inferno

F
Fagofobia - medo de engolir ou de comer

Falacrofobia - medo de tornar-se careca

Farmacofobia - medo de tomar remédios

Febrifobia, fibrifobia ou fibriofobia - medo de febre

Fengofobia - medo da luz do dia ou nascer do sol

Felinofobia - medo de gatos (ailurofobia, elurofobia, galeofobia, gatofobia)

Filemafobia ou filematofobia - medo de beijar

Filofobia - medo de enamorar

Filosofobia - medo de filosofia

Fobia Social - medo de estar sendo avaliado negativamente (socialmente)

Fobofobia - medo de fobias

Fonofobia - medo de barulhos ou vozes ou da própria voz; de telefone

Fotoaugliafobia - medo de luzes muito brilhantes

Fotofobia - medo de luz

Fronemofobia - medo de pensar

Ftisiofobia - medo de tuberculose

G
Galeofobia ou gatofobia - medo de gatos

Gamofobia - medo de casar

Gefirofobia, gefidrofobia ou gefisrofobia - medo de cruzar pontes

Geliofobia - medo de rir

Geniofobia - medo de manter a cabeça erguida

Gerascofobia - medo de envelhecer

Gerontofobia - medo de pessoas idosas

Geumafobia ou geumofobia - medo de sabores

Gimnofobia - medo de nudez

Ginofobia ou ginefobia - medo de mulheres

Glossofobia - medo de falar ou tentar falar em publico

Gnosiofobia - medo do conhecimento

H
Hadefobia - medo do inverno

Hagiofobia - medo de santos ou coisas santas

Hamartofobia - medo de pecar (pecados)

Hafefobia ou haptefobia - medo de ser tocado ou de tocar em alguém ou em alguma coisa

Harpaxofobia - medo de estar sendo roubado

Hedonofobia - medo de sentir prazer

Heliofobia - medo do sol

Hemofobia, hemafobia ou hematofobia - medo de sangue

Heresifobia ou hereiofobia - medo de desafiar a doutrina oficial (governo)

Herpetofobia - medo de répteis ou coisa que arrastam

Heterofobia - medo do sexo oposto (sexofobia)

Hidrargiofobia - medo de medicamentos mercuriais

Hidrofobia - medo de água

Hidrofobofobia - medo de raiva (doença)

Hielofobia ou hialofobia - medo de vidro

Hierofobia - medo de padres ou coisas sacras

Higrofobia - medo de líquidos ou umidade

Hilefobia - medo de materialismo ou de epilepsia

Hilofobia - medo de florestas

Hipengiofobia ou hipegiafobia - medo de responsabilidade

Hipnofobia - medo de dormir ou ser hipnotizado

Hipofobia - medo de casas

Hipsifobia - medo de altura

Hobofobia - medo de bêbados ou mendigos

Hodofobia - medo de atravessar estradas

Hormefobia - medo de ficar abalado ou chocado

Homiclofobia - medo de neblina

Hominofobia - medo de homens

Hoplofobia - medo de armas de fogo

Homofobia - medo de gays

I
Iatrofobia - medo de ir ao médico ou ao doutor

Ictiofobia - medo de peixe

Ideofobia - medo de idéias

Ilingofobia - medo de vertigem ou sentir vertigem quando olha para baixo

Iofobia - medo de veneno

Insectofobia - medo de insetos

Isolofobia - medo da solidão, de estar sozinho, o medo de ficar isolado

Isopterofobia - medo de cupins

J
Japanofobia - medo de japoneses

L
Lachanophobia ou lachanofobia - medo de vegetais

Laliofobia ou lalofobia - medo de falar

Leprofobia ou leprafobia - medo de lepra

Ligirofobia - medo de barulhos

Ligofobia - medo de escuridão

Lilapsofobia - medo de furacões

Limnofobia - medo de lagos

Linonofobia - medo de cordas

Lissofobia - medo de ficar louco

Liticafobia - medo de processos (civil)

Locquiofobia - medo de nascimento (criança)

Logizomecanofobia - medo de computadores

Logofobia - medo de palavras

Luefobia – medo de sífilis (lues)

M
Mageirocofobia - medo de cozinhar

Maieusiofobia - medo da infância

Malaxofobia - medo de amar (sarmassofobia)

Maniafobia - medo de insanidade

Mastigofobia - medo de punição

Mecanofobia - medo de máquinas

Megalofobia - medo de coisas grandes

Melanofobia - medo de cor preta

Melissofobia - medo de abelhas

Melofobia - medo ou ódio de música

Meningitofobia - medo de doença nervosa

Merintofobia - medo de ficar amarrado

Metalofobia - medo de metal

Metatesiofobia - medo de mudar

Meteorofobia - medo de meteoros

Metifobia - medo de álcool

Metrofobia - medo ou ódio de poesia

Micofobia - medo ou aversão por cogumelos

Microbiofobia - medo de micróbios (bacilofobia)

Microfobia - medo de coisas pequenas

Mictofobia - medo de escuridão

Mirmecofobia - medo de formigas

Misofobia - medo de germens, contaminação ou sujeira

Mitofobia - medo de mitos, estórias ou declarações falsas

Mixofobia - medo de qualquer sustância viscosa (blenofobia)

Molismofobia ou molisomofobia - medo de sujeira ou contaminação

Monofobia - medo de solidão ou ficar só

Monopatofobia - medo de doença incurável

Motefobia - Medo de borboleta e mariposa

Motorfobia - medo de automóveis

Musofobia ou murofobia - medo de ratos

N
Nebulafobia - medo de neblina (homiclofobia)

Necrofobia - medo de morte ou coisas mortas

Nelofobia - medo de vidro

Neofarmafobia - medo de medicamentos novos

Neofobia - medo de qualquer coisa nova

Nefofobia - medo de nevoeiros

Nictofobia - medo da escuridão ou da noite

Noctifobia - medo da noite

Nictohilofobia - medo de florestas escuras ou a noite

Nosocomefobia - medo de hospital

Nosofobia ou nosemafobia - medo de ficar doente

Nostofobia - medo de voltar para casa

Novercafobia - medo da madrasta

Nucleomitufobia - medo de armas nucleares

Nudofobia - medo de nudez

O
Obesofobia - medo de ganhar peso (pocrescofobia)

Oclofobia - medo de multidão

Ocofobia - medo de veículos

Odinofobia ou odinefobia - medo da dor (algofobia)

Odontofobia - medo de dentista ou cirurgia odontológica

Oenofobia - medo de vinhos

Ofidiofobia - medo de cobras

Oftalmofobia - medo de estar sendo vigiado

Olfactofobia - medo de cheiros

Ombrofobia - medo de chuva ou de estar chovendo

Ometafobia ou omatofobia - medo de olhos

Oneirofobia - medo de sonhos

Onomatofobia - medo de ouvir certas palavras ou nomes

Ostraconofobia - medo de ostras

Ornitofobia - medo de pássaros

P
Pagofobia - medo de gelo ou congelamento

Pantofobia ou panofobia - medo de tudo

Pantofobia - medo de sofrimento ou doença

Paralipofobia - medo de responsabilidade

Parafobia - medo de perversão sexual

Parturifobia - medo de parto

Patroiofobia - medo da hereditariedade

Pecatofobia - medo do pecado (crime imaginário)

Pediculofobia - medo de piolho

Pediofobia - medo de bonecas

Pedofobia - medo de crianças

Peniafobia - medo da pobreza

Pirexiofobia - medo de febre

Pirofobia - medo de fogo

Placofobia - medo de sepulturas

Plutofobia - medo de opulência

Pluviofobia - medo de chuva ou estar chovendo

Pnigofobia ou pnigerofobia - Medo de estar sendo sufocado

Pocrescofobia - medo de ganhar peso (obesofobia)

Polifobia - medo de muitas coisas

Poinefobia - medo de punição (castigo)

Ponofobia - medo de trabalho pesado ou de dor

Potamofobia - medo de rios ou águas correntes

Potofobia - medo de álcool

Prosofobia - medo de progresso

Pselismofobia - medo de gaguejar

Psicofobia - medo da mente

Psicrofobia - medo de frio

Pteromeranofobia - medo de voar

Ptiriofobia - medo de piolho (pediculofobia)

Pombofobia - medo de pombo(ave)

Papirofobia - medo de livros

Q
Quemofobia - medo de substâncias químicas ou de trabalhar com elas

Quenofobia - medo de espaços vazios

Quifofobia - medo de parar

Quimofobia - medo de ondas

Quionofobia - medo de neve

Quinofobia - medo de raiva (doença)

Quiraptofobia - medo de ser tocada(o)

R
Rabdofobia - medo de ser severamente punido

Radiofobia - medo de radiação, raio-x

Ritifobia - medo de ficar enrugado

Rupofobia - medo de sujeira

S
Sarmassofobia - medo de fazer amor (malaxofobia)

Satanofobia - medo de satã (demônio)

Selafobia - medo de flashes (luzes)

Selenofobia - medo da lua

Seplofobia - medo de material radiativo

Sesquipedalofobia - medo de palavras grandes

Sexofobia - medo do sexo oposto (heterofobia)

Siderodromofobia - medo de trem ou viagem de trem

Siderofobia - medo de estrelas

Sinistrofobia - medo de coisas do lado esquerdo, mão esquerda

Sinofobia - medo de chinês ou cultura chinesa

Sitofobia ou Sitiofobia - medo de comida ou comer (cibofobia)

Socerafobia - medo de padrasto ou madrasta

Sociofobia - medo da sociedade ou de pessoas em geral

Somnifobia - medo de dormir

Simmetrofobia - medo de simetria

Singenesofobia - medo de parentes

Sifilofobia - medo de sífilis

Sofofobia - medo de aprender

Soteriofobia - medo de dependência dos outros

Surifobia - medo de camundongo (rato)

Simbolofobia - medo de símbolos

T
Tacofobia ou Tachofobia - medo de velocidade

Taeniofobia ou teniofobia - medo de solitária (tênia)

Tafofobia ou tafefobia - medo de ser enterrado vivo

Talassofobia - medo do mar

Tanatofobia ou tantofobia - medo da morte ou de morrer

Tapinofobia medo de ser contagioso

Taurofobia - medo de touro

Teatrofobia - medo de teatro

Tecnofobia - medo de tecnologia

Telefonofobia - medo de telefone

Teleofobia - medo de definir planos ou de cerimônias religiosas

Teofobia - medo de Deus ou de religião

Teologicofobia - medo de teologia

Teratofobia - medo de crianças ou pessoas deformadas

Termofobia - medo de calor

Testofobia - medo de fazer provas (escolares)

Tetanofobia - medo de tétano

Tiranofobia - medo de tiranos

Tocofobia - medo de gravidez

Tomofobia - medo de cirurgia

Tonitrofobia - medo de trovão

Topofobia - medo de certos lugares ou situações, que dão medo ou pavor

Toxifobia, toxofobia ou toxicofobia - medo de se envenenar

Traumatofobia - medo de traumas (físicos)

Tripanofobia - medo de injeções

Triscaidecafobia - medo do número 13

Tropofobia - medo de mudar ou fazer mudanças

U
Uranofobia - medo do céu

Urifobia - aversão e medo mórbido irracional, desproporcional persistente e repugnante a fenômenos paranormais

Urofobia - medo de urina ou do ato de urinar

V
Vacinofobia - medo de vacinação

Venutrafobia - medo de mulher bonita

Verbofobia - medo de palavras

Verminofobia - medo de vermes

Vestifobia - medo de vestir

Virginitifobia - medo de estupro

Vitricofobia - medo do padrasto

X
Xantofobia - 1 - da cor amarela. 2 - qualquer objeto de cor amarela.

Xenofobia - medo de estrangeiros ou estranhos

Xerofobia - medo de secura, aridez

Xilofobia - medo de objetos de madeira ou de floresta

Z
Zelofobia - medo de ter ciúmes

Zeusofobia - medo de Deus ou deuses

Zoofobia - medo de animais


Fonte: pt.wikipedia.org