terça-feira, abril 13

Mães Possessivas

Existem mães e mães. Mães que são amigas dos filhos, que participam da vida deles sem proibir apenas dando dicas, conselhos, mães que gostam dos filhos como eles são e não como elas gostariam que eles fossem, que incentivam os filhos, que conversam com eles, que são companheiras de todas as horas.
Por outro lado, existem mães que se intrometem em tudo na vida dos filhos, só pensam nos filhos, são pessimistas, são chatas, não conversam só agridem, esquecem até do marido para saber o que os filhos estão fazendo, se estão andando com pessoas boas, ricas, do mesmo padrão social dos filhos, são insuportáveis pois sufocam de tal maneira a vida dos filhos, que se estes não forem bastante fortes para introduzir uma barreira entre ela e eles se tornarão pessoas sem personalidade própria!!!

Vejam por exemplo o personagem da Ingrid (Natalia do Valle) na novela das 9 da Globo, é uma mãe neurótica, psicótica, doente, e pensam que isso é só ficção??? De maneira nenhuma. Existem mães assim, sim. E cá entre nós, são um saco. Me desculpem, mas não há outra palavra para descrevê-las. Não dá pra aguentar uma mãe dessas, é humanamente impossível. Apesar, que na minha opinião, os próprios filhos dela são os maiores culpados, pois com a idade deles, com o que cada um ganha, com as profissões que cada um deles tem ,deveriam estar morando sozinhos há tempos, e não com a mamãe e o papai.

Me desculpem as mães que são possessivas a esse ponto, mas isso não é ser mãe, e sim  inimiga dos próprios filhos. Uma mãe que acha que nenhuma mulher está à altura dos filhos é completamente egoísta e só se preocupa com ela mesma. Quem melhor do que seu filho ou  filha para escolher com quem ele ou ela irão querer passar o resto de suas vidas??? Uma mãe dessas, além de ninguém merecer, é uma castradora, cega diante do amor dos filhos, ela não ama os filhos, ela ama a imagem que os filhos irão passar para a sociedade. Uma coisa desprezível e vergonhosa que ela disse em um dos capítulos, foi quando o filho disse: "se não pudermos ter filhos nós iremos adotar um", e ela respondeu que nunca iria aceitar um neto ou neta que não tivesse o sangue dela chamando-a de vovó, pois pra ela esse ser seria um estranho. Gente, aonde estamos??? Que preconceito mais mesquinho é esse??? Me deu nojo, sabiam??? Uma mulher dessas não merece o chão que ela pisa. Tantas crianças esperando para serem adotadas, carentes de afeto, de amor, e uma megera vem dizer uma coisa dessas??? Tá bom que isso é só uma novela, mas que existe, existe. E aos montes. Principalmente, em certos círculos sociais. Temos que aprender uma coisinha só: ninguém é melhor ou pior do que ninguém, quando formos para o andar de cima iremos todos para o mesmo lugar.
Só isso.



Lulucha

Nenhum comentário: