quinta-feira, junho 25

Meandros

  • Quantos meandros...
  • Terei que fazer...
  • Até chegar em você?
  • Ainda não amanheceu...
  • E faz tanto frio lá fora...

  • Preciso de você ao meu lado...
  • Para me aquecer...
  • Para me entreter...

  • Sente meu corpo do teu lado?
  • Sente o quanto te quero?
  • Aquece meu corpo com teus carinhos...
  • Você me deixa molhada...de suor...
  • Essas tuas carícias...

  • Vem, quero você dentro de mim...
  • Agora!
  • Vem, amor, vamos ascender esse fogo...
  • Que tanto mexe com a gente...
  • E nos faz delirar...

  • Vamos arder de amor...
  • Como as chamas da nossa lareira...
  • Encha as taças de vinho...
  • E me beija...
  • Molha a minha garganta...
  • Que está sedenta de desejo...

  • Tira as minhas roupas...
  • Em frente a lareira...
  • És tão lindo!
  • À luz do fogo...
  • Mais pareces um príncipe...

  • Vamos nos amar...
  • Até o anoitecer...
  • E depois... um vinho... um fondue...
  • E "voilà mon chèr"...

  • Do que estás rindo?
  • Do meu francês?
  • Quem te ensinou os passos das minhas carícias?
  • Porque não deixas teu fogo doloroso penetrar-me?

  • Invade-me com tua boca abrasadora...
  • Desejosa...
  • Pergunta-me se te quero?
  • Mas em teu nome...
  • Deixa-me navegar e dormir a teu lado...
  • Ao som da brasa queimando...

  • Vem...
  • Você e eu somos a luz que continua...
  • Amo a tua pele...
  • Teu cheiro me alucina...
  • Somos cúmplices de nossas loucuras...
  • E juntos ficaremos até um novo amanhecer, um só ser...

Lulucha

Nenhum comentário: