sexta-feira, agosto 13

Entrelaçados...

Ela acordou nos braços dele...
As pernas entrelaçadas nas dele...
O calor e a segurança...
Deixavam-na feliz...
Virou a cabeça e beijou-lhe o peito...
Será que havia felicidade maior...
Do que acordar nos braços do amante???

Ele puxou-a...
Um pouco mais para perto...
Tinha o corpo bem retesado...
E a força bem controlada...
Quando ela encostou o corpo no dele...
Sentiu um calor...
Que a deixou úmida e sensível...
Excitada...

Deslizou as mãos por ele todo...
Explorando...
Testando...
Regozijando-se...
Ainda sonolenta...
Deixou os lábios deslizarem...
Por todo aquele corpo...
Irresistível...
Quando sentiu o coração dele se acelerar...
Ficou satisfeita...
Dando um esboço de sorriso...
Virou a cabeça para olhá-lo...

Notou os olhos intensos...
E escuros...
Quando ele a puxou para cobrir-lhe a boca com a sua...
Tudo se obscureceu...
Sem nenhuma gentileza dessa vez...
Apenas desespero e exigencia...
Ela foi arrebatada...
Para uma onda ...
De intenso prazer...

O controle com o qual sempre contara...
Desaparecera...
Era um homem que se movia...
Com todo o cuidado...
Dentro dela...
Rolaram na cama...
Entrelaçados um no outro...
E ele a tomou para sí...
Exatamente como queria.

Nenhum comentário: