sábado, janeiro 31

Meu "Diamante de Gould" e o Tráfego de Pássaros

Olá pessoal, hoje eu estou muito preocupada com o meu Diamante de Gould, pois de uma hora para outra, ele começou a ficar nervoso, a bicar a sua companheira, e quando pousava no puleiro, escondia uma de suas perninhas dentro da barriga, como se a mesma estivesse machucada. Ai aquilo me deu um nervoso de saber, só saber que ele pode estar com dor, ou porque que ele está parando de pé com uma perninha só, que imediatamente, chamei a veterinária que vem amanhã para vê-lo. Mas aí eu comecei a pensar... Será que ele não está fazendo isso para chamar a minha atenção? Foi então que achei no site animallivre.uol esta reportagem de doer o coração. Leiam. E por favor tenham carinho com esses bichinhos lindos!!! Que só querem água, comida, um banhinho e muito amor e carinho...
Gente, esses bichinhos não têm maldade, eles são filhos legítimos de Deus, são uns anjinhos, basta vc saber cuidar bem deles, e serás sempre retribuida todos os dias. Amanhã assim que eu souber o que é que ele tem eu conto pra vocês. Mitos e verdades sobre os pássaros : O primeiro grande mito é achar que um pássaro, seja qual for a circunstância, sabe se virar sozinho. Não é bem assim, pássaros nascidos em cativeiro não sobrevivem na natureza, filhotes caídos de um ninho também não, pássaros que tem seus membros enrolados ou até cortados por linhas de pipa com cerol morrem, pássaros que tem seus olhos furados para cantar mais bonito (um grande engano), Bem-te-vis que são mortos por ignorantes que acham que em seu canto ele “fala” TRISTE VIDA, ao invés de “bem te vi”, Sabiás Laranjeira passam suas vidas (brutalmente abreviadas) comendo apenas laranjas!Uirapurus que são engarrafados na cachaça para dar mais virilidade aos homens (mera estupidez), centenas de pássaros incluindo araras, papagaios e outras belas aves em extinção são desumanamente massacradas para “enfeitar” fantasias das festas de Parintins e carnaval, outras são mortas para fazer cocares que são vendidos em feiras de artesanato por todo o país. Sem mencionar o tráfico de aves para o exterior onde todos os tipos de pássaros vão dentro de meias de nylon ou tubos de PVC anestesiados para não fazer barulho.Beija-flores e Cambacicas morrem pelas mãos das pessoas que querendo ajudar, colocam aquelas garrafinhas com açúcar e infelizmente se esquecem de limpá-las, o pobre pássaro no inverno, na escassez de flores procura as garrafinhas e morre vítima de quem queria ajudar. Morre asfixiado por inchaço da língua. Nada poderia ser mais horrível! Será que os pássaros não precisam de ajuda? 10 dicas para ajudar os pássaros:1- Nunca compre nenhum pássaro ilegal (sem a aneleira fechada do Ibama), por mais que você fique com dó, não compre, ao invés de comprar, denuncie quem está vendendo!2- Passe adiante a idéia que nenhum pássaro traz sorte, azar, virilidade ou qualquer coisa do gênero. Pássaros são apenas pássaros.3- Retire de sua casa todas as linhas de pipa que ficarem enroladas nas antenas, árvores, arbustos e em qualquer parte de sua casa, ao menos lá, eles não ficarão enroscados se debatendo até morrer.4- Não compre fantasias, enfeites, brincos, cocares que se utilizem de penas. Só assim vamos desestimular a matança indiscriminada de aves.5- Só coloque um bebedouro para um beija-flor se tiver certeza absoluta que poderá trocar a água todos os dias lavando muito bem os orifícios das florezinhas. Caso contrário, NÃO coloque um bebedouro.6- Se puder faça um mini-restaurante em seu quintal, colocando em um local alto, onde gatos e ratos não alcancem. Os alimentos podem ser sementes diversas, frutas frescas, farelo de pão e quirera, assim você conseguirá atrair inúmeros pássaros em seu quintal. Com certeza em poucos dias você terá Rolinhas, Sabiás, Sanhaços, Bem-te-vis e muitos outros.7- Plante flores ou coloque vasos no quintal que contenham néctar, assim você atrairá Beija-flores, Cambacicas e muitos outros pássaros nectarívoros.8- Pense não duas vezes, mas mil vezes antes de comprar um Psitacídeo de grande porte (Araras, Papagaios, Cacatuas, etc.), pois eles são caros, tem alto custo de manutenção, vivem mais de 50 anos, são ciumentos, exigentes, monogâmicos (só vão gostar de uma pessoa da casa, e pode não ser você!) e na época de reprodução, gritam muito e num volume que você pode não suportar. Comprar um psitacídeo de grande porte é para toda a vida ou talvez até para seus sucessores (e talvez eles não queiram). Um papagaio sofre mais que um cachorro sendo separado de seu dono.9- Se você vir algum estabelecimento que venda estilingue, denuncie, pois estilingues são ilegais e são feitos para machucar ou matar aves. Não aceite isso.10- Se tiver alguma área verde plante arvores frutíferas, tipo amoreira, pitangueira elas irão alimentar inúmeros pássaros que cantarão alegremente em seu jardim.Compra de aves NacionaisCertamente quase todos sabem que comprar Papagaios, Canários da Terra, Trinca-ferros, Curiós, Pássaros Preto, Corrupião e qualquer pássaro da Fauna Nacional é proibido, mas muitos não resistem ao ver aquele pequeno ser sendo maltratado, com fome, numa minúscula caixa ou gaiola imunda com dezenas de pássaros e acaba comprando para “ajudar”, alguns compram porque são lindos, outros porque gostam de ter uma ave que canta bonito ou que aprende o Hino Nacional. Muitos se esquecem que um Canário do Reino canta mais e mais bonito que qualquer outra ave e podem ser facilmente comprados em qualquer Pet-shop sem que haja nenhum problema, pois eles são pássaros de cativeiro. Calopsitas substituem papagaios maravilhosamente, pois são aves legalizadas, alegres, facilmente domesticáveis, menores, mais baratas, de baixa manutenção e além de tudo os machos cantam muito bem.Infelizmente quem compra uma ave ilegal não está ajudando, está incentivando um comércio criminoso, pois, a cada pássaro que estes inescrupulosos vendem, nove morrem e outros dez são encomendados aos “mateiros”.Este tráfico ilegal é desumano, com ele todos perdem, perde quem compra, pois fica com um pássaro ilegal podendo perdê-lo a qualquer momento, perde quem vende, pois pode ser preso e pagar fiança por crime contra a natureza e perdemos todos nós, pois a cada dia uma nova espécie de ave caminha para a extinção.Papagaios são as maiores vítimas, vendidos a um baixo custo e trazidos aos montes em caixas espremidas dentro de caminhões sem alimentação durante 12, 15 horas de viajem, poucos resistem, mas, para quem trás, se restar apenas um ou dois já será lucro. Depois, os poucos que sobrevivem serão comprados por pessoas que tem dó e em alguns anos passam a ignorar ou ter raiva do pássaro, principalmente papagaios que na época de reprodução gritam (para atrair um parceiro) e isto incomoda muito seu dono. Muitos papagaios vivem isolados em fundos de quintal justamente por causa do seu alto volume de voz. O chamado do papagaio é alto, pois ele tem de se comunicar na floresta não dentro de uma casa.Aí começa a longa e infeliz trajetória de um papagaio abandonado, ele será vendido ou dado para alguém e passará no mínimo por uns seis lares até achar um que tolere seu barulho (que vai aumentar ainda mais, pois ele vai gritar tentando “chamar” seu primeiro dono). Papagaios são monogâmicos e não toleram esta troca de lares. Muitos começam um doloroso e horrível processo de mutilação, arrancando suas próprias penas, desenvolvendo doenças, entristecendo, às vezes se auto-mutilando e até morrendo.Sem contar que quase 90% das pessoas são mal informadas e dão alimentação absolutamente incorreta, aos papagaios oferece-se apenas girassol e restos de comida. O que não poderia ser pior, esta alimentação vai reduzir a vida do papagaio que viveria cerca de 50 anos para cinco a sete anos. Pássaros frugívoros e insetívoros (Sabiás, Sanhaços, Bem-te-vis, etc.) são limitados a comer ração oleosa, o que nem de longe supre sua alimentação ideal e também morrerão em um ou dois anos. Portanto, em nome das futuras gerações que estão condenadas a conhecer as fabulosas aves Brasileiras apenas por fotos em livros ou em arquivos da internet. Gerações que não terão o delicado prazer de ouvir um pássaro cantar solto em uma árvore, que não verão mais os alegres e barulhentos bandos de araras e papagaios voando livres pelo Pantanal. Nem os maravilhosos Guarás vermelhos em grandes revoadas.Pense em seus filhos, sobrinhos, netos, que mundo lhes restará daqui a 10 ou 20 anos? Sem árvores, sem ar, sem água limpa, sem animais silvestres e infelizmente sem pássaros.Não comprem pássaros ilegais, nunca! E se encontrar alguém vendendo, chame a Polícia, o Ibama ou qualquer entidade que possa tomar uma atitude.Lembre-se pássaros legalizados tem anilha fechada e não custam barato, não são vendidos em feiras ou lojinhas pequenas. Seu custo relativamente alto se deve aos altos gastos que existem num Criadouro legal. Se o pássaro for baratinho, tenha certeza que ele foi cruelmente arrancado de um ninho no meio de alguma floresta remanescente e que muitas vezes suas mães foram mortas por bicar (para proteger sua ninhada).Não vamos colaborar com o fim das espécies, vamos assegurar que as futuras gerações possam apreciar este espetáculo da natureza que são as aves Brasileiras.Fonte: Ieda Corbucci Scalisse-Artista Plástica (FAAP) e Fotógrafa Profissional

Nenhum comentário: