domingo, fevereiro 1

Não Conte com Ovos Antes da Galinha

Este artigo, é dirigido a todos os pintores, jornalistas e escritores deste país afora. Ser pintor, jornalista ou escritor são carreiras brilhantes, mas precisam de muita dedicação, esforço físico e mental, paciência, ânimo para seguir em frente sem olhar para trás, muita mão de obra e acima de tudo concentração. Há muito mais adjetivos para citar, mas os mais importantes creio que sejam estes. Agora você, é, você mesmo sentado na poltrona vendo TV, há de convir que tem as sua recompensas, certo?! É dureza, não é moleza não! Quer saber do que eu estou falando? Veja só: um pintor passa dias e dias, às vezes, numa tela. Pinta horas a fio sem parar, e até ficar do jeito que ele quer, demora e muito. No fim de cada dia, tem que lavar todos os pincéis com terebentina, as mãos ficam em carne viva, o cheiro das tintas e solventes são altamente tóxicos (por isto os pintores mais famosos do mundo morreram quase todos loucos). Depois de terminado e assinado você olha e diz: passei dias pintando este quadro mas valeu, ficou lindo! Então ele é pendurado na galeria para ser vendido, certo? E não vende, passa dias, meses, anos, e o tal do quadro não é vendido, nesse ínterim você já pintou mais dezenas de outros quadros, mas aquele em particular que você se dedicou tanto, deu tanto de si, não vende, mas não é por isto que você vai jogar tudo pro alto e fim. Não, tem que ter paciência e olhar pra frente, não desistir jamais. Sabe o lado bom de tudo isso? Você aprendeu mais, se desenvolveu mais, e hoje quando você olha para o quadro, nem acha mais tão lindo assim, porque você cresceu. Desabrochou! Assim acontece também, conosco jornalistas e escritores, um escritor passa meses e meses escrevendo um livro, e quando o livro é editado não vende. Puxa vida! Mas porque não vende se você se dedicou tanto para ele ser um “bestseller” de primeira!Paciência... um dia vai vender e se não vender, outros livros virão e venderão e você achando que aquele era o melhor, quando na verdade não era. Mais uma vez, você tinha que passar por isto para crescer, para acontecer, para ser mais humilde. E o jornalista que passa uma noite toda acordado, escrevendo uma matéria de sua autoria pela primeira vez, por exemplo, ele escreve e escreve que nem um doido, quando o dia começa a nascer a matéria que você tanto queria escrever está lá na sua frente, prontinha para ir para o jornal e ser editada. Mas de repente, você percebe que a sua matéria, aquela que você passou a noite inteira escrevendo, não é editada. Mas porque? Então o seu chefe te fala que a sua matéria não poderá ser editada, você não acredita, acha que é brincadeira, mas não é, e você se pergunta aonde foi que você errou? Na sua falta de experiência, pois você não sabia que precisava isto ou aquilo para a sua matéria ter sido editada. Agora pelo menos, você aprendeu uma grande coisa.Mas não é por isto, que você vai desistir da sua carreira, pelo contrário, de hoje em diante, você escreverá melhor, pensará melhor antes de escrever e agradecerá ao seu chefe por ter te ensinado uma coisa que você nem pensou que existia. Mais uma vez, você cresceu. E pode se tornar um grande jornalista se souber dar o passo certo. E é bom lembrar, que as carreiras citadas neste artigo, são as que ficam para sempre registradas, perpetuadas, pois nosso nome está assinado em cada quadro, em cada livro, em cada matéria...

Nenhum comentário: