quinta-feira, agosto 13

Pássaro Ferido

  • Lembro que te conhecí...
  • Numa tarde de inverno...
  • Tu eras tão másculo, tão intrigante...
  • Tão deliciosamente cativante...
  • Que me perdí em meus pensamentos...

  • Lamento não ter te conhecido antes...
  • Pois fostes o homem mais charmoso...
  • E mais fascinante...
  • Que já conhecí...

  • Teu rosto? Era uma pintura...
  • Lembro-me dos teus braços ao meu redor...
  • Me aquecendo...
  • E eu permitindo...
  • Queria tanto te rever...
  • E desta vez te daria tudo que quisestes de mim...
  • Que com vergonha não te dei...
  • Vergonha de que, meu Deus?
  • Até agora não me conformo...
  • Com o tempo que perdí...
  • Aonde tu estaras agora?
  • Nossos olhos se cruzaram...
  • E marcaram para sempre...
  • As nossas vidas...

  • Não sou mais o que eu era...
  • Apenas vivo o presente...
  • Sem você sou um pássaro ferido...
  • Não consigo voar...
  • Tu é que me davas força para tal proeza...
  • Para sobrevoar todos os lugares que estivemos à sós...
  • Tu não sabias o quanto te queria...
  • Eu nunca te falaria.

  • E porque não?
  • Se a vida é só um átomo de segundo?
  • Temos que aproveitá-la a cada minuto...
  • A cada momento...
  • De um sentimento sem fim...
  • Sem culpa...
  • Sem desculpa...
  • Apenas: Viva, Ame, Sorria...

Lulucha

4 comentários:

Debby Lenon disse...

Oi Malu
Acho lindo quem tem o dom de escrever poesia.
Essa é tão linda
beijos

Brigit & Celene Garco disse...

Lindo Poema meus parabéns, Pássaros ferido me lembra o filme que é muito lindo também, bjs e namastê

joaquim disse...

...tradução de inúmeros corações!

Rosana Ibanez disse...

Que poema lindo! Devemos viver cada segundo como se fosse o último, com certeza! Vivendo intensamente, amando muito e sempre sorrindo.
Parabéns muito lindo!
Beijão