quinta-feira, novembro 26

Porque o Silêncio Nos Incomoda Tanto???

Porque que o silêncio nos incomoda tanto? Mais do que palavras ditas, mais do que brigas e discussões, ele nos dá o desprezo, aquele desprezo de que o outro não está nem aí para você e nem para o que você pensa ou fala. Nada irrita mais quanto o silêncio: ele... questiona; provoca; desmonta e é irritante. Ao mesmo tempo, nada é tão necessário quanto o silêncio: amadurece; implica; ensina... Perdemos a familiaridade com o silêncio. Mas, uma coisa é certa: é preciso que algo se cale para que algo seja ouvido.

Não há resposta pior do que o silêncio, principalmente, quando o outro espera uma reação agressiva da sua parte, e você simplesmente lhe dá o silêncio, é como levar um tapa com luvas de pelica.O silêncio não é apenas a ausência do som, como a sombra, não se esgota na ausência da luz.

Veja um exemplo típico: Alguém ao seu lado resolve ficar em silêncio durante alguns minutos, mas para você parecem horas, isso começa a mexer com você até que você não aguenta mais e então pergunta: porque você está tão quieto(a)? Você está se sentindo bem? Um dólar pelos seus pensamentos! Fala alguma coisa, por favor! O que foi? Fala! Eu fíz alguma coisa que você não gostou? - E assim vai .....

O silêncio está presente em tudo e convive dentro de todos nós, ainda que ameaçado ou ignorado. Não é o silêncio uma forma de pureza que nos interpela num mundo de tanta impureza? Não é o silêncio uma forma de solidão? Não. É que estamos tão acostumados com vozes nos nossos ouvidos, que mesmo querendo meditar sobre nós mesmos anda difícil ultimamente. Por isso tudo, é que o estresse aumenta a cada dia, a cada hora. Não temos mais paciência nem para aguentar o silêncio, o que dirá meditar?!!

É o silêncio que mede o nosso estado de espírito. Logo, não há apenas o silêncio, há os silêncios. Da alegria, do desgosto, do amor, da fé, da concordância, da discordância, da liberdade, da eloquência, da serenidade, do desespero, da esperança, da convicção, da ignorância, da verdade, da coragem, do medo.

O silêncio é uma forma de perfeição no mais íntimo dos nossos espíritos. Vejam os chineses: vivem mais de 100 anos, mas todos tem a sua hora de meditação, eles pensam muito antes de tomar uma resolução, antes de responderem qualquer coisa, e essa qualidade, esse poder de dominar o próprio pensamento, é que faz deles o povo mais sábio do mundo. (Eu sempre digo: os japoneses são criativos, mas os chineses são sábios).

O olhar pode ser muito mais do que o silêncio de uma palavra não dita. O silêncio da oração pode ser dito por palavras. O silêncio de quem está só pode quebrar a solidão aparente do som que não está presente. O silêncio é a forma serena de se adormecer e o modo suave de se acordar.

Que tal meditarmos mais antes de tomar decisões precipitadas para não nos arrependermos mais tarde???

O silêncio é bom, e eu gosto...

Lulucha

3 comentários:

S. Levy Lima disse...

também gosto.
não me incomoda o silêncio. assim posso ouvir o meu apelo interior.

bjs

Gookz disse...

é verdade...
o silêncio é mesmo constrangedor...

Rosana Ibanez disse...

A solidão sempre é necessária. É o momento em que nos encontramos com nós mesmo, em que chegamos a conclusões até então indefinidas, momento de decisões importantes, amadurecimentos.É mesmo sempre importante a solidão, mas que não seja infinita...
bjs