sexta-feira, junho 19

Leiam Essa Estória e Digam-Me: Isso É Normal?

(esse é o Horacinho, só que não é ele de verdade, ele mais bonito pois tem a papada cinza)

Oi pessoal, hoje eu tenho que lhes contar uma estória muito intrigante. Quem é antigo aqui no Dihitt deve lembrar dos meus filhotes, Fofinha e Fernandinho, lembram??? É os meus passarinhos lindos. Só que no mes de Março, eu comprei mais um casal de Diamantes Gould, e o machinho que veio, veio bem novinho e é a coisa mais linda que Deus já fez. Essa raça geralmente possui 7 cores diferentes em cada pássaro, pois este veio com 10 cores diferentes, e canta, mas canta, mais que o Pavarotti cantava. Canta o dia inteiro, é alegre, esperto, canta, enfim é um pássaro que foi escolhido a dedo, por um amigo do meu irmão que tem um aviário em São José do Rio Preto.

Hoje pela manhã, eu fui ao mercado, fui fazer umas outras e voltei pra casa, e sempre que eu chego, depois de um pouco ele, o nome dele é Horacinho, começa a cantar. Mas hoje quando eu cheguei, estava um silêncio total, aí fui ver o que é que estava acontecendo, porque que ele não estava cantando. Então, brinquei com ele, assobiei, pra ver se ele se animava, e nada! Continuava em silêncio, e ficava olhando para a Ossiba que é um bloco de cálcio que eles adoram passar o bico e precisam para afiná-lo. Eu não me dei conta desse detalhe, o que estava me intrigando era o fato de ele estar parado, mudo, e olhando pra tal da Ossiba. Bom, fiquei meia hora tentando fazer ele cantar e nada.

Então resolvi olhar a Ossiba que ele tanto olhava, e pasmem, sabem o que tinha lá? Um cocôzinho que eu acho que ele havia feito sem querer, e estava com medo de levar bronca, mas como ele não pode falar o jeito de me mostrar foi ficar mudo e olhando direto para a caguinha que ele tinha feito. Eu tirei a Ossiba, limpei a caguinha e repus no lugar, não é que o moleque recomeçou a cantar que nem um Pavarotti de novo???

Eu fiquei besta, pois olhem só até onde esse meu lindo chegou??? Daí então, eu fui pra ginástica e voltei, lá estava ele novamente mudo, então eu perguntei: O que foi dessa vez Horacinho?? E ele calado, não piava, nem a pau, e ficava olhando a gaiola toda, o teto, os lados, o chão, os puleiros. e olhava pra mim. Nessas alturas eu já não estava entendendo mais nada!, Gente, não tinha mais sujeira nenhuma, em nenhum lugar, só na gaiola é lógico, pois eu costumo limpar no fim da tarde, e o moleque não cantava. Ele estava grilado, sabem quando a gente fica grilada com alguma coisa e não sossega enquanto não tirar aquele grilo da cabeça? Pois ele estava assim, aí eu disse pra mim mesma, ou eu estou ficando louca, ou esse menino quer que eu limpe a gaiola!

Então lá fui eu, às 2:00 hs. da tarde limpar a gaiola dele, limpei tudo, tudo, tudo, e ele olhando, quando estava toda limpinha, eu pendurei no lugar e disse: pronto Horacinho, era isso que estava te incomodando? Vai me dizer que agora você vai querer a gaiola sempre limpa? Agora só amanhã, viu? E ele olhava, e olhava, olhou todos os lugares da gaiola pra ver se estavam limpos, e só então começou a cantar e a comer.

Será que alguém pode me explicar este fenômeno??? Porque eu tô aqui pensando, e pensando e não cheguei a um denominador comum, não. Esses passarinhos são muito espertos sabem? Agente pensa que passarinho é burro, qual nada eles entendem tudinho do que a gente fala.

Ah, e ontem, a Julie, é a fêmea que vive com ele, só que ela não é tão linda quanto ele, pois então, eles tem um balancinho que eu coloco dentro da gaiola que eles adoram se balançar, e ontem eu troquei uma caixinha de comida para o lado do balancinho, mas eu ví que o balancinho ia bater na caixinha, então eu falei de brincadeira, Julie você não quer testar o balancinho pra ver se está batendo na caixinha, não? Rsrssss. Não é que ela foi. Balançou, viu que estava batendo na caixinha, olhou pra mim, e foi para o puleiro!

Eu fiquei olhando pra ela, como se ela fosse um Et, aí mudei a caixinha de lugar. O que é que vocês me dizem???

(Meus amores eu amo vocês demais)!!!!

Lulucha

P.S: Este é um artigo escrito por mim, porque eu amo os meus pássaros e gosto de contar as peripécias deles, quem já me conhece sabe disso e entende, muita gente achou que eu exagerei, ou que eu era louca, etc... Então eu peço uma coisa àqueles que não acreditam, ou acham que esse artigo é uma piada, que por favor não comentem, pois comentários estúpidos devem ficar com a própria pessoa, que por sua vez deve ser igual aos comentários que faz. Ou, certamente deve ser uma pessoa frustrada e solitária, que não tem nem ao menos um pássaro para alegrá-lo. obrigado. Lulucha

4 comentários:

tutty gualberto disse...

Eu acho que você está precisando sair mais, talvez até arrumar um namorado.
Abraço

Bronca no Trombone disse...

Cheguei a me arrepiar ao ler essa história. Os animais falam, só que não falam o nosso idioma. A minha gatinha faz coisas que até Deus duvida. Ela chama a gente para limpar a caixinha de areia, sabe quando tem carne na geladeira que será usada naquele dia, ouve minha esposa chegar e corre para recebê-la feito um cachorro, e não uma gata: de barriga para cima, se virando toda no chão. Enfim, ela sabe quando eu estou deprimido, doente... Ela fala e muito! Os animais nos dão muitas lições!

Parabéns pelo post!

Beijos,

André

Anônimo disse...

Não querendo ser mal educado ou grosseiro, mas é a maior mentira sobre pássaros que já vi. Ou a Lulucha é louca e até pode ser pois tenho uma sobrinha meio retardada que diz que fala com os cachorros e eles com ela. Pode até que o retardado seja eu que não consigo falar com os passaros e muito menos com os cães.

Silvio Koerich disse...

Rs gostei muito dessa história não sabia que passáros tinham essa consciência fikei de cara