sábado, outubro 3

...E Tudo o Que Fica É Nada...

Como não saber...

Se não ter o bastante...

É nada...

Como dizer ...

Que o nada é tanto...

Que no entanto...

É só o que tenho...

Como não contar...

A verdade...

Se o tempo é tão curto...

Que se não dissermos ...

Acabaremos perdendo esse tempo...

Como imaginar o desencanto...

O sentir sem entender ...

Se no entanto...

É tudo o que me resta...

Como não contar o que fiz...

Se de repente...

Tudo nos escapa...

E tudo o que fica...

É só...

Lulucha

Nenhum comentário: