quinta-feira, setembro 23

Você Costuma Olhar Para Dentro de Sí Mesma???

Olhar para si mesmo é um exercício difícil para muitos. É justamente a dificuldade de fazer isso que leva alguns a se queixarem de tudo o que lhes é externo, sem conseguir investigar em si próprios aquilo que contribui para sua infelicidade ou insucesso. Essa, no entanto, está longe de ser uma solução. Ao culpar o que está em volta, a pessoa se torna passiva, sentindo-se quase como uma vítima de um mundo cruel que lhe impõe o sofrimento. Se vitimizando, passa a ter pena de si, paralisando-se e deixando de agir. Sentir pena de sí mesmo, é o pior sentimento que uma pessoa pode vir a ter, jamais sinta pena de sí mesma. Por tudo isso, embora possa ser difícil, olhar para si mesmo é um exercício possível e imprescindível. Poder entender a própria maneira de pensar, de agir e de ver o mundo pode permitir enxergar a própria parte nas dificuldades nos relacionamentos. Ao enxergar as próprias dificuldades, é possível também tentar mudar o que pode estar atrapalhando. Olhando para si, é possível distinguir o que é seu do que é do outro.

Como já dizia o filósofo Jean-Paul Sartre, que julgo em sintonia com tudo o que eu disse: “Não importa o que fizeram com você. O que importa é o que você faz com aquilo que fizeram com você”.

Fonte de pesquisa; Minha Vida e Lulucha

Um comentário:

Jackie Freitas disse...

Olá Pat querida!
Concordo plenamente, minha amiga! Acho que enquanto não aprendermos a olhar para o nosso íntimo, não seremos capazes de compreender as diferenças existentes em cada pessoa. Tenho comentado sobre a felicidade e no quanto as pessoas responsabilizam umas às outras, sem conseguirem entender que esse descobrimento pertence individualmente, dentro de cada pessoa.
Muito bom o seu post, minha querida!
Grande beijo,
Jackie