quarta-feira, junho 8

Quem Manda na Sua Casa??? Você ou o Maridão???

Mulher mandona



As mulheres estão demais! Geralmente possuem uma profissão bacana, educam as crianças, malham: glúteos, bíceps,tríceps e outras coisas..., entendem de política e ainda conseguem estacionar em vaga apertada. Dia após dia, conquistamos mais espaço no mercado de trabalho e na sociedade de modo geral. Resultado??? = Um monte de mulheres donas dos seus próprios narizes, que não aceitam receber ordens do primeiro que aparece. Aliás, a mulherada é quem manda.

Aí elas chegam em casa, tiram o sapato na sala e disparam uma sequência de ordens que não são endereçadas ao filho pequeno ou à empregada, mas sim aos maridos. Na sua casa, quem tem a palavra final: você ou o maridão??? E isso é bom ou ruim???

No peito de uma mulher mandona também bate um coração – e ele está cheio de boas intenções.
Ela manda, ele também...

Muitas vezes achamos que mulheres mandonas não estão com nada, primeiro por ser um gesto muito feio da mulher, e segundo por que assim como homens mandões tornam-se ridículos. Não confundam: decidir com mandar, ok??? Entre casais deve haver companherismo acima de tudo, ninguém deve mandar em ninguém, pois ninguém é dono de ninguém. E ninguém é melhor ou pior do que o outro.
Segundo a psicóloga Sabrina Dotto Billo, não há dúvida de que as conquistas cada vez mais frequentes das mulheres, sobretudo no âmbito profissional, refletem em suas vidas amorosas. “Os homens, por vezes, se sentem amedrontados pelas mulheres fortes e provedoras - função antes exercida por eles”, explica, lembrando da necessidade de que os novos relacionamentos sejam reestruturados, uma vez que não dá mais para seguir o modelo ditado pelas gerações anteriores.

Pior para quem manda

Ser mandona no relacionamento é bom ou ruim??? “Depende da combinação, seja ela verbalizada ou implícita, do casal. Enquanto alguns homens não suportam, outros até preferem, pois se sentem numa posição de conforto ao deixar as decisões por conta da mulher”, afirma Sabrina, garantindo que quem corre maior risco com isso é a pessoa que é autoritária. “Ao centralizar decisões, o nível de estresse tende a se elevar”, finaliza.

Mulheres: muita calma nessas horas...

Fonte de pesquisa: Bolsa de Mulher e Lulucha

Nenhum comentário: