sábado, fevereiro 28

A Batata Frita É o Pior Alimento Para Se Consumir

Depois de fazer uma extensa pesquisa para descobrir quais são os alimentos mais saudáveis, nutricionista americano faz uma lista dos alimentos de que devemos passar longe Jonny Bowden, autor dos livros Os 150 Alimentos mais Saudáveis do Planeta e As Refeições Mais Saudáveis do Mundo (a ser lançado no final do mês, ambos sem tradução em português), fez, a pedido da revista ÉPOCA Online, uma lista dos alimentos que podem causar os maiores danos à nossa saúde - seja pela concentração de substâncias nocivas ou pela ausência completa de nutrientes necessários ao funcionamento de nosso corpo. O ponto comum entre os piores alimentos listados pelo especialista é que todos são industrializados. Confira a lista dos alimentos que você deve banir do seu cardápio ou consumir com muita, muita moderação: Batata frita: são fritas em óleo vegetal, que é reutilizado inúmeras vezes, o que aumenta a concentração de gorduras trans, o tipo mais perigoso para a saúde. A batata, em termos nutricionais, é como uma tigela cheia de açúcar. "O prato é um pesadelo nutricional", diz Bowden. Refrigerantes: são cheios de açúcar e outros produtos químicos. Os refrigerantes dietéticos também devem ser evitados porque estão repletos de produtos químicos e adoçantes artificiais, que não considero saudáveis. Salgadinhos industrializados: não têm valor nutricional nenhum e são repletos de gorduras trans, sódio e açúcares, todos elementos prejudiciais à saúde. Algodão-doce: além de ser puro açúcar, tem corantes artificiais. É um alimento que não deveria existir, segundo o especialista. Pão branco: é um alimento com valor nutricional nulo - tem apenas carboidratos, o que quer dizer que ajuda apenas a aumentar a conta de calorias. Prefira, sempre, pão integral. Depois de aprender o que não comer, confira os alimentos mais saudáveis, aqueles que têm valores nutricionais acima da média e, muitas vezes, passam despercebidos em nosso dia-a-dia.
Fonte de Pesquisa: Revista Epoca

Nenhum comentário: