sexta-feira, março 27

Netbooks x Notebooks

No começo de 2008, o cenário do computador portátil foi dominado pelos laptops. Houve poucas alternativas aos tradicionais notebooks - tablet PCs, PDAs avançados e até uns poucos smartphones que podiam desempenhar muitas das tarefas básicas de computação. Mas o computador portátil abriu caminho para a computação móvel - algumas empresas ofereceram laptops que eram tão poderosos quanto seus similiares desktops. LenovoO Lenovo W700sd tem uma tela principal de 17 polegadas e outra secundária de 10 polegadas

Um ano depois, os tradicionais notebooks enfrentam alguma competição no mercado de computação móvel. Pode ser confuso para o consumidor - há uma série de novos termos e categorias a serem levadas em consideração quando da compra de um computador móvel. Há laptops, notebooks, netbooks e UMPCs (Ultra Mobile Personal Computers). Mas qual é a diferença? Esses termos são intercambiáveis? Ou eles estão bem definidos?

A resposta a essas questões depende de quem pergunta. Uma pessoa pode chamar a um determinado PC de netbook, enquanto outra vai insistir que se trata de um notebook. É como pedir a alguém para descrever uma característica de uma elevação geográfica - uns podem chamá-la de morro, outros, de montanha. Não há uma definição universal na qual você possa apoiar-se.

Há, contudo, algumas linhas mestras gerais que você pode usar. Laptops, notebooks e netbooks usam a mesma base física - o principal diferencial é o tamanho. Essa base física é um computador com duas partes principais: uma tela e um telado conectados por dobradiças. Em geral, netbooks são menores e mais leves que os notebooks que, por sua vez, são menores e mais leves que os laptops. Mas não há classes específicas de tamanhos ou pesos para esses computadores. Então, por exemplo, se o computador tem uma tela de 11 polegadas, é um notebook ou um netbook? É aí que as pessoas discordam.

Vamos começar com laptops e notebooks. Alguns usam os termos intercambiáveis, porque muitos dos laptops no mercado são menores e mais leves que seus predecessores. À medida que o tecnologia de laptops evolui, fabricantes são capazes de colocar mais poder dentro de um pacote menor. O formato notebook está virando a norma.

Mais ainda há alguns laptops que são grandes demais para serem considerados notebooks. O Lenovo ThinkPad W700ds tem uma tela principal de 17 polegadas (43,2 cm na diagonal) e uma tela secundária retrátil de 10 polegadas (25,4 cm na diagonal). Ele pesa cerca de 5 kg e tem 5,3 cm de largura. Laptops para games também podem estar no time dos grandões - o Qosmio X305, da Toshiba, pesa 4kg e tem uma tela de 17 polegadas. Embora esses computadores sejam portáteis, você provavelmente não vai querer andar com ele por aí o dia todo.

Netbooks x notebooks AmazonO Eee PC 1000 HA é um netbook de 10 polegadas Notebooks são mais leves que os laptops que vimos na página anterior. Geralmente eles têm telas de 12 a 17 polegadas (30,5 cm a 43,2 cm na diagonal) e pesam cerca de 2,5 kg e 2,7 kg. Idealmente, o notebook tem os mesmos poder de processamento e recursos de um laptop. Muitos fabricantes cobram um preço premium pela conveniência de um computador pequeno com grande vigor.

O Lenovo Thinkpad X300 é um notebook. Ele tem uma tela de 13,3 polegadas e pesa 1,5 kg, o que o torna um peso pena na captegoria notebook. Quando fechado, ele mede apenas 2,3 cm de espessura. Ele também tem muitos dos recursos que você encontraria em um laptop típico: placa WiFi, antena Bluetooth, processador de dois núcleos, 1 GB de RAM e 64 GB de disco rígido. Tem também drive de DVD e webcam integrados e vem com o sistema operacional Windows Vista. Netbooks são relativamente novos no mercado de computadores. A definição geral para netbooks é que eles são menores, menos poderosos e mais baratos que os notebooks.

Redes e nuvens Netbooks e computação em nuvem andam de mãos dadas. Uma rede de computação em nuvem é uma coleção de servidores que fornece armazenamento de dados e poder de processamento via Internet. Idealmente, um serviço de computação em nuvem elimina a necessidade de um computador pessoal poderoso e caro. As máquinas na Internet fazem todo o trabalho duro para você.

Quando começaram a chamar a atenção no começo de 2008, os netbooks pareciam contradizer a filosofia popular no mercado de computadores. Por muitos anos, a estratégia predominante para consumidores de computador era encontrar o mais rápido e poderoso computador na sua faixa de preço. Mas os consumidores estão começando a entender que eles não precisam necessariamente de um computador que seja vanguarda absoluta para realizar a maioria das tarefas. E, já que a Web desempenha o maior papel na computação atualmente, os requisitos de processamento para o consumidor geral estão menos exigidos.

UMPCs, ou PCs ultraportáteis AmazonOQO Ultra Mobile PC, com teclado QWERTY tipo slide Isso nos deixa com o PC Ultraportátil (UMPC). Tecnicamente, o termo se aplica especificamente a um produto da Microsoft. É um computador tablet - imagine uma tela de computador sem o teclado. A interface da maioria dos UMPCs é uma tela sensível ao toque com uma caneta stylus e uma rede de teclas-chaves configuradas ao longo das laterais da tela. Esses tablets tendem a ser como netbooks e trazem telas pequenas entre 4 e 7 polegadas (10,2 cm a 17,8 cm na diagonal).

Alguns modelos de UMPCs têm um teclado QWERTY completo sob o teclado que pode deslizar para fora. Outros se valem exclusivamente da interface touchscreen. A maioria roda o sistema operacional Windows Vista. Os UMPCs são mais portáteis que os notebooks e mais caros que os netbooks. O Q1UP-XP, da Samsung, é um bom exemplo. Ele tem uma tela LCD touchscreen de 7 polegadas e pesa 900 g. O teclado QWERTY está dividido ao meio, com teclas em cada lado da tela. O Q1UP-XP é compatível com WiFI e Bluetooth. O computador tem um microfone e pode servir como um dispositivo VoIP. Seu preço, durante o fechamento desta reportagem, estava em US$ 1.299. Mas algumas pessoas usam o termo UMPC para descrever todos os computadores e dispositivos computadorizados pequenos - inclusive netbooks. Outros usam-no para diferenciar computadores móveis caros de netbooks baratos.

Por exemplo: enquanto a Apple chama seu MacBook Air de notebook, outros dizem que ele não se enquadra na categoria notebook. O Air é fino o bastante para caber dentro de um envelope e tem um display LED de 13,3 polegadas. Mas seu processador é menos poderoso que os dos modelos MacBook. Ele também tem uma capacidade de armazenamento limitada e apenas umas poucas portas. O Air também vale um bom dinheiro: começando em US$ 1.799. O design do Air, o poder de processamento e o preço tornam difícil categorizá-lo. É por isso que alguns jornalistas usam o termo UMPC para descrever dispositivos que são portáteis, mas mais poderosos e caros que os netbooks. Usando essa terminologia, um netbook é pequeno, barato e tem poder de processamento modesto. Um UMPC é pequeno, mais caro e geralmente tem melhor processador que um netbook

O futuro da computação móvel Novos produtos vão borrar ainda mais as linhas entre netbooks, notebooks e UMPCs. Na CES 2009, a Asus mostrou o Eee T91 e o T101H. Esses dispositivos são um misto de tablet e netbook. Eles trazem telas montadas em um pivô - você pode virar a tela em torno dele e dobrá-la novamente sobre o teclado. Uma interface sensível ao toque permite que você use o netbook como um tablet PC. Esses produtos chegam no mercado em 2009.

Os smartphones também têm o potencial de tornar o cenário da computação móvel ainda mais confuso. Como os smartphones se tornaram mais poderosos, eles começam a preencher o mesmo nicho dos netbooks. Em geral, a faixa de preços dos smartphones é de US$ 199 a US$ 900. Eles são muito portáteis e multifuncionais. Empresas que criam aplicações para smartphones podem incorporar mais estratégias de computação em nuvem em seus produtos num futuro próximo. Ao mesmo tempo, alguns fabricantes de netbooks estão fazendo parcerias com operadoras de telefonia celular para incluir tecnologia de celular em seus produtos. Alguns netbooks podem transferir dados via 3G, EDGE e outras redes de telefonia. Embora a transferência de dados usando esses protocolos de rede tendam a ser mais lentas que com WiFi, a infraestrutura para redes de celular tem uma base mais forte que a das redes WiFi.

Uma coisa é certa: mobilidade é importante. As pessoas querem ser capazes de acessar aplicações e dados em qualquer lugar e a qualquer hora. Elas querem um dispositivo que tenha seu próprio disco rígido espaçoso ou um netbook que possam usar para logar-se a um serviço de armazenamento de dados remoto - ou elas podem não saber o que elas querem. Apesar de os netbooks terem contabilizado um percentual insignificante das vendas de computadores em 2008, a taxa de devolução foi relativamente alta. Isso pode ser devido ao fato de os consumidores não entenderem a proposta dos netbooks. Os dispositivos não são tão poderosos quanto os notebooks, laptops e desktops. Eles também tendem a ter teclados menores, e algumas pessoas têm problemas para digitar durante uma sessão muito longa. E quem escolhe netbooks rodando Linux pode ficar frustrado com a falta de familiaridade com o sistema operacional.

Apesar das taxas de devolução, a popularidade dos netbooks e de outros dispositivos de computação portáteis continua crescendo. A conveniência desses dispositivos, junto com os tempos de economia difícil, podem significar que os micros de mesa superpoderosos e supercaros estão com os dias contados. Fonte de Pesquisa: HWS

Um comentário:

Anônimo disse...

Eê brother, simplesmente copiar o site howstuffworks não dá, já pensou em tentar criar uma pesquisa você mesmo, esse é só mais um blog parasita como tantos outros.