sábado, março 14

Amizade

· Quando brigamos, · Discutimos, · Ofendemos, · Alguém que sempre nos compreendeu, · O que acontece? · Sentimo-nos como animais. · Racionais. · Mas Animais. · Aliás... · No fundo · Todos nós somos animais. · Se provocarmos um animal, · Ele nos ataca, · E fere... · Conosco é igual. · Ferimos e atacamos... · Com palavras. · Sentimo-nos, · A pior das criaturas · Distantes de tudo e de todos, · Até de nós mesmos. · Porque estamos zangados, · Não queremos estar, · Mas estamos... · E isso é o que mais nos incomoda. · E o motivo? · O motivo são as palavras... · Que de tão fortes... · Doem e ferem, · Como punhais cravados no coração. · E não relaxamos, · Enquanto não despejamos toda a nossa voracidade. · E depois vem a dor... · E a saudade... · Como tudo isso começou? · E vem a solidão... · E o desamparo... · Tristes e solitários. · De repente surge o arrependimento, · E a vontade enorme, · De pedir perdão... · De esquecer tudo... · E voltarmos a estaca zero. · E nos perguntamos: · Estamos prontos? · Estamos certos? · Será isso mesmo que devemos fazer? · Sim. · É exatamente isso que devemos fazer. · E quando perdoamos, · E somos perdoados... · Ficamos felizes novamente. · Pois, não era isto que tínhamos em mente? · Sim. · É isto que queríamos e queremos, · Paz. · A amizade, · Quando é verdadeira, · É o nosso maior tesouro. · Vamos guardá-la como ouro. · Para que ninguém, · Possa roubar... · O nosso grande e imenso tesouro. Lulucha

Nenhum comentário: