sexta-feira, janeiro 28

Avocado e Abacate - Quais São os Benefícios???

AVOCADO PEQUENO NOTÁVEL-  Primo do abacate, o avocado conquistou europeus e americanos com sua textura cremosa e sabor particular - e já está sendo cultivado em terras brasileiras O avocado é uma fruta de personalidade. A começar pela aparência. É pequeno, difere do abacate tradicional em tamanho e cor da polpa, que se apresenta verde-amarelada, em vez de verde. Além disso, mostra sabor peculiar e consistência amanteigada - experimente derretê-lo pressionando um pedaço com a língua, contra o céu-da-boca. O provérbio diz que os pequenos frascos guardam as melhores essências. O diminuto avocado é parecido. Concentra sabor intenso, nem doce e nem amargo. Ao mesmo tempo, é muito delicado, apesar da capacidade de se apegar à árvore. Pode permanecer preso a ela por mais de dezesseis meses. Só amadurece depois de colhido, processo que leva uma, duas ou mais semanas, se ocorrido em geladeira. O nome avocado deriva da palavra ahuacatl, de origem asteca, povo que foi um de seus primeiros apreciadores. Significa "árvore do testículo". Os astecas achavam que a fruta tinha o formato da glândula sexual masculina. Os exploradores espanhóis adaptaram o nome para aguacate e, entre os ingleses, a planta acabou conhecida como avocado. De todas as frutas, o avocado destaca-se pelo elevado teor de gordura - cerca de 30%. Por isso, constitui poderosa fonte de energia. Mas, ao contrário do que muitos acreditam, sua oleosidade é naturalmente saudável, semelhante à do óleo de oliva. A árvore genealógica do avocado é generosa. Ramifica-se em dezenas de subespécies, características dos lugares onde cresce selvagem. Consumido há milhares de anos, o avocado é originário do México - maior produtor mundial e berço de algumas das melhores variedades da fruta - e de regiões subtropicais e tropicais do continente americano, numa faixa que vai da América Central ao norte dos Andes. Mas o plantio em grande escala não começou até o início do século XX, quando agricultores do Estado da Califórnia, responsável por 90% de toda a colheita dos Estados Unidos.
Rico em 14 minerais e
11 vitaminas

Combate os radicais livres

Sua gordura é monoinsaturada,
como o Azeite de Oliva

Seu consumo equilibra o Colesterol

Rico em Fíbras

Rico em Vitaminas antioxidantes

Previne a cãibra porque é rico
em potássio.

Sacia a vontade de comer doces, por causa das fíbras

Faz bem para o Coração e diminui a Impotência

Combate o Envelhecimento.

E tem mais, você pode comê-lo durante a sua dieta sem medo pois ele não engorda.

Fonte de pesquisa: Varanda.com e Lulucha

ABACATE

VOCÊ SABIA???

- Ao contrário do que ocorre com a maioria das frutas, os abacates só começam a amadurecer depois de colhidos. A fruta já desenvolvida pode ser deixada na árvore por seis meses sem que se estrague. Uma vez colhido, entretanto, o abacate verde amadurece em poucos dias.

- O abacate é nativo da América Central. O México é o maior produtor.

- O abacate tem mais proteína do que qualquer outra fruta – cerca de 2g para cada porção de 110g.

Servido como parte de uma refeição ou lanche com baixo teor de gordura, o abacate contribui com alguns nutrientes importantes. Cento e dez gramas, ou seja, aproximadamente a metade de um abacate médio, fornecem 500mg de potássio e mais de um terço da necessidade diária recomendada de folato; fornece, também, 10% ou mais das necessidades diárias recomendadas de ferro, magnésio e vitaminas A, C, E e B6.

O abacate deve ser servido cru – pois ele se torna amargo quando cozido. É possível, entretanto, acrescentá-lo a pratos quentes que já tenham sido cozidos, misturando-o com um molho de massa condimentado ou em fatias sobre um peito de frango grelhado.

Rico em nutrientes, bloqueia agentes cancerígenos.

O abacateiro é uma árvore altaneira de belo porte, que chega a 20 m de altura. Suas folhas são abundantes, de cor verde ou castanho-clara. O fruto tem a forma de uma grande pêra, com uma enorme semente e polpa gordurosa, amarelada, de excelente sabor. É oriundo da América Central e cultivado em regiões tropicais. Seu nome científico é Persea gratissima Gaert e pertence à família Lauraceae.

Existem 3 tipos de abacate: o mexicano, o guatemalense e o antilhano, este último cultivado no Brasil. O avocado é uma mistura de 2 tipos de abacates e surgiu nos Estados Unidos, sendo cultivado em nosso país após 1980. Ele é pequeno, de casca verde rugosa e mais rico em gorduras monoinsaturadas, e não forma colesterol no nosso organismo.

O uso regular do abacate na alimentação beneficia as artérias, reduz o colesterol e a pressão arterial e dilata os vasos sanguíneos. O ácido oléico, seu principal componente de gordura monoinsaturada, bloqueia a toxidade do mau colesterol, conhecido como o destruidor das artérias. O abacate também age contra a prisão de ventre, perturbações digestivas. Melhora o funcionamento da vesícula biliar, é balsâmico e ajuda a normalizar distúrbios na menstruação.

Especialistas em doenças cardíacas desaconselham os ácidos graxos (gorduras saturadas) de origem animal, pois elevam os níveis de colesterol no sangue, acumulando-o nas artérias e obstruindo-as. A degeneração das veias circulatórias acaba provocando acidentes vasculares. Por isso os especialistas recomendam a ingestão de gorduras monoinsaturadas, como a do abacate.

O grupo dos ácidos monoinsaturados atua de modo seletivo, eliminando o LDL, responsável pelo acúmulo de colesterol no sangue.

O abacate é antiinflamatório, auxilia na desintoxicação do fígado. Suas substâncias ativas, testerol e lecitina, ó tornam eficaz no tratamento das artroses, reumatismo e gota. O chá de suas folhas ou o pó do seu caroço torrado e moído acabam rapidamente com diarréia. O uso do caroço triturado e tostado, em forma de chá, elimina a tênia e outros vermes intestinais.

Externamente, elimina a caspa, fortalecendo os cabelos e combatendo a calvície.

O abacate é rico em nutrientes, contém proteínas, ferro, hidrato de carbono e substâncias minerais. A sua polpa é rica em vitaminas A, B 1, B 2, E, açúcar, fitosterol, lecitina, tanino e ácido oléico, linoléico e palmítico. O abacate possui ainda glutationa, um anti-radical livre, capaz de bloquear cerca de 30 agentes cancerígenos diferentes. As vitaminas do abacate agem contra problemas da visão, participam do crescimento dos ossos e dentes, combatem os radicais livres e atuam no processo de renovação da pele. As vitaminas do complexo B facilitam o metabolismo normal dos carboidratos. A vitamina B 1 ou tiamina, protege contra a síndrome da morte súbita, controla a diabetes e é útil no tratamento de herpes. A B 2 (riboflavina), é essencial para a produção de energia do organismo e auxilia a formação da glutationa. A vitamina E, protege contra doenças cardiovasculares, estimula o sistema imunológico, protegendo contra doenças da pele. Pode formar compostos com os radicais livres, servindo como antioxidante, chamada também de vitamina da beleza. A vitamina A é necessária para a boa visão, é anticancerígena e anti-radicais livres. A vitamina C, aumenta a imunidade contra infecções, reduz o colesterol e combate a infertilidade, tendo também ação anticancerígena.

Possui os seguintes minerais: magnésio, que é essencial à vida, ajuda no metabolismo da glicose e a nutrir os nervos e o cérebro; cálcio, que combate a osteoporose; ferro, que combate a anemia tanto em gestantes como em lactantes e ajuda a formar as hemácias; fósforo, que junto ao cálcio ajuda na mineralização dos ossos e nos neurônios, melhorando o raciocínio.

A lecitina do abacate possui substâncias essenciais ao bom funcionamento do organismo, evitando obstruções nas paredes dos vasos e artérias, que dificultam a circulação, uma vez que emulsifica biologicamente as gorduras e reveste as gotículas de lipoproteínas, tornando-as dispersas e solúveis.

Uso externo:-para tratar cefaléia ou nevralgia, preparam-se as folhas em água quente, que depois de mornas são colocadas sobre a cabeça. O resultado é imediato. O chá também pode ser usado sob a forma de compressa, várias vezes ao dia.

Uso interno – em caso de gases intestinais e problemas renais, as folhas podem ser usadas como chá, tomando duas xícaras, duas vezes ao dia. Para tratar irregularidades na menstruação, pode-se usar o chá das flores, uma xícara, duas a quatro vezes ao dia. Em casos de diarréia, disenteria e vermes, usam-se os caroços torrados e moídos numa decocção de duas colheres (café) em uma xícara de água morna, três vezes ao dia.

A polpa é bastante energética; uma dose de 100 g contém 198 calorias.

É curioso: muitas pessoas acham que o abacate aumenta o colesterol, o que é um erro. Em primeiro lugar, o colesterol é uma gordura animal, então não existe no abacate. Em segundo lugar, as gorduras monoinsaturadas presentes no abacate ajudam a reduzir o colesterol e os triglicerídeos. E viva o abacate!!! Está chegando a época dele…

Fonte de pesquisa; Saúde Alternativa

Nenhum comentário: