terça-feira, abril 6

Por Que Parar de Fumar???


Por que parar de fumar?


O tabaco é responsável por mais de 10 mil mortes por dia

Você é daqueles que ainda fumam??? Ei você mesmo que tá com o cigarro na mão, isso... você mesmo...Você acha legal fumar ou fuma porque quer morrer mais cedo??? Ah, você gosta!!! Sei... sei..., você tem noção do que tem dentro desse cigarrinho aí??? Ah então eu te aconselho a procurar algum lugar que diga os ingredientes que contem dentro papelzinho branco. Você não vai acreditar, dizem que tem até besouros e baratas, arsênico, e etc...Sadio, não??? Cara alguém já te falou que você deve ter um hálito péssimo, suas roupas devem cheirar a cigarro, seu cabelo idem, seus dedos devem ser amarelados, eca eu hein??? Tô fora. Você deve ser nojento sabia? E quer saber mais? Se eu desse uma reunião na minha casa você não iria ser convidado. Tô te falando sério cara, quem fuma, que me desculpe, mas na minha casa não entra, sabe porque??? Porque o cheirinho adorável que fica leva dois dias para sair, além do que o teto começa a ficar amarelado e outras cositas mas! Se eu já fumei??? Já eu comecei a fumar com 14 anos, de repente me deu um nojo de cigarro, que cada tragada que eu dava me enojava ainda mais, aí eu pensei: porque que eu fico gastando dinheiro com uma coisa que eu não gosto e que só vai me prejudicar? Hoje fzem 10 anos que parei, mas também não aguento nem sentir o cheiro de tabaco. sabe quantos anos leva para o seu pulmãozinho ficar limpo??? 05 (cinco) anos. Durante estes cinco anos você ainda corre o risco de ter câncer no pulmão por cigarro. Meu pai morreu disso em apenas 15 dias. Agora... continue lendo a matéria...

A Organização Mundial da Saúde (OMS) considera o tabagismo a principal causa de morte evitável em todo o mundo. Estima-se que o uso do tabaco causa por ano 4,9 milhões de mortes, o que corresponde a mais de 10 mil mortes por dia.

As doenças e mortes causadas pelo tabagismo manifestam-se em adultos, porém o ato de fumar se inicia antes dos 19 anos e mais frequentemente nas classes sociais mais baixas. O tabagismo é o ato de se consumir cigarros ou outros produtos que contenham tabaco, cuja droga ou principio ativo é a nicotina. A nicotina causa dependência física e psicológica. A dependência da nicotina já é considerada uma doença.

A aceitação social faz com que os fumantes não sejam os únicos prejudicados. Os fumantes passivos também são. Ou seja, aqueles que nunca fumaram, mas que compartilham ambientes com fumantes e inalam a fumaça rica em substâncias tóxicas, apresentam risco 30% maior de câncer de pulmão e 24% maior de infarto do coração, portanto.estão sujeitos às mesmas doenças que os fumantes.

Dados epidemiológicos revelam que pelo menos 70% dos tabagistas almejam parar de fumar. Porém, menos de 10% adquirem o sucesso sem auxílio.

Na maioria dos casos, a recaída ocorre entre dois dias e três meses devido à síndrome de abstinência. Essa síndrome se inicia 8 horas, após o consumo do cigarro e se torna mais intensa no terceiro dia. Seus sintomas são: alterações cognitivas, ansiedade, distúrbios de sono, irritabilidade, aumento do apetite e desejo intenso por cigarro.

Para vencer a síndrome da abstinência a pessoa deve ficar muito atenta as armadilhas, como: momentos de estresse é preciso se acalmar e entender que momentos difíceis acontecem á todo momento, fumar não resolverá o problema; vontade intensa de fumar nesta hora é necessário manter as mãos ocupadas com elástico, papel ou objetos, beba um copo de água, ligue para um amigo, coma uma fruta. Saiba que a vontade de fumar não dura mais que alguns minutos.

Ao parar de fumar os benefícios começam após 20 minutos, com a alteração da pressão arterial e pulsação. Dois dias sem tabaco o olfato e o paladar melhoram e após um ano o risco de morte por infarto é reduzido à metade.

Muitas vezes a decisão de parar de fumar é adiada para evitar o desconforto de ficar sem o cigarro, mas este desconforto pode ser amenizado com orientações necessárias e dividido com profissionais qualificados.

Por Lulucha e MSN

Nenhum comentário: